http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

QUEREM ACABAR COM A APOSENTADORIA

domingo, 25 de dezembro de 2016

LIBERDADE PARA MILAGRO SALA.


Os Estados Unidos adotaram métodos novos para frear os movimentos sociais que se opõem aos seus interesses. Esses métodos passam por fomentar revoluções como as que foram estimuladas no Oriente médio em um movimento que teve o nome de "Primavera Arabe". Isso já foi demonstrado aqui em outras matérias. Esse movimento derrubou alguns ditadores que eram adversários das pretensões Norte Americanas de manter a sua Egemonia Mundial, e isso causou um vácuo de poder na região, acarretando com isso um problema maior para a humanidade que são os grupos  como o "ESTADO ISLÂMICO" que ocuparam esse espaço de poder.

Os métodos Norte Americanos passam por detectar no meio das sociedades dos países onde planejam intervir, interesses de grupos conservadores que não se sentem a vontade com os avanços sociais das classes menos favorecidas.

Presentemente, suas operações passam por cooptação de políticos e poderosos (Juízes, policiais etc...) que atuam de forma coordenada, promovendo golpes parlamentares como no Brasil ou revoluções armadas como no Oriente Médio. Eles atuam junto com os meios de comunicação sob seu controle (No Brasil seriam as organizações Globo e as revistas "Isto é" e Veja entre outros jornais e revistas.) incitando a sociedade contra os políticos que são seu alvo prioritário. Tendo a sociedade controlada as autoridades atuam desprezando os princípios elementares dos direitos individuais e usam de um rigor acima da lei para frear a atuação de políticos que não se afinam com os interesses dessa casta com uma inspiração a lá "KU KLUX KLAN".

Dentro dessa atuação truculenta inaceitável em uma sociedade democrática, mas apoiada por uma sociedade açodada pelos meios de comunicação e que tem dentro de si os germens do conservadorismo escravocrata, líderes políticos tem sido arbitrariamente presos como MILAGRO SALA na Argentina. 

Milagro Amalia Angela Sala

Milagro Amalia Angela Sala  é uma política, social e líder indígena na Argentina, líder da organização Tupac Amaru , uma organização membro da Confederação de Trabalhadores Argentinos (CTA) especialmente conhecida por seu trabalho na construção de milhares de casas na província de Jujuy .


A partir de outubro-dezembro de 2013, ela atuou como vice-provincial no Legislativo pela Frente de Jujuy unida e organizada. Ela renunciou em novembro de 2015, depois de ser eleita para um assento no Parlasul pela Frente para a Vitória.

Devido a a sua atuação a frente de diferentes cooperativas na reivindicação feita contra o governador Gerardo Morales, ele apresentou uma queixa, acusando Milagro Sala de "incitamento à prática de crimes e distúrbios em concorrência real" e em 16 de janeiro de 2016 ela foi presa. 

Dias mais tarde, o governador estendeu a queixa de "associação ilícita" e de cometer fraude e preconceito contra a administração pública, e Sala foi transferida para um prisão de mulheres. 

Posteriormente, o juiz ordenou a sua condenação original, e no mesmo dia decidiu mante-la detida na prisão, devido as causas de fraude e conspiração e não pelo que tinha sido preso, em primeiro lugar .

O procurador-geral do Escritório de Violência Institucional decidiu contra uma reclamação de vários deputados que estão ilegalmente privados de suas liberdades, porque ela tem imunidade por ser Legisladora do Parlasul, enquanto várias organizações nacionais e internacionais de direitos humanos a consideram uma prisioneira política

Em 18 de Abril de 2016, o Governo de Mauricio Macri aprovou na Organização das Nações Unidas a conduta do Governo do Gerardo Morales e seus argumentos, alegando que não violou os direitos humanos de Milagro Sala. 

Por causa de suas ações, no caso de Milagro Sala, o governo argentino tem sido denunciado por violação dos direitos humanos à Organização das Nações Unidas e perante a  Organização dos Estados Americanos

Em 28 de Outubro 2016, o Grupo de Trabalho sobre Detenção Arbitrária do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas considerou que a detenção era arbitrária e Milagro Sala fez um "apelo urgente" para o governo de Mauricio Macri conceder a liberação. 

Em 2 de Dezembro , a Comissão Interamericana de Direitos Humanos emitiu uma declaração através da qual "insta o governo argentino a responder ao caso de Milagro Sala", confirmando a decisão de WGAD.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.

SOMOS TODOS CHAPECOENSES