http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

JORNAIS QUE TEM INFORMAÇÃO REAL.

domingo, 23 de setembro de 2018

UM DESASTRE CHAMADO "COISO" - O MOVIMENTO #ELENÃO

O Que pretende o COISO?
O movimento "#ELENÃO ganha o mundo com a adesão de artistas nacionais e internacionais.


AUMENTAR E CRIAR O IMPOSTO DE RENDA PARA TODOS OS POBRES E PARA A CLASSE MÉDIA e diminuir o imposto de renda para os ricos.
Responsável pelo plano econômico da candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência, o economista Paulo Guedes


Responsável pelo plano econômico da candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência, o economista Paulo Guedes tem antecipado propostas tributárias que prejudicariam ainda mais a população pobre do país.

Em encontro de empresários na última terça-feira (18), o economista anunciou a intenção de aumentar a alíquota do Imposto de Renda (IR), criando uma taxa única de 20% para pessoas físicas e jurídicas. As informações são da coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

O sistema tributário atual é dividido em faixas, com isenção de IR para aqueles que recebem até R$ 1.903,98, e com cobrança progressiva para quem recebe até R$ 4.664.68. Por exemplo: A alíquota para aqueles que possuem renda entre R$ 1.903,99 e R$ 2.826,65 é de 7,5%.

Já para quem ganha entre R$ 2.826,66 e R$ 3.751,05, é de 15%. Para aqueles que recebem de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68, a taxa é de 22,5%. Para quem ganha acima desse valor, a alíquota é de 27,5%.

No entanto, com a sugestão feita pelo "guru econômico" do candidato do PSL, todas as faixas passariam a pagar 20% na alíquota do imposto de renda, ou seja, quem ganha dois salários mínimos pagaria valor proporcionalmente igual àqueles que ganham 30 salários mínimos.

Como a medida proposta inclui pessoas físicas e jurídicas, empresas que atualmente pagariam uma alíquota de 27,5% também seriam beneficiadas com a taxa única. 

Floriano Martins de Sá Neto, presidente da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip), explica que o imposto de renda no Brasil oferta progressividade para quem ganha até 40 salários mínimos, mas, acima disso, se torna regressivo. Por conta deste modelo, quem recebe mais, paga menos impostos. Essa política seria ainda mais fortalecida com a medida proposta pelo economista responsável pelos assuntos econômicos do plano de governo de Bolsonaro. 

“A proposta do economista Paulo Guedes aprofunda a regressividade. É absolutamente lamentável. Vai aumentar a tributação de quem, hoje, já está com alíquotas menores, e diminuirá a alíquota das pessoas que estão hoje pagando 27,5%. A proposta consegue piorar o já caótico sistema tributário brasileiro no que diz respeito à justiça, principalmente”, avalia Floriano. 

A opinião do presidente da Anfip é compartilhada por Paulo Gil, membro do Instituto Justiça Fiscal. Segundo ele, não há proposta parecida com a de Paulo Guedes implementada em outros países. 

“Uma alíquota de 20% para todo mundo é muito injusta. Para os assalariados, que vão pagar muito, e é injusta, do ponto de vista da equidade, para quem ganha muito, que vai pagar muito pouco. É uma proposta completamente desalinhada aos padrões dos países desenvolvidos”, ressalta Gil.

“Eu desconheço qualquer país do mundo que tenha alíquota única de imposto de renda. Segunda nossa constituição, o imposto de renda tem que incidir de acordo com a capacidade econômica e contributiva das pessoas. Enquanto os candidatos progressistas estão propondo uma elevação do limite de isenção do imposto de renda, e estão propondo que quem ganha mais pague uma taxa mais elevada, Paulo Guedes está propondo uma alíquota única de 20%”, compara.


O jornalista Reinaldo Azevedo, conhecido por suas posições de direita e pelo apoio decidido ao golpe de 2015/16 reconhece: "É o liberalismo de Bolsonaro que seduz parte dos ricos e universitários? Não! É ódio a pobre e à diferença"; este é o título de seu mais recente artigo; "O Jair Bolsonaro 'liberal', no qual acreditam setores do mercado, é só uma invenção eleitoral oportunista em que o medo de pobre e de preto, compartilhado por setores da classe média e dos ricos, finge acreditar".

"COISO defendeu esterilização de pobres para combater o crime e a miséria"

"O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) apresentou projetos e defendeu em discursos nas últimas décadas a esterilização dos pobres como meio de combater a criminalidade e a miséria.




