http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

domingo, 25 de dezembro de 2011

O MANTRA E UMA MANEIRA DE VOCÊ CURAR-SE COM JESUS.




Você certamente já ouviu falar em "MANTRA". "MANTRA" é uma espécie de palavra mágica que uma vez repetida à exaustão, produz um efeito que se deseja. Os Orientais fazem muito uso dos mantras, e repetem a palavra à exaustão sem entende-la, e com isso conseguem obter algo que desejam. 



Mantra (do sânscrito Man mente e Tra alavanca) é uma sílaba ou poema religioso normalmente em sânscrito. Os mantras originaram do hinduísmo, porém são utilizados também no budismo e jainismo.

Os mantras Tibetanos são entoados como orações, repetidas como as do cristianismo(Cristianismo Católico, Mas não o protestante). O budismo mahayana do Tibete usa mantras em tibetano, o zen-budismo do Japão os usa em japonês. John Blofeld encontrou em Hong Kong no começo do século XX mantras cuja língua ninguém sabia identificar, e que pareciam uma alteração de um original sânscrito.

Para algumas escolas, especificamente as de fundamentação técnica, mantra pode ser qualquer som, sílaba, palavra, frase ou texto, que detenha um poder específico. Porém, é fundamental que pertença a uma língua morta, na qual os significados e as pronúncias não sofram a erosão dos regionalismos por causa da evolução da língua. Existem mantras para facilitar a concentração e meditação, mantras para energizar, para adormecer ou despertar, para desenvolver chakras ou vibrar canais energéticos a fim de desobstruí-los.




Porque com essa técnica se atinge o desejado, mesmo sem entender o significado da palavra, que por vezes tem um significado incompreensível para quem o emite? 





É porque o ser consciente não entende o significado da palavra, mas o ser inconsciente entende. A repetição é uma forma de imprimir o desejo que se quer no inconsciente que então com o seu poder, materializa o desejo pretendido. 



MAS QUE CONVERSA É ESSA DE INCONSCIENTE? 



O inconsciente é o nosso verdadeiro ser. É o nosso espírito. E o espírito tudo sabe e tudo pode. O espírito quer corretamente a perfeição. Que foi a ordem de Jesus. “SÊDE PERFEITOS COMO PERFEITO É O MEU PAI”. Quando o ser inconsciente caminha na mesma direção do ser consciente, há o equilíbrio. Encontra-se a paz. Quando o ser consciente caminha em oposição ao ser inconsciente, estabelece-se o desequilíbrio. Falta a paz interior. 

Os católicos que utilizam as “novenas” e repetem à exaustão determinadas frases, fazem isso seguindo essa técnica. A repetição de um desejo que esteja em harmonia com o ser interior é uma poderosa ferramenta para mobilizar a nossa força inconciente e assim obter o que se deseja. 

No entanto não adianta tentar utilizar essa força que é poderosa se há um conflito entre esse desejo e o objetivo primordial do ser inconsciente que é a perfeição. SE O CONSCIENTE E O INCONSCIENTE estão brigando, não haverá poder e não haverá força. É preciso que se estabeleça o equilíbrio, e que os desejos convirjam para o mesmo objetivo. 


EXEMPLO: Você pode querer curar um CÂNCER conscientemente, mas o seu inconsciente pode querer que o câncer progrida até a morte. Nesse caso você não vai conseguir curar o câncer usando a força do inconsciente. 





MAS PORQUE “RAIO” O INCONSCIENTE HÁ DE QUERER ME PASSAR ESSA RASTEIRA? 

O inconsciente tem suas próprias razões. Como o objetivo do inconsciente é a PERFEIÇÃO, pode ser que ele entenda que a morte é a melhor forma para que a PERFEIÇÃO seja atingida, ou pode estar lhe preservando de algum mal maior à frente. 

A MORTE não é a pior coisa que pode acontecer a ninguém, antes pelo contrário. A MORTE pode ser a melhor coisa que aconteça a alguém, porque depois da morte existe na verdade a nossa verdadeira VIDA. 

O consciente não sabe disso porque há no ser humano o instinto da preservação, mas uma vez transposto o portal da morte, se perceberá que o outro lado é muito mais rico de VIDA. A verdadeira vida. O inconsciente sabe disso, e então se ele te preserva aqui na vida do CONSCIENTE é tão somente porque ele deseja atingir a PERFEIÇÃO, e esse objetivo tem aplicações e especificidades próprias para cada ser humano. Pode ser que em determinado momento, seja mais útil para o objetivo da perfeição que se parta desse mundo para o outro mundo. 

