http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

QUEREM ACABAR COM A APOSENTADORIA

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

AS PERGUNTAS QUE NÃO QUEREM CALAR SOBRE RELIGIÃO.

Todos nós seres humanos somos colocados frente a frente com verdades incontestes. Uma delas é a existência de Deus. Se você não acredita em Deus ou tem dúvidas, leia as matérias nos links a seguir porque é uma questão de raciocínio. Não é simplesmente fé.


http://filosofiaetecnologia.blogspot.com/2012/10/mais-um-tolo-que-nao-acredita-em-deus.html

http://filosofiaetecnologia.blogspot.com/2009/02/provas-cientificas-da-existencia-de.html

http://filosofiaetecnologia.blogspot.com/2009/07/grandeza-de-deus.html

Entretanto depois que se convence de que Deus existe, vem as outras perguntas que surgem na cabeça do vivente atento. (Sim, porque esse tipo de preocupação, pelo que pude perceber não ocupa a cabeça de todas as pessoas. Alguns resolvem simplesmente não pensar no assunto. Querem simplesmente viver suas vidinhas e depois seja lá o que for, que venha.)

A questão é que sempre estamos nos deparando com pessoas que fazem a viagem, ou seja, deixam o corpo em que estão vivendo e vão, para onde? Para onde todos nós um dia iremos. Mas o que é que tem lá?

Mas se essa preocupação não fosse suficiente para nos deixar bastante inseguros, porque imagine uma viagem que todos um dia vão fazer e que não se sabe para onde é... imagine a pergunta que não quer calar. O porquê das desigualdades?

Vivemos em um mundo DESIGUAL como diz a música de Gilberto Gil


A Novidade

Gilberto Gil


Uh! Heiê! Oh!Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô!Ah! 

Aaaah!Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô!Ah! Aaaah!

Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô!Ah! Aaaah! Heiê! 

Heiê!Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô!Ah! Aaaah!...


A novidade veio dar à praia

Na qualidade rara de sereia

Metade o bustoD'uma deusa Maia

Metade um grandeRabo de baleia...


A novidade era o máximo

Do paradoxoEstendido na areia

Alguns a desejarSeus beijos de deusa

Outros a desejarSeu rabo prá ceia..


Oh! Mundo tão desigual

Tudo é tão desigual

Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô!Oh! 

De um lado esse carnaval

De outro a fome total


Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô!...Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô!

Ah! Aaaah!Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô!Ah! Aaaah!


E a novidade que seria um sonho

O milagre risonho da sereia

Virava um pesadelo tão medonho

Ali naquela praiaAli na areia...

A novidade era a guerra

Entre o feliz poeta

E o esfomeado

Estraçalhando

Uma sereia bonita

Despedaçando o sonho

Prá cada lado....


Oh! Mundo tão desigual

Tudo é tão desigual

Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô!Oh! 

De um lado esse carnaval

De outro a fome total

Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô!...Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô!

Ah! Aaaah!Ô Ô Ô Ô Ô Ô Ô!Ah! Aaaah! Ah! Aaaah!Ah! Aaaah! Ah! Aaaah!Ah! Aaaah! Ah! Aaaah!

Desigual como desiguais são os homens.


Ficamos perguntando.O porquê das guerras. O porquê da fome.O porquê do fato de que de um lado ESSE CARNAVAL e de outro A FOME TOTAL.

E o pior! Porquê há crianças que sem ter cometido pecado nascem cegas, estropiadas, paralíticas, outros para nada do que faça dá certo e outros para tudo o que faça tudo dá certo, como se fossem predestinados. Para uns tudo sorri e jogam fora. Para outros nada sorri e buscam ávidamente.

Outros reclamam da fatalidade. Porque Deus permitiu essa fatalidade ??? E revoltam-se contra Deus.

Se formos perguntar aos religiosos, alguns terão as respostas e outros dirão. Isso é a vontade de Deus e só ele sabe. Ninguém pode penetrar nos desígnios de Deus.

Mas será mesmo que Deus não deixou as respostas?

Dentro disso vamos tentar responder sem ter que recorrer a tratados esotéricos específicos ou a doutrinas outras que certamente cada qual terá a resposta dentro dos seus estudos.

Vamos tentar responder dentro do livro que todo bom cristão conhece. A Bíblia.

Primeiramente vamos ao diálogo que Jesus teve com Pedro.

MATEUS 26 : 50 a 54

Jesus, porém, lhe disse: Amigo, a que vieste? Então, aproximando-se eles, lançaram mão de Jesus, e o prenderam.

