http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

QUEREM ACABAR COM A APOSENTADORIA

sábado, 20 de agosto de 2011

BACIA DE CAMPOS - UMA TRISTE REALIDADE - DIARIO DE UM ACIDENTE

Veja um vídeo explicativo no seguinte link:
 http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/noticias/passam-de-4h-as-buscas-por-helicoptero-desaparecido-na-bacia-de-campos-20110819.html
Plataforma P-65 de onde saiu o helicóptero que pousou no mar.
 Hoje dia 19 de agosto, mais um helicóptero acidentou-se. torcemos para que todos os ocupantes da aeronave tenham sido salvos.

Estamos na plataforma de P-12 de onde é possível ver o esforço das aeronaves, e dos rebocadores na busca aos sobreviventes, A noite já caiu e a noite é muito difícil ver alguma coisa no mar. O mar está agitado, e um vento frio cortante açoita aos que insistem em acompanhar o esforço das equipes de resgate.


Helicoptero da Marinha utilizado nas buscas.
 

Pelo rádio chegam notícias, já que a cabine de rádio pode ouvir a conversa das equipes de resgate. Dois botes salva vidas foram avistados.


Provávelmente com os artefatos de localização que existem a bordo dos helicópteros foi possível sua localização no mar escuro. Os rebocadores rumam apressados para o local enquanto holofotes procuram iluminar o local.
Helicoptero LINX da Marinha que participa das buscas.

Isso foi tudo o que podemos informar. Entendemos que se os botes de resgate foram lançados e dois foram localizados, é porque os ocupantes provávelmente conseguiram sair da Aeronave e provávelmente foram resgatados. Não entendemos porque os noticiarios não dão informações sobre o resgate dos ocupantes da aeronave. 

Em nota divulgada na noite desta sexta-feira (19), a Aeronáutica informou que o helicóptero com quatro pessoas que está desaparecido na Bacia de Campos, no Norte Fluminense, fez um pouso forçado no Oceânico Atlântico a cerca de 100 km do litoral.

Segundo a corporação, a aeronave decolou da plataforma P-65 da Petrobras com direção à cidade de Macaé. Ás 17h15, o piloto declarou emergência à torre de controle de Macaé e pousou no mar.


Ainda não há informações sobre a situação dos quatro ocupantes da aeronave (dois tripulantes e dois passageiros).

Duas aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB), sendo um avião P-95 Bandeirante Patrulha e um helicóptero H-34 Super Puma, participam das buscas.

A operação, coordenada pela FAB, conta com apoio de um Navio Patrulha Guajará e um helicóptero Lynx da Marinha do Brasil. Embarcações do plano de emergência da Petrobras também ajudam nas buscas.


_______________________________

Dia 20 foi um dia de apreensão pois a notícia que nos chegou foi de que os dois botes salva vidas encontrados não tinham tripulantes a bordo. Estavam vazios.

A preocupação com possíveis sobreviventes se ampliava na medida em que com a baixa temperatura do mar a sobrevivência em águas frias durante uma noite inteira levava à crença de que se ouvessem sobreviventes estariam com hipotermia.

Durante todo o dia as buscas se intensificaram até que nos chegou a notícia à noite de que o helicóptero tinha sido localizado no fundo do mar com três ocupantes mortos dentro do helicóptero. O quarto ocupante não fora localizado, mas seria remotissima sua sobrevivência.

Chegou-nos notícias de que o helicóptero teria sido visto desgovernado no céu, precipitando-se  sobre o mar. Provávelmente uma pane hidráulica.

O Sindicato dos petroleiros do Norte Fluminense, convoca os petroleiros para uma paralização de 24 horas em protesto pela falta de segurança que vem se intensificando na Bacia de Campos com a crescente demanda por transporte via helicópteros, levando a um caos no Aeoroporto de Macaé, que está visivelmente sobrecarregado por uma imensa demanda de transporte aéreo. As notícias que nos chegam é de que o site do sindipetro-NF está fora do ar. Provávelmenter a empresa Petrobras temendo uma paralização, tenta bloquear a comunicação, e o site do sindipetro-nf é uma ferramenta de divulgação.
_________________________
A Petrobras recomendou que permaneçam em solo todos os helicópteros Agusta AW 139, mesmo modelo do que desapareceu na tarde de ontem, a 100 km do litoral de Macaé, no norte fluminense.A empresa marcou para esta tarde uma reunião com representantes da empresa fabricante do helicóptero, que virão da Itália.

HELICOPERO QUE CAIU Agusta AW 139
 O helicóptero transportava Ricardo Leal de Oliveira, de Rio das Ostras (RJ), auxiliar técnico de planejamento da empresa Engevix; e João Carlos Pereira da Silva, de Campos dos Goytacazes (RJ), técnico de inspeção da empresa Brasitest.
Os outros ocupantes eram o piloto Rommel Oliveira Garcia, do Rio de Janeiro (RJ), e o co-piloto Lauro Pinto Haytzann da Sênior Táxi Aéreo, de São Paulo (SP).


