http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

QUEREM ACABAR COM A APOSENTADORIA

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

OPINIÃO DE PAULO MALUF E BENVINDO SEQUEIRA SOBRE LULA E A LAVA JATO

sábado, 22 de outubro de 2016

O QUE TEM A VER A POLÍTICA COM A RELIGIÃO?

Política tem a ver com religião? Na minha opinião sim, mas uma coisa não interfere na outra, ou não deve interferir, porque quando falamos de religião falamos de Deus, e Deus tem tudo sobre controle. Tudo segue o plano divino. Portanto as coisas caminharão dentro desse plano e não cabe à religião tentar interferir nisso, porque tudo irá mudar quando Deus quiser.
Temos que entender que tudo o que acontece no mundo tem ligação direta com as nossas escolhas, principalmente em um regime que se diz democrático. Não somos nós eleitores quem escolhemos ou pensamos que escolhemos os deputados?

Entretanto no jogo do poder, cabe a nós fazermos a nossa parte dentro daquilo que acreditamos ser o melhor de acordo com os nossos pricipios cristãos.

A ilustração perfeita para esse fato está no exemplo de Jesus. Jesus chegou nesse mundo em um ambiente de profunda conturbação política. Existia entre os Judeus da época de Jesus a crença de que viria um MESSIAS, que fora profetizado pelos profetas ao longo de 1000 anos.

O que os Judeus esperavam desse Messias? Esperavam a libertação da opressão Romana, pois o Império Romano dominava o mundo conhecido na época inclusive a palestina que era ocupada pelos Judeus. É nesse ambiente conturbado pela revolta que era exercida pelos zelotes (Espécie de movimento revolucionário que  fazia escaramuças violentas contra os soldados Romanos). Que veio Jesus.

Os Romanos na verdade pouco se importavam com os Judeus. Eles tinham o mundo inteiro para administrar, mas a revolta dos Judeus os incomodava. Para aquieta-los, permitiam que tivessem o seu Rei (Herodes) que podia fazer construções monumentais como o Templo de Jerusalém, e exercer o seu poder relativo, tendo sua guarda pessoal, uma espécie de guarda municipal.

Jesus transitava nesse meio pouco se importando com as querelas políticas, dialogando com os cobradores de impostos, que eram cidadãos judeus encarregados de cobrar os impostos romanos, e por isso considerados desprezíveis, traidores e pecadores, bem como com os soldados Romanos que na verdade nada tinham a ver com nada. Eram na verdade profissionais não Judeus que tinham a incumbência de servir ao imperador Romano.

No episódio em que Jesus cura o criado do Centurião Romano, esse prontificou-se a ir até a casa do Centurião, porém o Centurião Romano, percebeu que isso iria trazer-lhe problemas com aqueles que criticavam Jesus buscando algo para o acusar, pois pela tradição Juidaica, um Judeu não entrava na casa de um soldado Romano, e por isso ele sugere que Jesus apenas ordene. De fato Jesus tinha poder para curar a distância. Não precisava ir até a casa do Centurião. O episódio é narrado no Capítulo 8 de Mateus como abaixo.




E, entrando Jesus em Cafarnaum, chegou junto dele um centurião, rogando-lhe,E dizendo: Senhor, o meu criado jaz em casa, paralítico, e violentamente atormentado.E Jesus lhe disse: Eu irei, e lhe darei saúde.E o centurião, respondendo, disse: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar.Pois também eu sou homem sob autoridade, e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu criado: Faze isto, e ele o faz.E maravilhou-se Jesus, ouvindo isto, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé.
Mateus 8:5-10

Esse episódio ilustra muito bem como Jesus não discriminava soldados romanos, nem Judeus e nem cobradores de impostos. Ele também não discriminava meretrizes que é um nome que se dava às mulheres que comercializavam o corpo e nem ladrões. Na verdade todos esses eram apenas atores de um cenário que levaria ainda muito tempo para mudar. Até os soldados que o espancaram e o esbofetearam ele pediu ao pai para os perdoar, pois não tinham a menor ideia do que estavam fazendo. Espancando e esbofeteando aquele que os irá julgar, o seu rei o rei espiritual do planeta.
Portanto Jesus não interferia no cenário político porque sabia que estava sob controle seguindo a um plano pré determinado.

Um exemplo claro disso que digo é quando Jesus dialoga com Pilatos. Jesus diz a Pilatos. "EM VERDADE NÃO TERIAS NENHUM PODER SOBRE MIM SE NÃO TE FOSSE DADO PELO MEU PAI QUER ESTÁ NOS CÉUS". Isso significa dizer. Tudo o que está acontecendo só está porque Deus quer. A partir do momento que ele não quiser tudo muda. Essa cena foi inclusive muito bem filmada pela câmera de Zefirelli no filme "JESUS DE NAZARÉT" que reproduzimos abaixo.