Jesus já dizia que a morte não existe para aquele que crê nele e está em vida. (A vida ai representa justamente a harmonia entre o ser consciente e inconsciente. A verdadeira paz.)

João 11:23-27 


Disse-lhe Marta: Eu sei que há de ressuscitar na ressurreição do último dia. 

E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá.Crês tu isto? 
Veja que o próprio Jesus já disse que todo aquele que vive e crê nele nunca morrerá.
Isso se explica porque existe uma outra vida após a morte. 


UMA DAS PROVAS DO QUE DIGO SÃO AS EXPERIÊNCIAS DE QUASE MORTE OU “EQM”. 


Quem passa por EQM?


Em 1982, o pesquisador George Gallup Jr. e o autor William Proctor publicaram "Aventuras na imortalidade", um livro sobre EQM baseado em duas pesquisas do Instituto Gallup abordando especificamente a quase morte e a crença na vida após a morte. Esse levantamento continua sendo a fonte mais usada para estatísticas sobre EQM.



Gallup e Proctor descobriram que 15% de todos os americanos que passaram por situações de quase-morte relataram EQMs. Dessas, 9% incluíam uma "experiência clássica fora do corpo", 11% incluíam entrar em outro domínio ou dimensão e 8% salientavam a presença de seres espirituais. Somente 1% relatou EQMs negativas. Mas esses dados têm mais de 20 anos e outros pesquisadores, cujos estudos foram, geralmente, feitos em menor escala, relatam estatísticas sobre EQMs, que podem variar bastante do levantamento feito em 1982.

Uma análise estatística de mais de 100 indivíduos que tiveram EQM revelou que as crenças religiosas prévias e o conhecimento prévio destas experiências não tinham um efeito considerável na probabilidade de se ter uma EQM.

Outra pesquisa enfocou o efeito de uma EQM sobre a vida do indivíduo. Kenneth Ring, um dos mais prolíficos pesquisadores e autores de estudos sobre EQM, relata um grande número de indivíduos que adquiriram autoconfiança e se tornaram mais extrovertidos após a experiência. Um dos estudos de Ring quantificou as mudanças nas atitudes do indivíduo para com a vida, que geralmente incluem um maior senso de propósito e apreciação da vida, um aumento na compaixão, paciência e compreensão, assim como uma sensação geral de força pessoal. Uma pequena porcentagem de indivíduos relatou sensações de medo, depressão e enfoque na morte. Ring também verificou que as pessoas que passam por EQM tendem a perceber um aumento no senso de sentimentos religiosos e crença em um mundo espiritual. Contudo, ele observa que isso não necessariamente se traduz em uma freqüência maior na igreja - é mais crescimento pessoal e interior nos sentimentos religiosos e espirituais. Finalmente, pessoas que passam por EQMs geralmente percebem que não temem a morte e sentem que uma experiência positiva estará esperando por elas quando realmente morrerem.



Relato pessoal 



"No momento mais desesperador, o pequeno quarto começou a se encher de luz... a luz que entrou naquele quarto era Cristo; eu sabia porque um pensamento foi colocado profundamente dentro de mim: 'Você está na presença do Filho de Deus'. Era uma presença tão confortante, tão alegre e satisfatória, que eu queria me perder para sempre dentro dessa maravilha. Junto com a presença de Cristo apareceu também cada episódio único de toda a minha vida. Lá estavam eles, cada evento, pensamento e conversa, tão palpáveis quanto uma série de fotografias... e então uma nova onda de luz se alastrou pelo quarto que já estava incrivelmente iluminado e subitamente nós estávamos em outro mundo. Ou melhor, eu percebia ao redor de nós um mundo diferente ocupando o mesmo espaço... Do mundo final eu só tive um vislumbre. E agora não parece mais que estamos na Terra e sim muito, muito longe, sem nenhuma relação com ela. E lá, ainda a uma grande distância, eu vi uma cidade, mas uma cidade... feita de luz. Movendo-se entre as construções, havia seres tão fortemente luminosos quanto Aquele que estava de pé ao meu lado". 


Veja que no relato pessoal de uma Experiência de Quase Morte, algumas coisas são familiares. Um retrospecto geral de sua vida que passa diante de seus olhos, um túmel ao final do qual há uma luz e a presença do mestre Jesus. 

Isso só ocorre com pessoas que procuram seguir a Jesus, porque se o indivíduo é desvinculado dos propósitos de PERFEIÇÃO a que eu aludi anteriormente, sua EQM pode não ser assim tão “BOA”. 



As pessoas que passam por essa agradável experiência perdem totalmente o medo da Morte, porque sabem que ela não é o fim, e que há uma outra vida muito melhor, na verdade a verdadeira vida, além da morte. Percebem um outro significado para a vida. Veja a eperiência de MARCIA LS.




