http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

SOMOS TODOS CHAPECOENSES

sábado, 26 de novembro de 2016

PORQUE ACREDITO EM LULA.


Posso até mudar de opinião, mas até o momento aposto no Lula, porque não existem provas contra ele, e percebo que os inimigos do Lula na falta de provas querem ganhar no grito. A operação Lava Jato que tinha como objetivo neutralizar o Lula entra em uma fase crítica, porque o tempo vai passando e as provas não aparecem. Não apareceu uma conta no exterior, não apareceu nenhuma propriedade em nome de Lula, não apareceu absolutamente nada, a não ser alguns políticos que dizem que ele sabia, o que a rigor não é uma prova.

Paulo Henrique Amorin

Tive o trabalho desagradável de assistir toda a oitiva do Senador Delcidio Amaral e pude observar que ele afirmou que o "LULA SABIA". Então os advogados do Lula pediram a ele para informar um nome de alguém que pudesse afirmar que ouviu o Lula falar sobre o que sabia. Ele então disse que todos sabiam, inclusive a torcida do flamengo.




Nesse ponto cabe observar que "SABER" todos podem saber, mas para que se apresente queixa, para que se formalize uma acusação é preciso apresentar provas. Não basta ter uma opinião ou ter ouvido alguém falar. É preciso apresentar documentos, uma conta no exterior, uma propriedade incompatível com a renda ou qualquer coisa que possa servir como indício, mas ai o Delcidio não teve como apresentar. Inclusive os advogados observaram que os "empresários" não tinham mencionado o nome de Lula em seus depoimentos.



Temos que entender que o processo de arrecadação de propina proveniente de obras públicas é um processo que já existe a muito tempo e esse processo já vem desde a ditadura militar pois foi essa quem o instituiu, tornando-o "SISTÊMICO" como afirma o Juiz Sérgio Moro. 

Esse sistema de arrecadação proveniente de obras está presente em todos os estados, em todos os municípios e também nos governos federais desde remotas épocas, e a culpa disso não é dos governos ou dos políticos. A culpa disso é do nosso sistema político que tira poder do presidente da república e o coloca na mão do congresso.

O congresso hoje, a câmara dos deputados, terá sempre a palavra final em todos os projetos, pois se a câmara aprovar um projeto, esse irá para o senado e depois para a aprovação do Presidente da República. Se o presidente vetar, o projeto volta para o congresso que poderá derrubar o veto. 


Portanto o congresso terá sempre a palavra final em qualquer projeto. Uma maioria na câmara dos deputados, pode governar o país e até tirar o presidente da república. Não é necessário ter motivo. O motivo pode ser forjado pois o julgamento será político e não pelo mérito, como de fato aconteceu com a ex-Presidente Dilma.


Portanto para que o Presidente tenha condições  de governar, sempre terá que compor com os deputados do congresso, e essa composição envolve propina, porque os partidos políticos querem ministérios e cargos unicamente para conseguir desviar recursos para os seus caixa dois.

Isso não é invenção do Lula. Isso sempre funcionou assim aqui no Brasil e em outras partes do mundo.

Portanto é urgente fazer uma reforma política para retirar do congresso o seu poder. O Presidente tem que ter poder para VETAR qualquer projeto. O Governo tem que ter poder para estabelecer políticas monetárias que hoje são atribuições do Banco Central, que se tornou autônomo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.