Jesus era o Messias mas não veio trazer a libertação política. A libertação era muito maior. Difícil de ser entendida até hoje. É a libertação de séculos de sofrimento por causa dos imensos débitos da Raça Humana. Jesus veio nos libertar do nosso acusador e assumir as rédeas do Planeta. Coisa difícil de ser entendida até pelos religiosos.

Tudo isso por absoluto AMOR. Ele não precisava, mas doia vernos sofrer, e por isso deu sua própria vida, porque quis e por amor.


Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16



O perecer ai, seria ficarmos séculos e séculos sob a égide de SATANAS. SATANAS é a tradução para ACUSADOR. Aquele que vem cobrar de nós o que devemos. JESUS foi a segunda CHANCE. Um ser amoroso que vem nos dizer. Vós errastes muito e estais devendo muito, mas eu vos dou uma segunda chance de ter VIDA. Ter vida ai é ir para o reino de luz de paz de recuperação. Sermos amados e não cobrados. VIDA é sinônimo de VIDA ETERNA em evolução e em amor. JESUS muito nos ama, a cada um de nós, porque esses seres iluminados exercem a faculdade de amar muito infinitamente. E como pastores que cuidam de cada um de nós suas ovelhinhas, vão aos espinheiros e resgatam mesmo se ferindo a cada ovelhinha que se encontra perdida. Eles não nos deixam para trás.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

A OPINIÃO POLÍTICA IMPARCIAL DE BENVINDO SEQUEIRA


O QUE É A PEC 241

A Câmara dos Deputados passou em primeira votação nesta segunda-feira a proposta de emenda constitucional que cria uma teto para os gastos públicos, a PEC 241, que congela as despesas do Governo Federal, com cifras corrigidas pela inflação, por até 20 anos. Com as contas no vermelho, o presidente Michel Temer vê na medida, considerada umas das maiores mudanças fiscais em décadas, uma saída para sinalizar a contenção do rombo nas contas públicas e tentar superar a crise econômica. O mecanismo enfrenta severas críticas da nova oposição, liderada pelo PT, pelo PSOL e pelo PCdoB, mas também vindas de parte dos especialistas, que veem na fórmula um freio no investimento em saúde e educação previstos na Constituição. O texto da emenda, que precisa ser aprovado em uma segunda votação na Câmara e mais duas no Senado, também tem potencial para afetar a regra de reajuste do salário mínimo oficial. Veja como foi a votação nesta segunda aqui. Entenda o que é a proposta e suas principais consequências.

Na verdade, a direita no Brasil sempre prega a mesma coisa. Dizem sempre que temos que fazer um "AJUSTE FISCAL", alguém que se lembre da direita no Brasil, já se lembra de alguma coisa diferente disso?

Na verdade o que se esconde por trás dessa crença é o desmonte do Brasil. Quando se limita investimentos, quando se deixa de investir em educação, e em saúde estamos condenando o Brasil a ser uma república das bananas como querem os Estados Unidos, pois esses não querem um novo Japão abaixo da linha do Equador.

"Não Permitiremos um Novo Japão ao Sul do Equador".

A frase é de Henry Kissinger, Secretário de Estado estadunidense ininterruptamente de 1953 a 1977, quando articulou e derrubou as principais democracias latino-americanas.

Kissinger se referia ao Japão anterior a II Guerra, da éra Meiji, nacionalista, que tornou o Japão uma potência.

Findo a II Guerra, o mundo foi dividido entre as potências vencedoras. Os EUA ficou com sua área de influência sobre as Américas, a Europa com a África, a então URSS com uma área que compreendia o leste europeu passando por parte do médio oriente até o índico.



domingo, 16 de outubro de 2016

O PASTELÃO AMERICANO


As eleições nos Estados Unidos a muito tempo já estão definidas e ainda bem para nós Brasileiros, porque a eleição de Donald Trump seria para nós muito ruim, já que o partido Republicano é um partido de ultra direita conservador que preza os interesses escusos dos Estados Unidos e são adeptos da guerra como solução para os interesses Norte Americanos, mesmo que haja uma maquiagem que torne essas iniciativas bélicas justificáveis do ponto de vista ético moral.



Isso é ainda pior com um candidato como Donald Trump que não consegue nem diplomaticamente esconder sua face maligna ao alardear que iria construir um muro para impedir a imigração dos mexicanos. Provavelmente seria secundado com práticas como tortura, guerras, discriminação e outras políticas discricionárias.


Entretanto os rumos do totalitarismo de direita despencaram no abismo por conta dos últimos acontecimentos.