PRIVATIZAR A PETROBRAS - ADMIRAÇÃO POR TRUMP - CONTRA A LEI DO FEMINICÍDIO - CONTRA AS COTAS RACIAIS



Em duas horas de entrevista à GloboNews na noite desta sexta, 3, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que é impossível fazer ações que promovam a equiparação salarial entre homens e mulheres, que sairá do Acordo de Paris (tratado internacional para a redução de emissão de gases de efeito estufa e, com isso, minimizar as consequências do aquecimento global), acabará com a Lei de Cotas Raciais, que é contra a Lei do Feminicídio, que tem Trump como referência de líder internacional e que, se “não tiver solução”, irá privatizar a Petrobras.

O COISO pretende ainda legalizar a pena de morte no Brasil, privatizar todas as empresas estatais, acabar com a previdência, transferir os alunos das escolas públicas para as escolas particulares acabando com o ensino público no Brasil, esterilizar os pobres para acabar com eles e diminuir o crime, acabar com todos os programas sociais como "BOLSA FAMÍLIA", Armar a população, Voltar com os esquadrões da morte, enfim instituir no Brasil um programa muito parecido com o NAZISMO a lá Adolf Hitler que é um daqueles que admira.

Dá para votar nele? Não!!!!

Se você pretendia votar no COISO leia abaixo:

ARREPENDA-SE DE VOTAR NO COISO AGORA E EVITE DE SE ARREPENDER DEPOIS.


quinta-feira, 20 de setembro de 2018

RECADO AOS CRISTÃOS



É NECESSÁRIO QUE VENHA O ESCÂNDALO MAS AI DAQUELE POR QUEM VIER O ESCÂNDALO. (Palavras o mestre Jesus).


Estavamos nós assistindo aquele patético espetáculo que eu não tive estômago para ver até o fim. Cada um daqueles deputados que votavam pela deposição de uma Presidente legítimamente eleita, o fazia em nome de alguma coisa. Alguns o faziam em nome dos filhos, outros em nome da sua cidade natal, outros em nome dos seus eleitores, enfim, cada um buscava aparecer nos seus um minuto de fama e deixar registrado para os anais da história a sua contribuição àquele espetáculo que hoje é assunto para um filme que será visto no mundo inteiro.
O TRAIDOR TIRIRICA PREFERIU OS 6 MILHÕES DA FIESP E TRAIU DILMA.

O espetáculo da vergonha, da canalhice, da safadeza, do engodo, do crime. Hoje sabemos que eles estavam lá sendo pagos para dar esse voto. Pagos pela FIESP com contribição Americana certamente.

O mundo os está vendo e a história também os verá e os julgará. Entretanto um dos declarantes, teve o papel mais vexatório de todos. Tão vexatório que chegou a ser alvo de uma cusparada disparada pelo deputado Jean Willis pela indignação e eu faço minha também aquela cusparada. Minha e de todos aqueles que no mundo espiritual, tendo sido assassinados por defender a pátria se reviram nos seus túmulos de ódio. Certamente também as mães e os pais dos estudantes que foram assassinados e despareceram sem jamais se ter tido notícias dos mesmos, certamente Hildegard Angel em nome de sua irmã Zuzu angel e seu sobrinho Edgard Angel Jones, assassinados e tantos milhares outros. que gostariam também de contribuir com aquela cusparada. 



Aquele patético Deputado Capitão que envergonha o exército nacional, declara seu voto em homenagem a um torturador assassino, chefe de esquadrão da morte, chefe do DOICODI, o BRILHANTE USTRA.


 Os jovens não sabem o que era o DOI-CODI. Era um buraco, uma prisão infecta onde eram colocados para sofrer até a morte aqueles que ousassem combater ou se manifestar contra o regime militar. A noite ou durante o dia podia se ouvir da rua os gritos de desespero daqueles que eram torturados até a morte. Muitos estudantes algumas mulheres foram estupradas, torturadas, tiveram os bicos dos seios cortados a tesoura. 

A CHARGE MOSTRA O PERSONAGEM DA SÉRIE LUCIFER QUE INTERPRETA O PRÓPRIO CONVERSANDO COM SEU SEGUIDOR. BOLSONARO.

Diz a Bíblia que tudo o que o homem plantar isso também ceifará. E muitos daqueles torturadores acabaram loucos, desgraçados, infelizes. Ninguém escapa da justiça divina.

"Em determinado momento, #Ustra entra na sala e traz meus filhos, de 5 anos e de 4 anos, nas mãos, para me verem sendo torturada..." . . "Ele me transformou num cachorro, literalmente, ele mandou colocar uma coleira. 

 Quando pensam que escaparam da justiça dos homens está lá esperando-os muitas vezes depois do véu da morte o seu destino. Terão que reparar a crueldade, arrepender-se, e espiar. "AQUELE QUE TOMAR DA ESPADA IRÁ PERECER PELA ESPADA". Palavras de Jesus.

