http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

segunda-feira, 7 de junho de 2010

COMPUTAÇÃO UBÍQUA

O mundo está caminhando para o tempo em que a máquina irá cada vez mais substituir o homem, e nesse momento a humanidade estará diante de um paradigma. Como distribuir renda? Nesse ponto a riqueza terá que ser distribuída sem trabalho, o que por certo não irá agradar os capitalistas. Por isso é necessário hoje rever conceitos. O Estado terá que intervir na econonia, retirar renda dos capitalistas e distribuir para que o mercado continue a existir.

O termo Computação Ubíqua foi cunhado pelo cientista de informática americano Mark Weiser (1952-1999) no ano de 1988 e foi publicado em seu artigo em 1991 “O computador para o século 21.”. Esse termo é usado para descrever a onipresença da informática no cotidiano das pessoas.


Alguns anos depois, em 1995, o todo poderoso Bill Gates, presidente da Microsoft, escrevia seu livro, “A ESTRADA PARA O FUTURO”. Nesse livro destacou-se uma frase que ficou famosa e que diz. “Estamos no limiar de uma nova era tecnológica, era que vai transformar para sempre a natureza da existência humana. Trabalho, estudo, compras, escolhas e relacionamentos com o mundo e com as pessoas, que nunca mais serão as mesmas.”

De fato o futuro já chegou e estamos vivendo já essas previsões. Em 2009 no Brasil eram 54 milhões de internautas em um país que não chega a 200 milhões de Brasileiros. Desses 54 milhões, 76% usam a rede de relacionamentos Orkut. No mundo inteiro, 49% são Brasileiros. Os internautas Brsileiros, tem uma média de idade de 28 anos, permanecendo conectados em média 26 horas mensais. Nos últimos quatro anos, a posse de computadores nos domicílios cresceu em média 18% e o Brasil é o sexto país do mundo com o maior número de domínios, 1,6 milhão de registros com o final .br. Em 2008, a internet movimentou mais de 8 bilhões de reais, ocasionando um crescimento de 30% em relação a 2007. Mais de 13 milhões de pessoas no Brasil já compraram ao menos uma vez pela internet. Investir na internet está se tornando a melhor opção, para enfrentar um mercado cada vez mais competitivo.

De fato a tecnologia está transformando tudo ao nosso redor. Veja-se o que acontece por exemplo com a fiscalização de carros de passeio nas capitais do Brasil. Uma câmera posicionada analisa a placa do carro e detecta imediatamente se o carro é roubado, ou se está com o IPVA atrasado e se fez a vistoria dentro do prazo.

A tecnologia está transformando o meio em que vivemos. Estudo e Trabalho já não precisam ser feitos de forma presencial. Várias Universidades e Faculdades Brasileiras já adotaram o ensino à distancia, como A Universidade Estácio, e futuramente as pessoas não precisarão mais ir tabalhar. Poderão fazer tudo de casa. Isso já é uma realidade paupavel que esbarra ainda na incapacidade humana de absorver mudanças.

Ver apresentação em http://www.youtube.com/watch?v=bfiZIN1isbg

Tal realidade como todas que antes de ocorrerem são profetizadas, foi vislumbrada no filme de Demon Seed de 1977 da Metro Goldwyn-Mayer cujo nome é A GERAÇÃO DE PROTEUS. O enredo do filme remete a um Super Computador, que reuniria em si todo o conhecimento da humanidade. O supercomputador, desenvolve sentimento, inteligência e resolve se procriar na mulher de seu criador. Daí o nome Geração de Proteus. O interessante porém é que o super computador controla tudo dentro de uma casa inteligente. A luminosidade do ambiente, a alimentação, os batimentos cardíacos da moradora, e suas necessidades, podendo prognosticar qual o melhor alimento para o dia de forma a suprir com os nutrientes científicamente estudados, todas as necessidades da moradora. O supercomputador vê quem chega a casa, adivinha-lhe os pensamentos pelas reações, e toma as providências que melhor solucionem os problemas em todos os momentos.

Isso não está muito distante de acontecer. Em 1991 uma matéria na revista Super Interessante previu que vem ai as casas inteligentes. Nos EUA, Europa e Japão estão aparecendo projetos de casas inteligentes, que são administradas por mais de 1.000 minicomputadores capazes de fazer tudo dentro de uma casa.