O tombo de Donald Trump
TRUMPISMO
Eleitores de Trump. Ressentidos, eles fizeram de Trump sua voz contra as mudanças (Foto: Mark Wallheiser/Getty Images/AFP)

Na pior semana de sua campanha, o republicano pode ter enterrado suas chances de chegar à Presidência americana. Mesmo derrotado, ele deve deixar o trumpismo como herança para a política americana.
NAUFRÁGIO​O candidato Donald Trump despencou depois de revelação de vídeo em que ele se vangloria de abusos sexuais 

Quando o segundo debate entre candidatos à Presidência dos Estados Unidos começou, no domingo, dia 9, Donald Trump já estava nas cordas. Um vídeo em que ele aparecia se vangloriando de tentar agarrar à força uma mulher casada causara danos irreparáveis a sua candidatura. Republicanos tradicionais que nunca gostaram de ter Trump como candidato retiraram o apoio. No debate com Hillary Clinton, Trump decidiu partir para o ataque. Fez um pronunciamento ao lado de quatro mulheres que acusam o ex-presidente Bill Clinton, marido de sua rival, de estuprá-las. Adotou um tom ríspido e agressivo. Prometeu “jogar Hillary na cadeia” caso fosse eleito. Cada vez que Trump se empolava para cuspir marimbondos, Hillary apenas sorria. Às vezes sentava-se para observar o rival. A estratégia de Hillary era dar mais corda para Trump se enforcar.


Esse tem sido o tom da eleição americana nas últimas duas semanas – dez dias que parecem ter selado o destino da campanha de Donald Trump e jogado sua candidatura no buraco. O furacão começou quando o vídeo de 2005 veio a público. Nele, Trump consegue ir além de sua vulgaridade contumaz. 


A gravação tem pouco mais de três minutos e traz um áudio de uma conversa de Trump com o apresentador americano Billy Bush, dentro de um ônibus, momentos antes da gravação de um quadro para um programa de TV. Trump não só admite como se vangloria de assediar e abusar de mulheres. “Sou automaticamente atraído por beleza. Eu nem pergunto, já beijo”, diz, ao contar que tentou beijar, à força, uma mulher casada que recusou seus avanços. Não satisfeito, usou termos chulos para dizer como gostava de agarrar quem queria e concluiu com orgulho: “Quando você é uma estrela, elas deixam você fazer qualquer coisa”, diz Trump.

O risco Trump

A partir de então, o candidato republicano foi tragado por um tsunami de denúncias: na última semana, uma dezena de mulheres veio a público para acusar Trump de assédio e abuso. Uma delas afirmou ter sido atacada por ele em um avião. Uma recepcionista que trabalhava na Trump Tower, em 2005, alegou que o empresário a beijou à força. Uma repórter da revista People afirmou em texto que, numa entrevista em 2005, Trump a atacou, trancando-a em um quarto de hotel, forçando beijos e empurrando-a contra a parede. Um outro vídeo, de 1992, também veio a público, no qual Trump diz a uma menina de 10 anos: “Eu vou namorá-la em dez anos”.


O machismo e a misoginia exibidos por Trump nesses episódios não são exatamente uma surpresa: o candidato tem um longo histórico de declarações infelizes e ofensivas sobre mulheres. Boa parte do eleitorado que o apoia foi justamente atraída pelo estilo verborrágico,
sem “papas na língua” do empresário. Para alguns de seus seguidores, Trump seria a cura para a era do “politicamente correto”. 

Seu estilo macho alfa ecoou sobretudo em uma parcela do eleitorado masculino que se sente incomodada com as mudanças sociais das últimas décadas e o novo papel das mulheres nas esferas pública e privada.

Em uma pesquisa feita a pedido da revista Atlantic, no começo de outubro, a serem perguntados se a sociedade atual “pune homens por agirem como homens”, 41% dos eleitores de Trump concordaram com a afirmação. Entre os eleitores de Hillary, foram 22%.


Entre os eleitores brancos sem ensino superior, principal nicho eleitoral de Trump, a afirmação “a sociedade de maneira geral se tornou muito frouxa e feminina” foi aprovada em algum grau por 46% dos entrevistados. Quanto maior o sentimento de perseguição ou injustiça nesse público, maior a probabilidade de apoio a Trump – o voto no candidato republicano, assim, pode ser entendido como uma ferramenta de reafirmação por esses eleitores da própria masculinidade.

Hillary consegue parar Trump?

