http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

QUEREM ACABAR COM A APOSENTADORIA

quinta-feira, 8 de junho de 2017

ÓDIO AO LULA.


Resultado de imagem para LULA o caraO ódio é mau conselheiro e nesses tempos de ódio é de se perguntar porque as pessoas odeiam o Lula. Normalmente é por causa do que alguém disse, mas não por causa do que foi provado, entretanto por trás disso está o ódio de classes. As pessoas podem dizer que não tem preconceito, mas ele existe e está oculto, e se manifesta nesse ódio coletivo.


Os números impressionam. 

O maior crescimento do PIB em 500 anos de existência do Brasil foi no Governo Lula.


As reservas externas em dólares Brasileiras deslancharam no Governo Lula.


O desemprego teve a maior diminuição da história mundial, em termos de velocidade na redução da taxa.


O salário mínimo subiu, a inflação diminuiu. A taxa de juros reduziu-se.

Ocorreu a maior redução da desigualdade social vista nas ultimas década em termos de mundo.



Desenvolvido pelo matemático italiano Corrado Gini, o Coeficiente de Gini é um parâmetro internacional usado para medir a desigualdade de distribuição de renda entre os países.

O coeficiente varia entre 0 e 1, sendo que quanto mais próximo do zero menor é a desigualdade de renda num país, ou seja, melhor a distribuição de renda. Quanto mais próximo do um, maior a concentração de renda num país.

O Índice de Gini do Brasil é de 0,490 (ano de 2014) o que demonstra que nosso país, apesar dos avanços econômicos dos últimos anos, ainda tem uma alta concentração de renda. Porém, devemos destacar um avanço do Brasil neste índice, já que em 2008 era de 0,544.

Todos os países do mundo tentam entender o que o Lula fez com o Brasil, e por isso Lula fez inúmeras palestras. Mais de 5000 teses de Doutorado em Economia no mundo abordam o fenômeno LULA.



Obama fez o comentário em uma roda de líderes mundiais, pouco antes do início da reunião do G20, em uma sala de conferência do Excel Center, em Londres.

Um vídeo da BBC registra a cena em que os dois se cumprimentam. Obama troca um aperto de mãos com o presidente brasileiro, olha para o primeiro-ministro da Austrália, Kevin Rudd, e diz, apontando para Lula: "Esse é o cara! Eu adoro esse cara!".

Em seguida, enquanto Lula cumprimenta Rudd, Obama diz, novamente apontando para Lula: "Esse é o político mais popular da Terra".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.

SOMOS TODOS CHAPECOENSES