E eis que um dos que estavam com Jesus, estendendo a mão, puxou da espada e, ferindo o servo do sumo sacerdote, cortou-lhe uma orelha.

Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão.

Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai, e que ele não me daria mais de doze legiões de anjos?

Como, pois, se cumpririam as Escrituras, que dizem que assim convém que aconteça?

Como é possível perceber, esse diálogo é travado entre Jesus e um de seus discípulos que tomou de uma espada para defender a Jesus pela violência, e Jesus o disse. Guarda a tua espada porque TODOS os que lançarem mão da espada perecerão pela espada.

É preciso que se medite sobre as palavras de Jesus, porque elas tem sentido profundo e são para toda a humanidade. Isso significa dizer que se você pegar em uma arma para ferir seu irmão, você será ferido. Se matar você morrerá.

Será que é isso que vemos acontecer? Os que mataram sempre morrem? Os oficiais Nazistas como Mengele que fazia experiências com crianças e seres humanos conduzindo-os a morte em suas experiências macabras, por exemplo segundo o que nos foi contado, morreu no Brasil com mais de 70 anos afogado em uma praia.

Como pode se dar isso (O perecer pela espada quando se tomou dela) senão em uma outra vida? Fica a pergunta.

Mas vamos para mais uma palavra de Jesus. 

Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério.

Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.

Portanto, se o teu olho direito te escandalizar, arranca-o e atira-o para longe de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.

E, se a tua mão direita te escandalizar, corta-a e atira-a para longe de ti, porque te é melhor que um dos teus membros se perca do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.

Aqui Jesus recomenda que se arranque o olho e o jogue fora ou se arranque a mão e jogue-a fora para que se evite pecar com ela. Será que isso era para ser feito no corpo físico?

Temos que perceber que tudo o que Jesus dizia tem sentido muito mais espiritual do que em relação ao mundo material em que vivemos.

Jesus não recomendou que alguém pegasse uma faca e arrancasse os olhos

Certamente que não. Isso é uma providência que é tomada no mundo espiritual antes do nascimento. Por isso certas pessoas nascem com deformidades. As deformidades são para que elas consigam passar por essa vida sem fazer mal uso de seus órgãos. E mais: Na maioria das vezes é por escolha própria.

Liberdades e direitos são dados a quem não faz normal ou bom uso. Quando se faz mal uso da liberdade por escolhas equivocadas, perde-se a liberdade, e isso é para com tudo de bom que tenhamos, da saúde, à visão, à audição, ao andar, ao comer à tudo. Tudo são dádivas de Deus e de tudo teremos que prestar contas. Se fazemos mal uso pode ser que nós próprios escolhamos uma dura prova para podermos valorizar aquele bem que tinhamos e o qual não fizemos bom uso.

Muito interessante também é esse diálogo de Jesus.
João 9:39-41

E disse-lhe Jesus: Eu vim a este mundo para juízo, a fim de que os que não vêem vejam, e os que vêem sejam cegos.

E aqueles dos fariseus, que estavam com ele, ouvindo isto, disseram-lhe: Também nós somos cegos?

Disse-lhes Jesus: Se fôsseis cegos, não teríeis pecado; mas como agora dizeis: Vemos; por isso o vosso pecado permanece.



Nesse diálogo de Jesus percebemos que o fato de ter-se certas prerrogativas, certos direitos ou usufruir de certos bens físicos pode nos levar a pecar, ou seja, cometer erros que depois nos serão cobrados. Portanto não ter certas vantagens pode ser antes de uma maldição, um bem maior. Bem esse que não temos condições de perceber aqui e agora, mas que perante a eternidade será sem dúvida uma grande vantagem.

A raiz de todos os nossos males, está em nós mesmos e se baseia naquilo que buscamos e que fizemos.

João 5:11-15

Ele respondeu-lhes: Aquele que me curou, ele próprio disse: Toma o teu leito, e anda.
Perguntaram-lhe, pois: Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito, e anda?



E o que fora curado não sabia quem era; porque Jesus se havia retirado, em razão de naquele lugar haver grande multidão.



Depois Jesus encontrou-o no templo, e disse-lhe: Eis que já estás são; não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior.
E aquele homem foi, e anunciou aos judeus que Jesus era o que o curara.

João 5:11-15

Nesse diálogo Jesus fala a um homem que era paralítico e não andava.

Jesus o tinha curado mas dá a ele uma recomendação. Não peques mais para que não te suceda coisa pior.

O que significa isso? Significa que o pecado é a razão do sofrimento. Ninguém está sofrendo por acaso. O sofrimento é consequência de um pecado já cometido. Por isso Jesus recomenda ao paralítico para que não peque mais para que não lhe suceda coisa pior.