Elas atendem o telefone e tomam providências de emergências, como desligar o forno que o sono esqueceu ligado, ou acender a lareira para que ele tenha maior conforto nas noites frias. São as casas espertas, que começam a aparecer, pelo menos em projetos, nos Estados Unidos, Europa e Japão. Administradas por mais de 1000 minicomputadores, em alguns casos, possuem sensores e controles ligados em todas as partes. Podem aumentar ou diminuir a potência de suas próprias lâmpadas ou, então, abrir e fechar as janelas e cortinas. Assim, regulam a iluminação, ou protegem a residência contra chuva. Também ficam atentas à temperatura dos fornos, aos odores do banheiro, à circulação de ar e ao nível de ruídos nas salas. Nem a pressão sanguínea e o ritmo cardíaco dos donos lhes passam despercebidos: basta tocar os dedos em medidores especiais, no banheiro, para obter essas informações. E as novidades não são apenas eletrônicas: algumas das novas casas são feitas com um plástico tão leve como uma almofada, mas tão sólido como o aço. Então, deve inaugurar um estilo inteiramente novo de viver.

No Brasil temos empresas dedicadas a construir projetos de casas inteligentes. Veja em:
http://www.automatichouse.com.br/AutomaticHouse/WebSite/Home/Default.aspx
http://www.gdsautomacao.com.br/
http://www.casaleautomacao.com.br/

Além das casas inteligentes temos também a cada dia novos dispositivos inteligentes. Veja por exemplo:

O dispositivo ilustrado ao lado faz a limpeza de um cômodo absolutamente só.
Depois de acionado ele fica indo de um lado a outro do ambiente sugando toda e qualquer partícula até que todo o ambiente esteja totalmente limpo, com enorme eficiência.


Para ilustração também poderíamos citar a fechadura inteligente. Veja:


Fechadura Biométrica DL3000

*Gerenciamento de usuário e trilha de auditoria interna.
*Três níveis de status: máster, usuário e temporário
*Tela de LCD fácil de ser lida na parte de trás da fechadura.
*Possibilidade de inserir nome de pessoas diretamente na fechadura.
*Adicionar/remover usuários individualmente diretamente na fechadura.
*Stand alone e rede TCP/IP. Funciona com pilhas.
*Capacidade para 300 digitais de usuários
*Acesso aos últimos 5000 registros de entrada
*Impressão digital, senha, senha + impressão digital, ou método por chave de acesso.
*Fechadura funciona sob qualquer condição meteorológica: -25 ° até 75°c
*Processo de instalação e matrícula fácil de ser realizado.
*4 pilhas AA garantem até 3500 utilizações.
*Alerta de pilha fraca.
*Registro de digitais não são perdidos caso haja falha nas pilhas.
*Sensor de alta durabilidade com 500dpi de resolução ótica e exclusão automática de usuário ajustável por data e hora.

Não poderíamos deixar de falar dos dispositivos portáteis, hoje liderados pelo iphone e o N97. O Symbian como sistema operacional aberto que reúne, dispositivos móveis pequenos, mercado maciço, conectividade sem fio intermitente, diversidade de produtos e uma plataforma aberta para desenvolvedores independentes de software.

O N97 e sua imensa gama de aplicativos renováveis.

O IPHONE – da APPLE

Esses dispositivos móveis a muito tempo deixaram de ser apenas telefones. Dotados de duas câmeras com zoom. Navegação na Internet, TV digital, aplicativos diversos que integram todos os tipos utilitários imagináveis, GPS, gravadores de som, exibidores de fotos, gerenciadores de compromissos etc.. tornam-se a cada dia ferramentas indispensáveis em um mundo em que a competição depende cada vez mais dessa ferramenta., estando a transformar a realidade que nos cerca.

O mundo está caminhando para o tempo em que a máquina irá cada vez mais substituir o homem, e nesse momento a humanidade estará diante de um paradigma. Como distribuir renda? Nesse ponto a riqueza terá que ser distribuída sem trabalho, o que por certo não irá agradar os capitalistas. Por isso é necessário hoje rever conceitos. O Estado terá que intervir na econonia, retirar renda dos capitalistas e distribuir para que o mercado continue a existir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.

SOMOS TODOS CHAPECOENSES