E agora nesse momento da vida nacional duas personalidades se mostram perante a nação. Em quem votar? De um lado temos um ex-presidente que jamais perseguiu religião alguma. das religiões Africanas às evangélicas, todas tiveram seu respeito. Conseguiu tirar o Brasil do mapa da fome. foi tão abençoado que fez o melhor governo que jamais foi feito no Brasil. Não vou me deter aqui relacionando os seus feitos que foram muitos, mas quem quiser conhecer, tenho matéria e videos falando sobre isso.

Veja aqui abaixo alguns links.

Paralelamente ele é odiado por isso. Insuflam a população que acredita que Lula roubou, embora o mundo tenha a exata noção de que é tudo um engodo, tanto que até a ONU endossou o seu direito a ser inocentado e concorrer a eleição. Então se o incauto não acredita quando dizem que Lula é um perseguido político, porque não procura analisar as razões da ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS? Porque não procura analisar o processo onde até o Juiz que o condenou diz claramente que não tem provas? Baseia-se apenas na delação de um preso que mentiu para escapar da prisão.


Quem é mais cristão? Aquele que tirou o Brasil do mapa da fome, que reduziu a mortalidade infantil de 15 para 12 crianças mortas em cada 1000 nascidas vivas, ou aquele que diz que sua profissão era MATAR?



QUE CRISTÃOS SÃO ESSES que apoiam a ideologia do assassinato, da violência, da ofensa às mulheres, do desrespeito aos afro descendentes? Vós não sois cristãos. São como os escribas e fariseus, a quem Jesus disse serem sim servos de SATANAS. Não são servos de DEUS porque DEUS não contemporiza com a violência. 


TUDO AQUILO QUE FIZERDES POR UM DESSES MAIS PEQUENINOS IRMÃOS É A MIM QUE O FIZESTES.

QUANDO FIZESTES AOS PEQUENINOS A MIM O FIZESTES!

Lula aumentou o salário mínimo de 70 dólares para 320 dólares. Ele fez muito por muitos desses pequeninos irmãos. LULA o fez a JESUS e é por isso que lá na cadeia onde ele está recebendo as orações do Brasil inteiro inclusive as minhas, ele se encontra forte, iluminado, com coragem com determinação e protegido e amparado pelos santos anjos do Senhor. Não existe nada melhor do que um dia depois do outro. APOSTATAS. 



TRUCULÊNCIA SE OPÕE A SENSATEZ


Odair José na apresentação que fez nos arcos da lapa durante a versão LULA LIVRE do show que atraiu 60 mil pessoas em um sábado para aquele ambiente onde se pôde mostrar o apoio popular a LULA que vem se tornando o MANDELLA de nossos tempos (Video acima), declarou palavras proféticas.
Ele disse. "Não se pode permitir que o o futuro traga de volta o passado". De fato ele sabe muito bem do que está falando.

Estamos nesse momento diante de duas forças antagônicas e poderosas. De um lado existem aqueles que tem saudade dos tempos em que a ordem era institucionalizada pela foça e pelo arbítrio, mesmo que junto disso viessem muitas injustiças. Assassinatos, torturas, corrupção. No fundo esse sentimento esconde uma certa revolta contra a ineficiência das instituições que diante da liberdade democrática não conseguiram conter o que essa parcela da sociedade vê como uma corrupção desenfreada que no fundo é causa para todos os males sociais.

Na verdade essas pessoas que amam a violência como solução para todos os males padecem de falta de inteligência e de cultura, porque na sua ignorância não conseguem perceber que a raiz de todos os nossos males a começar pela corrupção está justamente no regime de fôrça que agora pretendem reviver.

A falta de limites é tão preponderante que um General que como vice do BOZO pretende dar-lhe um golpe assim que for possível, declara que a constituição não precisa ser feita por representantes do povo. Não entende nada de constituição, já que a clausula pétrea da constituição  declara "TODO PODER EMANA DO POVO E EM SEU NOME É EXERCIDO".


Segundo a reportagem do jornal "O ESTADO DE SÃO PAULO" , o candidato declarou que a elaboração da última Constituição brasileira, de 1988, por parlamentares eleitos, “foi um erro”, e defendeu uma nova Carta Magna, criada por “grandes juristas e constitucionalistas”.

Essa é uma das muitas aberrações que temos ouvido partindo dessa chapa. Outra e que fez muito estardalhaço ultimamente é a declaração de que filhos criados por mães e avós tem uma educação fraca e por isso são candidatos ao crime.