EQM de Marcia LS





Tínhamos ido de férias para Araxá, provenientes de Belo Horizonte, meu pai, mãe e mais 3 irmãs. Eu era a mais velha. Em Araxá, no Grande Hotel, que existe até hoje, havia piscina externa e internas. Havia chovido nos dias anteriores e a água da piscina estava verde, muito turva. O sol estava forte e meu pai, muito claro passou óleo bronzeador nele, em mamãe e nas filhas. Eu pulei na água e fui brincando de ir para um dos lados, mas a piscina tinha um degráu, não era uma descida suave, e de repente eu caí neste degrau. Perdi o pé, e comecei a subir e descer na água, gritando socorro algumas vezes. lembro-me de bolhas de oxigênio que soltava e subiam enquanto eu descia. Subi e desci umas quatro vezes, e a última coisa que me lembro desta parte foi que papai pulou na água,!

e tentou me agarrar mas estávamos escorreguentos pelo óleo. Aí perdi os sentidos.

De repente eu estava fora da água, seca, me sentindo feliz, e vendo um filme que parecia um cinema 360º. Começou do presente ( o dia) e foi indo em marcha a ré, era muito rápido, mas conseguia ver todos os momentos de minha vida, com cheiros e sabores, era sensorial. Quando chegou no dia do meu nascimento vi-me transportada sem saber como para um túnel que girava mas que não me deixava tonta. O túnel parecia ser feito de núvens, mas mudavam de cor o tempo todo e era imenso em largura e altura. Pessoas andavam neste túnel, parecendo deslizar, e eu deslizava também, em direção a uma luz que havia no fundo, muito dourada, mas que não cegava a vista. Era uma luz aconchegante. Eu ía indo sem nem entender porque, mas me sentia apenas feliz.

Então alguém que me pareceu um homem, ele tinha a cabeça envolta num manto, parecido mais com um capuz marrom, me chamou pelo meu nome e disse:

- Você não era para estar aqui, mas se quiser pode continuar. Eu perguntei: E se eu não continuar , o que acontece? Ele respondeu que eu iria viver a vida para a qual tinha vindo. Eu hesitei um pouco e ele então fez um festo que me pareceu alguém abrindo uma cortina de núvens e eu vi la embaixo os meus pais e irmãs e eles pareciam desesperados. Vi meu corpo arroxeado na beira da piscina, e algumas pessoas correndo pelo gramado, chegando perto. No instante seguinte o túnel tinha desaparecido, e eu estava de volta ao meu corpo, sentindo-me muito mal, e surda. Fui atendida no posto médico do Grande Hotel, e tomei antibióticos e soro. Dois dias depois voltamos para Belo Horizonte. Minha surdez passou gradualmente, em pouco mais de 15 dias, e comecei a sonhar(?) com o homem do capuz todas as noites por 3 anos. Estabelecemos uma relação de amizade, e ele disse que estaria comigo durante toda a minha vida. Não consegui que ninguém entendesse o que se passava comigo, comecei a ler livros que estavam muito além de minha capacidade de 12 anos, e apenas quando li o livro do Dr. Raymond, foi que vi algo igual, mas aí eu já era adulta. Nunca esquecerei, e o que mais me impressionou foi o filme de todas as minhas recordações, e ainda mais: "sensorial"! Isto levou-me posteriormente a estudar física e psicologia, mas nunca levou-me a nenhuma religião. Perdi todo o medo da morte, porque sei que morrer seria passar por aquilo, o que não era absolutamente desprazeiroso.

 ENTREVISTA


 Sim. À época, e já se vão 50 anos, ninguém me entendia por mais que eu tivesse relatado o ocorrido a meus pais, a alguns professores e médicos. Achavam que eu estava relatando algum tipo de sonho que teria tido, impressionada pelo trauma do afogamento.



Em qual momento, durante a experiência, você estava em seu maior nível de consciência e vigilância? 



Qual a comparação entre seu maior nível de consciência e vigilância durante a experiência e a consciência e vigilância normais de seu cotidiano? 
Sua visão diferia , de algum modo, de sua visão habitual? 

