http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

SOMOS TODOS CHAPECOENSES

sábado, 17 de setembro de 2016

A FILA INEXORAVEL DA MORTE

"Todos nós estamos numa fila invisível da morte e que ninguém sabe o numero da senha, daqui a pouco alguém grita a sua senha "14" e era você.”

A maioria de nós não gosta de pensar nisso. Como dizia um sábio oriental, vivemos como se não fossemos morrer e morremos como se não tivéssemos vivido.
Essa é uma foto de 1910, portanto a 107 anos. Provavelmente todas essas pessoas que estavam na fila da morte nessa época já encontraram a sua vez, apesar de estarem saudáveis nessa época.

Temos nossos apegos. Nosso carro, nossa casa, nosso trabalho, nossos livros, nosso quintal, nossos bichos, e de repente viajamos e nunca mais voltamos. As coisas ficam para trás do jeito que estão. A chícara de café pela metade, o livro pela metade, a obra que iríamos fazer, a necessidade insubstituível dele ou dela. Tudo, absolutamente tudo é como um estalo. Fica tudo para trás.

NEW YORK, 1910. Imagem de pessoas e realidades que desapareceram.

Se as pessoas refletissem sobre essa realidade imutável da vida, uma realidade inexorável, provavelmente iriam rever suas atitudes, seu comportamento, suas prioridades, e teriam um juizo de valor relativo sobre todas as coisas, porque todas as coisas que existem não são nossas. Nem o nosso corpo. Estamos com elas até quando? Podemos ter só mais um minuto, ou nem isso, como poderemos te-los por mais dez anos e como passa rápido dez anos, ou mais vinte ou trinta, mas depois iremos deixa-las todas absolutamente todas.



E essa fila anda, e nós não nos apercebemos. Todos os dias mais e mais pessoas passam por esse portal sem volta, e só nos damos conta quando alguém próximo ou famoso parte, e para onde foi?


Nessa ilustração os evangélicos procuram mostrar que existem várias realidades no mundo espiritual, em que o "SEIO DE ABRAÃO" seria uma região de acolhimento dos espíritos que não estivessem direcionados ao "LUGAR DE TORMENTOS" que ainda não é o inferno, entretanto essa ilustração é uma pálida tentativa de representação da realidade. No mundo espiritual existem várias regiões com gradações diferentes que vão da pior das realidades até a mais deslumbrante delas. Os homens pelo seu grau de imperfeição estão longe das mais elevadas, não tendo nem condições de chegar perto. Só Jesus chegou, mas podem ser direcionados a regiões de consolo e refazimento que são as colônias espirituais, como o "SEIO DE ABRAÃO".


Existe depois da morte muitos lugares para onde se ir. Isso é o que nos informa aqueles que foram e depois vieram contar a história. A Bíblia por exemplo, na parábola do Rico e de Lazaro, conta que depois da morte, Lazaro foi para o seio de Abraão e o Rico para um lugar de tormentos. Embora pudessem comunicar-se, não podiam passar de um lugar para o outro.





O Seio de Abraão era portanto um lugar agradável. Um lugar de consolo, como se diz, e o Rico estava em um lugar desagradável, um lugar de tormentos.


Portanto depois que se atravessa o portal da morte, pode-se ir para lugares agradáveis e desagradáveis e que estão relacionados com as nossas escolhas.


A Biblia também se refere a uma coisa que ela denomina "VIDA ETERNA". Vida eterna equivale a dizer que esse é o destino esperado para nós, e quando se analisa a palavra "VIDA" significa estar bem e não mal. Portanto se alguém entrou na "VIDA ETERNA" entrou para um estágio de bem estar eterno, mas existe um estágio de existência que é chamado de morte e que não é necessariamente a morte fisica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.