A divulgação da gravação contribuiu para a erosão da popularidade de Trump – as pesquisas mostram agora uma vantagem média de 7 pontos percentuais para Hillary Clinton. Para esse resultado, o peso do eleitorado feminino tem sido crucial. Um levantamento produzido pelo estatístico Nate Silver, em seu site FiveThirtyEight, mostra que, se só os homens votassem nos Estados Unidos, Trump ganharia com uma vantagem média de 5% dos votos. Caso só mulheres votassem, Hillary desfrutaria uma vantagem de 15 pontos percentuais. A eleição americana é decidida em um colégio eleitoral, de acordo com a proporção de votos recebidos. Nesse caso, se só homens votassem, Trump teria 350 delegados e Hillary 188. Mas, se só mulheres votassem, Hillary teria 458 e Trump 80.

Com Hillary abrindo tal vantagem a poucas semanas da eleição, uma derrota de Trump parece provável e iminente.

Mas seria imprudente descartar, a esta altura, a possibilidade de uma mudança nesse quadro. “É muito cedo para dizer que Trump está acabado. Ele sofreu uma série de reveses e muitos republicanos deixaram de apoiá-lo, mas muitos outros não”, afirma Hans Noel, cientista político da Georgetown University. Eventos sem precedentes aconteceram aos borbotões em 2016 – a vitória da Brexit no referendo britânico, a derrota do acordo de paz na votação da Colômbia –, e Trump e seus seguidores acreditam piamente que produzirão uma nova surpresa. “Estamos diante de uma nova Brexit. Esperem para ver”, escreveu Trump em sua conta no Twitter.

Trump aposta em continuar a cativar seu eleitorado típico, formado por brancos de classe média e da classe trabalhadora, e levar um eleitor que não costuma sair de casa para votar a fazê-lo. A esperança de Trump reside nos estados que não são conhecidos pela fidelidade de seu eleitorado a um partido, os chamados estados-pêndulo ou swing states. Para ter êxito, Trump precisa ganhar em estados, como Winsconsin e Michigan, e garantir maioria em Iowa, Ohio, Carolina do Norte, Nevada e Flórida.

OS NAZISTAS BRASILEIROS

As políticas Norte Americanas para a America Latina sempre foram as piores possíveis quando essas políticas tem um presidente americano Republicano, porque o Partido Republicano Americano representa a ultra direita conservadora nos Estados Unidos. 

Por exemplo, a ditadura militar no Brasil e na América Latina, a operação Condor, o apoio aos Contras da Nicarágua e outras políticas voltadas para a Guerra como a Guerra do Afeganistão, a Guerra do Iraque, as políticas antidemocráticas que sucederam ao 11 de setembro, e até o atentado às Torres Gêmeas e ao Pentágono que segundo alguns analistas, inclusive nós, são fruto de uma conspiração tramada no próprio solo americano, são exemplos da nefasta influência Republicana nos destinos do mundo e da Nação Norte Americana Inclusive por causa das pesadas sanções que causam em termos de custo para a já falida economia global e inclusive a Norte Americana.

No início da década de 1980, a dívida estava em torno de 2 trilhões de dólares. Nesta semana, 30 anos e cinco presidentes depois, a dívida excedeu pela primeira vez 18 trilhões de dólares. Nos últimos 40 anos — com exceção de apenas 4 anos —, os EUA estão no vermelho. Esta dívida cresceu muito depois das guerras do Afeganistão e do Iraque, implementadas pelo governo Republicano de George W. Bush.
Pois bem, na contra mão dos interesses Brasileiros, eis que surge um grupo Brasileiro que resolve fazer uma caminhada na Av. Paulista em apoio à candidatura de Donald Trump.

"Vamos mostrar que o Brasil apóia os irmãos conservadores americanos, e que nós não queremos ver a Dilma Americana na Presidência": esta é a convocação feita pelos criadores da manifestação de apoio ao republicano Donald Trump, marcada para o dia 29 de outubro, na Av. Paulista, em São Paulo."

Fico me perguntando se essa turma não tem alguma coisa mais produtiva para fazer em suas vidas do que ir para a Av. Paulista fazer uma campanha NAZI- FASCISTA. Só faltsa o desenho da suástica, mas como esse país é um país livre onde o pensamento contrário pode e deve ser permitido. Deixemos que façam sua manifestação, mas não lhes demos importância. Essa é a melhor coisa que podemos fazer em relação a eles.



sexta-feira, 14 de outubro de 2016

CONSIGA O QUE VOCÊ QUER, CUIDANDO DO SEU PENSAMENTO.

O ser humano normal, tem quase sempre uma opinião extremamente favorável sobre as coisas que aprova ou que gosta, e um pensamento extremamente desfavorável sobre as coisas que não gosta ou não aprova. Por isso é comum ouvir-se comentários do tipo:

"Essa cambada toda tem que ser exterminada!"

São pensamentos como esse que levaram ao holocausto da segunda guerra mundial quando seis milhões de Judeus foram exterminados.

