http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

JORNAIS QUE TEM INFORMAÇÃO REAL.

terça-feira, 24 de abril de 2018

A FARSA DO TRIPLEX DO GUARUJÁ - A MENTIRA CAI DE PODRE.



De acordo com a sentença que condenou Lula por ter recebido vantagens indevidas na forma de reformas e um elevador privativo no malfadado TRIPLEX DO GUARUJÁ, foram gastos 1.2 milhão na reforma pra ficar ao agrado de Lula e construído um elevador privativo no custo de 1.1 milhão. Custo total da propina pra agradar o Lula, 2.3 milhões.

O advogado de defesa de Lula, Cristiano Zanin, solicitou a vistoria ao imóvel para que restasse comprovado a veracidade do que fora afirmado.

A entrevista com alguns dos engenheiros que trataram da reforma disse que as reformas foram feitas para incentivar a aquisição por parte de Lula tendo em vista que era um apartamento muito simples.

Entretanto a vistoria que foi negada em primeira e segunda instancia finalmente foi feita pela invasão do apartamento pelo "MOVIMENTO DOS TRABALHADORES SEM TERRA". O imóvel foi assim filmado por dentro com uma câmera de celular, e a mentira foi comprovada.



Alguns sites que combatem o PT alegam que o apartamento tem um elevador que não aparece no vídeo ou aparece de forma muito rápida. Eu não o vi. Há moradores que dizem que o elevador que tem é um elevador comum que atende a todos os moradores. De qualquer forma uma coisa fica evidente. Não existiu nenhuma reforma de 1,2 milhões. O apartamento é muito simples e não tem absolutamente nenhuma reforma. Todos os utensílios e até um fogãozinho de 200 reais aparece.
Veja no vídeo abaixo uma panorâmica do apartamento. A pergunta que não quer calar é porque a vistoria ao apartamento foi negada à Defesa? Isso precisa ser esclarecido. Nós vivemos em uma democracia e em uma estado de direito e o direito das pessoas precisa ser respeitado.






URGENTE! Após a descoberta de que as notas fiscais utilizadas como provas da reforma falsa no triplex do Guarujá foram emitidas por empresa de Curitiba, surge uma informação ainda mais estarrecedora:

A dona de uma das empresas que emitiram notas fiscais da reforma que nunca ocorreu é filiada ao PSDB desde 1991. Lula foi condenado por uma reforma que nunca ocorreu, num apartamento que não era dele, com notas fiscais frias de empresa de Curitiba, cidade de Moro e Dallagnol, cuja dona é filiada ao PSDB.

Agora fica claro porque Sergio Moro negou os 5 pedidos da defesa de Lula para visitar e fazer perícia no apartamento, e porque manteve as notas fiscais como “provas” em sigilo até que a sentença fosse proferida, negando acesso da defesa a elas.

A farsa está sendo desmascarada.

Ficou provado, no vídeo produzido pelo MTST, que não houve reforma e nem elevador no triplex do Guarujá.

Embora alguns sites divulguem que o elevador existe, a verdade é que não foi visto quando da invasão do Triplex. Alguém conseguiu visualiza-lo nas filmagens?

Além de tudo o apartamento tem um péssimo acabamento que nem na mais completa surealidade, custaria um milhão de reais aquele acabamento, que dirá aquela reforma que evidentemente não existiu. O apartamento está em péssimo estado cheio de infiltrações e é feito com material barato, e que não serviria para uma família de classe média com algum refinamento.

Além disso, acabam de descobrir que as empresas que deram as notas fiscais falsas da suposta reforma são de Curitiba, terra de Moro e Dallagnol.

Fica difícil acreditar que em 2010 a OAS, uma construtora com sede em São Paulo, contrataria empresas de Curitiba para fazer uma reforma em um apartamento no Guarujá.

Torna-se impossível acreditar nisso quando sabe-se que a reforma nunca aconteceu, ou seja, são notas fiscais frias.

Lula foi condenado por uma reforma que não aconteceu em um apartamento que não é dele por um juiz que proibiu que o triplex fosse vistoriado.

A comunidade internacional também está atenta aos fatos. Recentemente, uma jurista de Portugal, após consulta à sentença em que Sergio Moro condenou Lula, publicou um artigo num site onde demonstra todo o seu estarrecimento com as “provas” utilizadas pelo juiz de Curitiba, as quais basearam-se em reportagens Fake News da TV Globo.

O que estão esperando para investigá-lo? Qual justiça combaterá essa (in)justiça do mal?


Um comentário:

  1. certamente nao sera a justiça dos auxilios moradia para juizes pobres que tem salarios miseraveis, e que ja tem moradia propria....essa justiça...com certeza não vai investigar nada...

    ResponderExcluir

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.