Dia 21 de agosto de 2011

O dia amanhece nublado. Chega-nos ainda a pouco a notícia da localização do quarto ocupante do helicóptero acidentado, também sem vida. O mar está agitado. É um dia frio. Fria como a temperatura é também o nosso ânimo. Todos estamos consternados. A perda de vidas de companheiros nossos, nos leva a refletir. E uma pergunta não quer calar. QUANTOS MAIS? SERÁ QUE SOBREVIVEREMOS? Porque a tragédia de hoje pode ser o prenúncio de outra amanhã e quem estará nos helicópteros em que todos viajam?
Se todas as medidas que levaram a uma maior segurança tomadas nos últimos anos não surtiu efeito, o que mais poderá ser feito? Não adiantam estatísticas, apresentações muito bem feitas em Power Point para demonstrar que tudo está sendo feito, que o índice é um dos melhores do mundo, se a sensação é de um imenso vazio que corroi nosso corações, que nos leva a pensar se não é hora de abandonar tudo isso. Todas essas plataformas em estado lamentável, com banheiros normalmente sujos, camarotes superlotados onde mal se movem duas pessoas mas que abrigam quatro ou mais pessoas amontoadas, tratadas como números e não como pessoas. Porque tantas proibições tanta dificuldade para se embarcar um Notebook, um ítem de conforto hoje em dia, quando a plataforma visivelmente é carente em conforto. O máximo que oferece é televisores e uma academia de ginástica (Aproveitada no máximo por 20% dos residentes), nem sempre os mais modernos televisores e nem sempre os melhores. Terminais de computadores são poucos até para se trabalhar.
Como não queremos apenas criticar e não oferecer sugestões, aqui vão algumas.
1 - Permitir o embarque de notebooks. (Uteis como lazer e estudo). A segurança da informação poderia ser preservada com a necessidade de se logar em qualquer rede interna com um equipamento cadastrado ou credenciado.
2 - Criar nas unidades uma sala de leitura que oferecesse conforto para ler e estudar, com terminais de rede para utilização de notebooks ou tablets e que permitisse acesso à internet com velocidade razoavel. Para preservar a informação, essa rede poderia ser totalmente dissociada da rede corporativa. Provedores de Internet oferecem esse serviço com uso de parabólicas acessiveis a um cidadão comum, o que não falar de uma empresa como a Petrobras.
3 - As salas de leitura e estudo poderiam ser dotadas de livros que poderiam ser emprestados aos embarcados. Além de livros poderiam também ser oferecidos jornais e revistas de assinaturas das revistas mais requisitadas, para leitura na sala ou em particular.
4 - As salas de leitura e estudo poderiam ser também dotadas de terminais da rede de Internet corporativa (Antiga Internet recreativa) além de pontos de rede para acesso à Internet por pessoas sem acesso à rede interna da Petrobras.
5 - Para os que gostam de esportes, poderiam ser promovidos torneios de voleibol, futebol, xadrez, carteado, etc...
6 - Para promover essas atividades um promotor de eventos seria importante. Esse poderia ser por exemplo o proprio administrativo.
7 - Exigir da hotelaria o aprimoramento da limpeza, principalmente dos sanitários e boxes de banheiro que são IMUNDOS, e isso não é difícil tendo em vista que até os shoppings de qualidade que são públicos, hoje oferecem um bom padrão de limpeza e higiene. Um funcionário de hotelaria encarregado da limpeza sofreria uma fiscalização nesse  caso mais eficiente.
Para a Administração da Petrobras aqui vai um alerta. Chegam-nos notícias de que as plataformas que não são Petrobras são muito melhores. Plataformas de primeiro mundo. A petrobras quer ser conhecida como a pior?


4 comentários:

  1. Que DEUS conforte o coração de amigos e familiares!!!
    Pois tudo que o acontece e da vontade de DEUS!!!

    ResponderExcluir
  2. Independênte de religião, basta crer em Deus, num Deus vivo que TUDO pode, convoco à tds principalmente aos que tem parentes embarcados, que elevem seus olhos p/um DEUS de onde vem td socorro. E peçam pelos que dependem dessas aeronaves para ir ou para vir. Sou sogra de um func. da Petrob. e oro sempre pelo meu genro e seus amigos qdo entram na aeronave.
    Confiem em Deus, um Deus de milagres! E em breve teremos boas notícias!!!

    ResponderExcluir
  3. SOU DA PLATAFORMA DE P-12 E JÁ FAZ ALGUM TEMPO QUE NÓS TRABALHADORES DA CLASSE OFF-SHORE, TEMOS NOTADO OS ATRASOS NOS VOOS, A FALTA DE ORGANIZAÇÃO, A DEMORA E ISSO TUDO, ACABA INFLUENCIANDO NAS AERONAVES QUE FICAM SOBRE CARREGADAS COM A QUANTIDADE DE VOOS ATRASADOS.
    FICA UM ALERTA PARA TODOS:
    VAMOS NOS UNIR E ACABAR COM ESSA VERGONHA QUE SE PASSA COM NÓS TRABALHADORES OFF-SHORE.
    JUSTIÇA!
    ANDERSON

    ResponderExcluir

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.

SOMOS TODOS CHAPECOENSES