Mas nesse interim há de se perguntar. Mas e uma criança que nunca teve a chance de pecar, e que sofre as vicissitudes de uma condição desvantajosa?

Vejamos os versículos de Mateus 23: 29 a 36

MATEUS 23: 29 a 36

29. Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Porque
construís os sepulcros dos profetas e adornais
os túmulos dos justos e dizeis:
30. Se tivéssemos vivido nos dias de nossos pais,
não teríamos sido seus cúmplices no sangue
dos profetas
31. Assim testificais a vós mesmos que sois filhos
dos assassinos dos profetas:
32. enchei, pois, a de vossos pais!
33. Serpentes, filhos de víboras! Como escapareis
da discriminação da geena?
34. Por isso é que vos envio profetas, sábios e escribas:
a uns matareis, e crucificareis; a outros,
açoitareis nas vossas sinagogas e perseguireis
de cidade em cidade,
35. de tal forma que venha sobre vós todo o sangue
justo que se derrama sobre a Terra, desde
o sangue de Abel o Justo, até o sangue de Zacarias,a quem matastes entre o santuário e oaltar.36. Em verdade vos digo, que tudo isto virá sobre
esta geração".

Quem era esse Zacarias, que Jesus diz ser o filho de Baraquias, morto entre o santuário e o altar?

Esse fato é narrado em 2.º Crôn. 24.20-22. O livro das crônicas é o último livro histórico da Bíblia Judaica, e Jesus demonstra aceitar a historicidade bíblica desde o Genesis até Crônicas, deixando de fora os livros de Macabeus. Portanto, anotemos, os livros dos Macabeus, considerados canônicos pela igreja de Roma, e recusada pelos judeus e pelos protestantes, também pão foram ratificados por Jesus.

Realmente, Jesus poderia ter citado os assassinatos dos irmãos Macabeus, exemplares de fidelidade e de coragem. Mas, para salientar "todos os crimes narrados nas Escrituras", limita-se a citar "do Gênesis ao livro das Crônicas". Digno de registro.


Acontece que Zacarias, segundo o livro das Crônicas, é filho de Joiadas, e foi assassinado pelo rei Joas 2.º; não era filho de Baraquias. Jerônimo (Patrol. Lat. vol. 26. col. 174) esclarece: in Evangelio quo utuntur, Nazaraeni, pro filio Barachiae, filium Joiadae reperimus, isto é: “no Evangelho usado pelos nazarenos, encontramos filho de Joiada, em lugar de filho de Baraquias". O mesmo Jerônimo e João Crisóstomo (Patrol. Graeca, vol. 58, col 681) pensam que talvez se tratasse de dois nomes (diónymos), conforme glosa de um manuscrito.

Com a costumeira hipocrisia, dizem os fariseus: “se tivéssemos vivido no tempo de nossos pais, não teríamos concordado com o assassínio deles”. Ora, isso é uma confissão de que eles são os “Filhos dos assassinos", e não os filhos dos profetas e justos. 

A estirpe deles se prende aos inimigos dos bons não aos bons. Houve quem tivesse visto aí um aceno à reencarnação: hoje, mais evoluídos, não teriam feito o que fizeram outrora: e isso é uma confissão de arrependimento de um ato realizado em vida anterior, na condição em que estavam de ascendentes da geração atual.

Isso pode ser corroborado pelo versículo 35.

35. de tal forma que venha sobre vós todo o sangue
justo que se derrama sobre a Terra, desde
o sangue de Abel o Justo, até o sangue de Zacarias,
a quem matastes entre o santuário e o
altar.

Zacarias era de uma família sacerdotal, assim como Jeremias (Jr 1.1) e Ezequiel (Ez 1.3). Seu avô, Ido(1.1), era sacerdote e veio do exílio à Jerusalém no grupo liderado por Zorobabel, filho de Sealtiel, e Josué, filho de Jozadaque (Ne 12.1-4). Parece que “Baraquias”, seu pai, faleceu quando o profeta ainda era criança. Assim, Zacarias fora então criado por seu avô. Isso pode justificar a omissão do seu nome em Esdras, que o chama apenas de “filho de Ido” (Ed 5.1). O ministério profético de Zacarias foi mais extenso que o de Ageu, pois ele menciona os oráculos entregues dois anos após o seu chamado (7.10).

Como é possível perceber aqui eles são acusados de terem sido os próprios assassinos, portanto eram os próprios das gerações passadas, e o sangue dos profetas pesava sobre suas cabeças.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.

SOMOS TODOS CHAPECOENSES