É um pensamento extremista que tem uma grande chance de ser errado, ou no caso de aprovação, pode seguir-se um pensamento como...

"Esse cara é perfeito, é o maximo!"

Também é um extremo.

Por outro lado o ser humano normal tende muito a criticar e a julgar pessoas e situações, e tece comentários sobre os mais diversos aspectos dos outros seres humanos formando juizo de valor ou simplesmente tecendo comentários desfavoráveis sobre comportamentos, formas de se vestir, se comportar, desmerecendo raças ou posição social entre outros aspectos.

Quando é alvo de uma situação que o prejudicou ou lhe trouxe algum tipo de prejuízo, ai então o sentimento e os comentários passam a ser odiosos, e normalmente violentos.

Temos que entender que o PENSAMENTO é a maior arma do ser humano para atingir a felicidade, o bem estar e o progresso, bem como a evolução de si como ser humano, mas também é um fator que pode nos arrastar para situações de crime, violência, ódio, desesperação e depressão, entre outras coisas negativas, e para que em volta de si haja uma aura de positividade,      devemos aprender algumas coisas que vou listar abaixo:


  • 1 - Nunca se queixar de absolutamente nada.
  • 2 - Sempre agradecer tudo e ver em todas as coisas uma dádiva de Deus e da natureza.
  • 3 - Sempre desconfiar de seus pensamentos e de suas opiniões. (Não existe unanimidade em nada e com certeza provávelmente todos tem um ponto falho em relação ao que acreditam.)
  • 4 - Buscar ou pelo menos tentar perdoar àqueles que nos tenham ofendido, e se tivermos oportunidade, devolver o mal com o bem.
  • 5 - Nunca se julgar conhecedor ou merecedor, porque podemos aprender sempre, até com o mais humilde. Todos tem algo para aprender e algo para ensinar a todos.
  • 6 - Desenvolver em si e tentar exercer e praticar o sentimento do amor. Não só aos de sua família mas a todos os seres humanos, animais e até a natureza. O Amor é o mais nobre e o mais positivo dos pensamentos e a mais positiva das vibrações.
  • 7 - Sempre que fizer comentários, seja em um circulo de pessoas ou de outras formas, sejam suas as palavras de estímulo, conforto elogio e animo. Nunca de critica, ou desfavorecimento.
  • 8 - Lembre-se que o seu pensamento tem poder, e todas as vezes que você deseja alguma coisa, aquela coisa começa a caminhar em sua direção. Você pode não conseguir imediatamente e talvez nem chegue a conseguir nessa vida, mas o seu pensamento se corretamente usado poderá lhe trazer o que deseja, portanto cuidado com o que deseja porque pode conseguir, e se conseguir, você será responsavel por aquilo.


A maior fonte de maldade no Planeta são os pensamentos e sentimentos agressivos. São eles as grandes fontes de vibrações negativas em uma sociedade.


Veja este exemplo: uma pessoa foi assaltada. Ela relata que todas as vezes que vê adolescentes favelados ela sente ódio ("antes mortos que perturbando minha vida"). Mesmo sabendo que a imensa maioria dos adolescentes pobres são honestos, ela odeia a todos. Quer a morte de todos. O ódio está presente dentro dela, perturbando-a. É um sentimento inútil, pois seu ódio não resolve o problema da violência e nem serve para ela se defender.


O que pessoas que mantém pensamentos agressivos e maldosos podem fazer?


Se arrependa de ter se deixado dominar pelo ódio.


Peça desculpas (em oração) pela negatividade emitida todos estes anos.


Diga que você tomou uma decisão: "a agressividade vai parar em mim. Eu aceito limpar meu coração desta mágoa".


Peça para Deus te dar sabedoria para se defender de pessoas ruins (sejam favelados ou não), porque você tem o direito de se defender.


Se conseguir: ore bastante para as pessoas que te prejudicaram. Ore para que vibrações elevadas cheguem até elas e as ajude a sair do caminho negativo.


O importante é: se arrependa da maldade, livre-se dela. Tenha certeza que este ato NÃO vai aumentar sua chance de ser novamente prejudicada (assaltada, no exemplo). Apenas tornará seus dias mais felizes e sua vida terá mais eficiência.


Deixe sua mente calma e serena. Assim você terá mais prazer com a vida. E quando chegarem as dificuldades será mais fácil superá-las.


O primeiro passo é o arrependimento pessoal. Pare de agredir os outros em pensamentos e sentimentos. Pare de emanar negatividades, limpe seu coração. Este ódio não muda nada seu risco de novas violências...


Arrependa desta burrice, tenha uma vida emocional inteligente. Busque a mente neutra.


