http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

QUEREM ACABAR COM A APOSENTADORIA

quinta-feira, 18 de outubro de 2007


A evolução dos HDs


Os HDs ou Hard Disks (Discos Rígidos) não param de evoluir. A empresa Hitachi está prometendo HDs de 4 Terabytes em 2009.


Na foto, conectores em placa mãe para Serial ATA.


A Hitachi apresentou um novo cabeçote de disco-rígido com tamanho bem reduzido, o que permitirá a criação de HDs de até 4 TB para desktops. As novas cabeças medem de 30 a 50 nanometros e os drives de até 4 TB estão previstos para chegar ao mercado em 2009.

Leia o artigo do The Inquirer:



No início os Hard Disks eram muito mais caros e tinham muito menos capacidade de armazenamento. Os primeiros HDs tinham o tamanho de uma caixa de sapatos e capacidade de armazenamento de apenas 5 kbytes. Eram também pesados. Os computadores de grande porte e não os micro computadores é que iniciaram o uso dos HARD DISKS, que eram pratos enormes de porcelana.



Hoje podemos encontrar no mercado HDs de 400 e até 500 gigabytes mas pelo que se vê em breve estarão superados.



HDs de 320 Gigabytes tem um bom custo benefício hoje e podem ser adquiridos pelo consumidor comum sem grandes desembolsos. Esses HDs podem ser instalados em RAID que é uma tecnologia onde vários HDs podem ser instalados em paralelo de forma que ao ler e gravar os dados nos HDs esses dados são divididos e gravados ao mesmo tempo metade em um HD e outra metade em outro HD.



Esse processo tem duas vantagens e uma desvantagem.



Uma das vantagens é a rapidez, pois os dados são lidos e gravados na metade do tempo, se o número de HDs em RAID for dois.



Outra vantagem é que o tamanho do HD é aumentado em dobro, mas pelo preço justo pois é necessário comprar dois HDs exatamente iguais em vez de um.



A desvantagem é que o HD é um pouco mais volátil do que o HD não RAID, pois os dados gravados dependem do bom funcionamento de dois HDs e não de um apenas. Estatísticamente a probabilidade de que em dois HDs um possa apresentar problemas é maior do que em apenas um HD.



Essa problemática eu diria é mais acentuada em HDs que utilizam a tecnologia SERIAL ATA que se tornará a tecnologia definitiva superando a TECNOLOGIA mais antiga que é a do cabo paralelo ou FLAT CABLE, ou ainda a tecnologia IDE.



É que os cabos Serial ATA tem maior probabilidade de dar mau contacto do que os cabos paralelos ou FLAT CABLEs. Isso vem sendo minimizado pela fabricação de cabos Serial Ata que tem um dispositivo que os mantém pressionados, permitindo que o mau contacto difícilmente ocorra. Dispositivos esse que tem uma espécie de mola.



Nós em nossa atividade diária com computadores temos encontrado problemas de mau contacto com cabos SERIAL ATA, mas desenvolvemos um artifício que diminui sensívelmente senão elimina por completo esses mau contactos. É a colocação de um leve borrifamento de spray de óleo penetrante/lubrificante nos plugues de contacto tanto machos como fêmeas. Esse pequeno borrifamento práticamente eliminou em definitivo os problemas que encontravamos de falhas em contactos de cabos serial Ata.



Há quem não goste de colocar sprays de material lubrificante penetrante em equipamentos elétricos, pois imaginam que não é o adequado, mas eu não concordo com essa posição, pois as especificações desse material mostram que são materiais dielétricos, ou seja isolantes, e podem ser empregados em equipamentos elétricos. O óleo penetrante por sua vez elimina as micro oxidações que se instalam em materiais condutores de cabos e slots de cartões e que são as responsáveis pela instalação do mau contacto. Experimente e tire suas conclusões



É óbvio que é ideal que o ambiente elétrico onde o óleo será utilizado seja primeiramente limpo, pois caso contrário o óleo poderá se misturar à sujeira normalmente poeira proveniente da proliferação de acaros o que pode comprometer o isolamento principalmente em ambiente onde ocorra diferenças de potencial elevadas. A limpeza pode ser feita por exemplo com um spray de freon, com pincel seco e até com alcool ou eter.



A tecnologia RAID (Pretendemos fazer uma postagem só para falar dela e outra só para falar da tecnologia SERIAL ATA) permite ligar em paralelo até quatro HDs, para aumentar a rapidez de leitura e escrita, como também para aumentar em muito a capacidade do HD, que hoje pode superar fácilmente com o uso dessa tecnologia a casa do TERABYTE (MIL GIGABYTES).



As placas mãe modernas atualmente já trazem grande número de portas SERIAL ATA para serem utilizadas com HDs ligados em RAID. Um exemplo delas é a placa Mãe do fabricante ASUS da série P5B (Existem vários modelos da ASUS que começam com essa sigla.) Essa série de placas mãe traz 6 portas serial ATA e mais uma porta para uso da tecnologia RAID com o uso de HDs Externos.



Outras Placas Mãe como por exemplo do fabricante Gigabyte e INTEL trazem quatro portas Serial ATA para uso dessa tecnologia.



As portas IDE estão cada vez mais em decadência, e as placas mãe modernas só trazem hoje uma porta IDE para ligar os leitores de CD e DVD. No entanto os fabricantes de DVDs players e Gravadores de DVD, já os estão fabricando com saida SERIAL ATA, e brevemente as placas Mãe de computadores irão abolir de vez as portas IDE e assumir de vez a tecnologia Serial Ata.


Sobre toda essas tecnologias estaremos comentando em breve.


Dê seu parecer. Comente. Você é bem vindo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.

SOMOS TODOS CHAPECOENSES