Sua audição diferia, de algum modo, de sua audição habitual?
Você vivenciou uma separação da sua consciência do seu corpo?
 Sim
Quais as emoções que você sentiu durante a experiência? 
Você passou por um túnel ou um recinto cercado? 
Você viu uma luz?
 Sim Descrito acima
Você encontrou ou viu outros seres? 
Você vivenciou uma recapitulação de acontecimentos do passado em sua vida? 
Você notou ou ouviu algo relacionado a pessoas ou fatos durante sua experiência que pôde ser comprovado posteriormente? 
Você viu ou visitou alguns locais, planos ou dimensões bonitos?
 Sim Sim, o túnel.
Você teve alguma sensação de espaço ou tempo alterados? 
Você teve a sensação de conhecer uma sabedoria oculta, ordem universal e/ou desígnio?
 Não
Você alcançou uma barreira ou estrutura física limitante? 
Você passou a ter consciência de ocorrências futuras? 

Você desenvolveu algum dom mediúnico, paranormal ou outros dons especiais depois da experiência , que você não possuía antes?
Uncertain Não sei se o que descrevi em #34 e #35 serviriam como resposta



Você compartilhou essa experiência com outras pessoas? 
Você tinha algum conhecimento de experiência de quase-morte antes de sua própria experiência? 
Qual é o seu ponto de vista sobre o realismo de sua experiência pouco depois (dias/semanas) que ela aconteceu 


Uma ou mais partes da experiência foram particularmente significativas e importantes para você? 


Seus relacionamentos mudaram de maneira específica como resultado de sua experiência? 
Suas crenças/práticas religiosas mudaram de maneira específica como resultado de sua experiência? 

Depois da experiência, você teve outras ocorrências em sua vida, (medicamentos ou substâncias) que reproduziram alguma parte dela? 
Há algo mais relacionado à experiência que você gostaria de acrescentar?

As perguntas formuladas e as informações por você fornecidas até agora descrevem sua experiência de maneira correta e abrangente?


Por favor, apresente quaisquer sugestões que você tenha para aperfeiçoar este questionário. Há outras perguntas que possamos formular para ajudá-lo (a) a relatar sua experiência? 


Quando Jesus vai curar o cego ele pergunta: “QUERES SER CURADO?” Essa pergunta pode parecer óbvia, mas ela não é feita ao ser consciente. Ela é feita ao inconsciente. O inconsciente deve querer que o corpo seja curado para que a cura se processe. Uma das formas de se falar ao inconsciente, é a repetição de um desejo ou de uma vontade. Essa repetição que é conseguida pelos “mantras”, de forma sentida e com o coração. Portanto a pergunta é: “QUERES SER CURADO?”. 

Se a resposta for sim, faça um propósito com o mestre Jesus. Jesus a exemplo do seu inconsciente, quer a sua PERFEIÇÃO. 



Faça então um propósito de segui-lo, e fazer o que ele mandou. 


Depois de fazer o propósito que atesta sua disposição de querer se melhorar, e ser cada dia mais um seguidor de Jesus, ouça essa música, repetidamente, com sentimento, com o coração. É seu MANTRA. Clique no link abaixo. Um vídeo e uma música tocarão, e conselhos aparecerão para ajuda-lo a ser cada dia melhor. Leia um por vez, siga-os para que a cada dia você seja um seguidor de Jesus. 

Eis o link: http://filosofiaetecnologia.blog.br/Espiritual/index.html

Com isso encontrarás o equilíbrio e terás a VERDADEIRA PAZ.

Não a paz que o mundo dá, mas aquela que foi deixada por Jesus.

Esse é o nosso presente para você. De Natal e Ano Novo.

Um feliz 2012 com equlibrio e com a verdadeira PAZ.

Saiba que tudo é possivel para o Deus do impossível. Reflita sobre as palavras do mestre Jesus abaixo



Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.


E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.

Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.
Se me amais, guardai os meus mandamentos.

E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;

O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós 
João 14:12-17 




Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que foi feito à figueira, mas até se a este monte disserdes: Ergue-te, e precipita-te no mar, assim será feito;
E, tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis. 
Mateus 21:21-22 








Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito.

Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes, orando, crede receber, e tê-las-eis.

E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas. 
Marcos 11:23-25 



Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria.


A mulher, quando está para dar à luz, sente tristeza, porque é chegada a sua hora; mas, depois de ter dado à luz a criança, já não se lembra da aflição, pelo prazer de haver nascido um homem no mundo.


Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas outra vez vos verei, e o vosso coração se alegrará, e a vossa alegria ninguém vo-la tirará.

E naquele dia nada me perguntareis. Na verdade, na verdade vos digo que tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu nome, ele vo-lo há de dar.

Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis, para que o vosso gozo se cumpra. 
João 16:20-24 



Mateus 6:19-34 

Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;

Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.

Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.

A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz;

Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!

Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.

Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?

Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?

E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?

E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos?

Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;

E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.

Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?

Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?

(Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;

Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal. 

Mateus 6:19-34

Um comentário:

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.

SOMOS TODOS CHAPECOENSES