Tenha plena certeza que emanar negatividade NÃO significa resolver problemas.


Ter a bondade no coração NÃO significa fraqueza. Porque as pessoas que tem a mente calma e clara são as que melhores se protegem. Também são as que vivem melhor.



Não se iluda: sem o arrependimento você jamais irá se livrar dos pensamentos e sentimentos agressivos.


Confie! A pessoa melhor preparada para lidar com problemas e injustiças são aquelas que têm paz e tranquilidade para superar estes desafios.



Para as pessoas que acreditam que a raiva protege e quem emana bondade é "bobo".


Você acredita que quem tem bondade é bobo? Vou te explicar porque você está enganado.


Na prática é o oposto: quem tem a mente calma consegue planejar melhor a vida e se organizar com mais eficiência. Desta forma, consegue evitar e se proteger de grande parte da agressividade de outras pessoas.
FORMAS PENSAMENTO CRIADAS PELO SENTIMENTO.



A mente conturbada pela raiva, rancor, mágoa, ódio, é sempre mais limitada. É uma mente com mais dificuldade de buscar soluções. Desta forma, estas pessoas se envolvem mais facilmente em situações negativas.


A pessoa com paz no coração desenvolve sabedoria. A sabedoria gera muitas coisas boas e permite evitar parte das negativas. Mas, sempre acontecerão as situações negativas. O sábio saberá resolver e superar estes problemas. As pessoas raivosas ficarão ruminando o problema, terão mais problemas e serão menos capazes de solucioná-los.


Uma dos melhores incentivos de ter a mente neutra é a maior capacidade de superar problemas e de evitá-los.


Por isto, mesmo que você considere que manter sentimentos negativos seja o melhor (por exemplo, foi assaltado e mantém a raiva da situação), saiba que sua mente estará se desgastando, ficará gestando outros sentimentos negativos (desânimo e cansaço, por exemplo), e toda sua realidade atual ficará confusa 


(assalto é passado, mas o desânimo afetará o presente). E, o pior, este remoer não servirá nada para evitar outras situações negativas (outros assaltos).



Aprenda: você pode se proteger estando com a mente em paz (mente neutra). E mais, você pode estar pleno no momento presente. Construir o que é bom, nobre e eficiente será uma grande recompensa frente as perdas que eventualmente acontecerem.


Entre em alerta quando estiver julgando os outros


A negatividade e a agressividade adoram se disfarçar de julgamento.

Quem julga acredita que está certo.

Pode ser que esteja, pode ser que não.

Mas, as pessoas julgam porque estão acostumadas a julgar.

Uma das características da Mente Neutra é julgar muito pouco.

Observe esta situação real:

Um fazendeiro diz: "meu funcionário da fazenda passa fome porque quer. Eu o deixo plantar num pedacinho de terra. Mas, ele tem preguiça."

O outro responde: "estes caras são preguiçosos. Se ele se esforçasse poderia ter uma vida melhor."

É verdade: quem se esforça pode ter uma vida melhor. Mas, esta verdade encobre uma grande maldade.

A maldade está na visão parcial da realidade. Ela é colocada INCOMPLETA.

O funcionário da fazenda trabalha quase todos os dias. Afinal, a vaca é ordenhada todos os dias, os bichos são alimentados todos os dias, etc. Ou seja, o funcionário trabalha e não recebe sequer para comer.

Para esconder a maldade de deixar alguém passar fome por causa da própria ganância, o fazendeiro julga o outro: preguiçoso.

Todos os seres humanos tem dificuldade de analisar a realidade por completo. Não é só o fazendeiro que tem esta dificuldade.

Portanto, deve-se ter um sinal de alerta: o julgamento (com ou sem os sentimentos e pensamentos negativos).

Quando o sujeito disse a palavra "preguiçoso" ele deveria parar, refletir sobre a realidade e PRINCIPALMENTE sobre sua própria motivação.

Neste sentido, escutar pessoas que possuem pontos de vistas diferentes pode enriquecer sua autoavaliação.

Sempre, absolutamente sempre, o julgamento deve te trazer um sinal de alerta: algo ruim em mim está em ação. Não é em 100% das vezes; mas é a realidade em 98% das vezes.


A AURA QUE CIRCUNDA AS PESSOAS REFLETE O SEU PENSAMENTO E A SUA VIBRAÇÃO.



Cada um julga o outro de acordo com o que é

Abaixo segue um conto coletado na internet, sem indicação do autor. Após o texto estão meus comentários.

Julgamento
"Certa vez um sábio deitou-se ao lado da estrada, imerso em profunda meditação.
Passou por ali um ladrão e, ao vê-lo naquele estado, comentou:
- Este homem dever ser um ladrão. Certamente roubou alguma casa à noite e agora
adormeceu de cansaço. Logo chegará a polícia e o prenderá. Vou escapar a tempo.
E tratou de fugir.
Pouco depois, passou um bêbado e, olhando para aquele homem deitado, exclamou:

- Bebeste demais e caíste aí. Estou mais firme do que tu e não vou cair.
E continuou seu caminho.
Finalmente, passou por ali um sábio e, percebendo que o homem caído ao chão era
um Santo em estado de êxtase, sentou-se ao lado dele e, em silêncio, meditou junto.
Cada um julga os outros por si".



Comentando:

A mente humana é limitada. Por exemplo, o ser humano não enxerga todo o espectro de cores e nem ouve todo o espectro de sons. Ou seja, a realidade é muito mais rica do que nossa mente consegue captar.
Uma pessoa que treina seu “ouvido musical” será capaz de perceber melhor os sons. Desta forma, poderá captar com mais fidedignidade a realidade sonora à sua volta.
O mesmo acontece com todos os outros filtros que existem em nossa mente: paladar, sensações, crenças, valores, condicionamentos, etc.
Cena 1: uma senhora anda pela rua quando vê um grupo de adolescentes vindo em sua direção. Seus olhos enxergam os adolescentes, e seu cérebro processa o significado da imagem. Ela pode sentir medo e pensar: será que eles vão me assaltar?
A senhora não conhece os adolescentes. Ela não sabe (futuro). O julgamento acontece em cima deste não saber. Ela usa como referência crenças e valores que existem dentro da sua cabeça (passado). Esta senhora escutou muitas histórias de violência e assaltos ao longo da vida. Por ser ignorante sobre a vida daqueles adolescentes (presente), ela se protege desencadeando o medo.




Se os sentimentos negativos te dominam é porque existe algo frágil em você

“Se os sentimentos negativos te dominam é porque existe algo frágil em você.

Primeiro reconstrua sua força para poder gerar o justo.

Escute outras vozes que te façam enxergar além da negatividade.

Escute os chamados que te levam para longe dos seus pequenos vícios do dia-a-dia.

Os espíritos de luz e seu próprio espírito querem te intuir.

Esteja disponível para receber.

Esteja sempre disponível para escutar.

Escolha se fortalecer, gerar boas qualidades e habilidades. 

É a melhor forma de enfrentar a injustiça e a dor”.




Como não ter raiva de alguém que te prejudica?

Como perdoar e seguir em frente livre do ódio e da mágoa?

São dúvidas que aparecem na mente de quem sofre.

Toda injustiça e todo problema pessoal geram sofrimentos porque existem perdas.

Perde-se um carro para o ladrão.

Um emprego é perdido para a fofoca.

Perde-se a autoestima ou uma oportunidade. Perde-se a paz ou uma namorada.

Alguém te usa e depois vai embora feliz e você sofre.

São perdas que geram dores na forma de mágoa, raiva, rancor, ódio, medo, tristeza, depressão, desespero, desilusão, desesperança, etc.

As consequências são visíveis após vários dias, meses ou anos.

O negativo domina a mente e mantém a dor sempre ativa.


 As perdas nos obrigam a enfrentar situações que jamais escolheríamos espontaneamente

 A vida é um pouco mágica, pois não controlamos tudo o que acontece conosco

 Celebre a vida desenvolvendo suas potencialidades


A pessoa está prisioneira dentro de sua própria mente. Ela perdeu parte da sua autonomia.

Sua mente, que deveria ser sua maior aliada, torna-se o algoz.

Dentro dela o sofrimento se perpetua. Ela quer ser feliz, mas não consegue.

Ela precisa recomeçar, renascer.

O recomeço exige força, mas a pessoa sente-se sem força e incapaz.

Na realidade, toda sua força está direcionada para o negativo.

O que fazer? Qual é a melhor saída?

Observe esta história: João foi displicente e assinou um papel sem ler.

Esta foi a causa de sua falência financeira.

Além de perder seu patrimônio, perdeu sua autoestima e foi dominado pela raiva.

João era honesto, trabalhador e equilibrado financeiramente.

Porém, tinha preguiça e desprezo pelos detalhes burocráticos do seu negócio.

Ele evoluiu nas áreas da vida que tinha interesse e não evoluiu onde não havia interesse.

O sofrimento surge exatamente onde há fraqueza.

O sofrimento surge naquelas áreas da vida nas quais a realidade não se impõe.

Ou seja, não escolha “onde” quer evoluir e “onde” não quer.

Olhe para a realidade e perceba o que é necessário aprender.

Olhe para a realidade e entenda quais são os esforços necessários para gerar as qualidades e habilidades imprescindíveis para sua vida.

Observe a sua realidade, nela você encontrará os seus desafios pessoais que deve vencer e que serão o caminho para a sua evolução.

O objetivo do ser humano é atingir a completude.

A completude no João seria ser honesto, trabalhador, equilibrado financeiramente e (como assinava vários contratos) capacitado e interessado em prestar atenção a todos os detalhes burocráticos.

João não poderia escolher fazer apenas o que gosta. Da mesma forma que um diabético tem que largar o doce, João tem que aprender a lidar eficientemente com a burocracia.

Normalmente, o sofrimento aparece e se perpetua através das áreas que não foram desenvolvidas.

São áreas de grande fragilidade e risco.

As pessoas que sofrem nem sempre percebem quais as qualidades e habilidades que nãodesenvolveram (e que geraram o erro). Na maior parte das vezes, estas pessoas não estão realmente dispostas a superar estas fragilidades.

O resultado é a paralisia.

Elas precisam renascer, mas querem manter os mesmos padrões.

Aceitam pequenas mudanças; mas não aquelas mudanças centrais que já deveriam ter desenvolvido.

O resultado é que mantendo as mesmas fragilidades o sofrimento dura mais tempo.

A superação dos sentimentos negativos e o perdão são imensamente facilitados quando novas qualidades são cultivadas.

Perceba que existe uma regra: quando os sentimentos negativos te dominam é porque existe algo frágil em você. Algo que você não desenvolveu antes e que, provavelmente, não está desenvolvendo agora.


Observe: fragilidade leva a pessoa à paralisia. Ou seja, repetem-se os mesmos sentimentos, os mesmos pensamentos e sensações. Tudo fica igual. A pessoa fica desvitalizada e sua vibração fica negativa.

As vibrações melhoram com o desenvolvimento daquilo que é necessário (a realidade é quem “diz” o que é o necessário aprender/desenvolver) para a superação do problema.

Novas qualidades significam novas forças. Novas habilidades significam novas oportunidades. Novas vibrações significam novos desafios e recompensas.

O perdão é tremendamente facilitado com as novas forças, novas oportunidades, e vibrações mais nobres. A nova vida gera facilidades, eleva a autoestima e propicia paz na mente.

Se quer perdoar, se fortaleça.

Se quer se fortalecer invista nas qualidades e habilidades que a realidade te mostra serem muito importantes em sua vida.


Comece seu renascimento identificando quais as habilidades e qualidades que a vida te demonstra serem extremamente importantes. Foque em desenvolvê-las. Concentre sua força nestes objetivos.

(Atenção: estas qualidades e habilidades prioritárias para serem desenvolvidas mudam de acordo com o momento de vida de cada um.)

Imagem:

O outono chegou e a árvore teve preguiça de jogar fora folhas e ramos.

Quando veio o inverno a árvore não entendia porque estava tão fraca.

Sua saúde ficou frágil, quase sempre doente.

Reclamou do seu dono que deveria ter-lhe dado mais adubo.

Reclamou da sua má sorte.

Ficou com raiva das árvores que brincavam com a neve, enquanto ela sofria.

A primavera chegou e ela teve muita dificuldade para produzir algumas flores.

Sua autoestima baixou mais e ela começou a deprimir.

Fraca, sem energia e infeliz.

Pensou em várias soluções para seu problema.

Menos em se livrar dos galhos velhos que sugavam sua vitalidade.

A realidade dizia: livre-se destes galhos.

Mas, a árvore insistia em mantê-los.

No outono seguinte, já muito fraca e doente, recebeu a ajuda de seu dono.

Ele podou e cuidou dela com toda atenção.

Ela pensou: até que em fim alguém percebeu meu sofrimento.
Neste inverno ela viveu bem.

Na primavera floresceu.

No verão frutificou.

No outono...

O outono chegou e a árvore teve preguiça de jogar fora folhas e ramos.




Lembrete:

Quem mantém a mente descansada é quem tem mais força para lutar quando é chegado o momento.

Mantenha sua mente serena, calma e em paz. Crie o que é bom dentro de você, esta é a forma correta de ter carinho e cuidado por si próprio.

Tenha certeza que são os fortes e sábios que conseguem manter a mente em paz, mesmo quando eventos negativos acontecem.

Lute com sabedoria. Lute com eficiência.

Comece se arrependendo de todos os pensamentos agressivos que você cultiva dentro de você. Se arrependa sempre, mesmo quando você achar que está com a razão.

Porque o que está em jogo não é sua razão. Está em jogo sua capacidade de ser forte e estar pronto para gerar o que é bom e nobre em sua vida.

O que permanece e dura para sempre é o cuidado que você tem com você, gerando situações boas, nobres e equilibradas.

SOMOS TODOS CHAPECOENSES