A frase correta é a que vem expressa abaixo:


Casa só com 'mãe e avó' é 'fábrica de desajustados' para tráfico, diz Mourão

Vice de Bolsonaro diz que Brasil errou ao aliar-se à 'mulambada' na África e América Latina.


O general Hamilton Mourão, vice de Jair Bolsonaro, durante debate no Secovi-SP (Sindicato do Mercado Imobiliário) - Danilo Verpa/Folhapress


Percebe-se pelas palavras desse General que ele é chegado à truculência, e não tem preparo e nem temperamento para se tornar um chefe de estado. Seria na verdade uma lástima que muito iria envergonhar o Brasil.

Não é portanto sem justa razão que as mulheres estejam liderando um movimento contra essa chapa. que tem a rashtag #EleNão



#Elenão vira movimento de combate a Bolsonaro na internet

Grupo de mulheres criou a hashtag para se opor ao candidato

A pouco mais de duas semanas para as eleições presidenciais no Brasil, um grupo de mulheres criou o movimento "#Ele Não" nas redes sociais, contra o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, que está internado após sofrer uma facada durante um ato de campanha em Juiz de Fora, no último dia 6.
SAIBA MAIS

Foto: Ansa - Brasil

Bolsonaro é conhecido por declarações polêmicas sobre negros, mulheres e LGBTs, que motivaram o grupo a criar a hashtag no Facebook, Twitter e Instagram. O movimento já ganhou a adesão de artistas e políticos brasileiros como a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, o candidato ao Senado, Eduardo Suplicy (PT-SP) e as atrizes Bruna Marquezine, Deborah Secco.

No último sábado (15), a página foi hackeada por um suposto integrante, que alterou o nome do grupo para "Mulheres com Bolsonaro #17". A invasão causou a suspensão temporária do grupo, que registrava 2,5 milhões de membros na ocasião, sendo que todas são mulheres, transexuais ou cisgênero. O novo grupo criado no Facebook no último sábado (15) já alcançou a marca de nove mil membros.

Nesta segunda-feira (17), o candidato a vice-presidente da chapa de Bolsonaro, o general Hamilton Mourão (PRTB), afirmou que famílias compostas somente "pela mãe e a avó" são "fábricas de desajustados" que tendem a "ingressar" no narcotráfico. A declaração motivou posts críticos à fala do militar.

"O desprezo pelas mulheres é uma marca do nazifascismo. Desajustado é esse indivíduo. As mulheres brasileiras estão reagindo fortemente a essas coisas", tuitou a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, utilizando a hashtag. "Criminalizar as mulheres que lutam diariamente para manter sua família é uma atitude machista inaceitável", tuitou o candidato ao Senado Eduardo Suplicy, também do PT.

A candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad (PT), Manuela D'Ávila (PCdo B), também aderiu à campanha, publicando uma charge no seu perfil no Twitter com os dizeres "Esse também não", em referência à fala do general Hamilton Mourão (PRTB).

No último dia 11, uma denúncia de racismo contra Bolsonaro foi rejeitada pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). O candidato disse, em palestra no clube Hebraica, no Rio de Janeiro, em abril do ano passado, que ao visitar um quilombo, constatou que "o afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada! Eu acho que nem para procriador eles servem mais".

Em outros trechos de seu discurso, Bolsonaro disse, por exemplo, que "nós não podemos abrir as portas do Brasil para todo mundo", o que na visão da Procuradoria-Geral da República discrimina estrangeiros. As frases "eu tenho cinco filhos. Foram quatro homens, a quinta eu dei uma fraquejada e veio uma mulher" e "Nós, o povo, a sociedade brasileira, não gostamos de homossexual", incitaram ódio contra mulheres e homossexuais, segundo a procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Mesmo com a rejeição da denúncia, Bolsonaro é réu em duas ações penais no STF, nas quais é acusado de injúria e de incitação ao estupro, devido a declarações feitas em relação à deputada Maria do Rosário (PT).

O candidato do PSL sofreu uma facada na barriga no último dia 6, durante passeata de campanha e está internado após passar por duas cirurgias no instestino. A recuperação, segundo o filho do candidato, Flávio Bolsonaro, vai tirá-lo da campanha no primeiro turno. Bolsonaro saiu da Unidade de Terapia Intensiva no último domigo (16) e passou a receber cuidados semi-intensivos.







sábado, 15 de setembro de 2018

A REDE BOBO DÁ UMA AULA DE FALTA DE EDUCAÇÃO E ANTI JORNALISMO

Arcírio Gouvêa Neto


Por Arcírio Gouvêa Neto, publicado originalmente na Revista Fórum


Como jornalista, diretor da ABI (Associação Brasileira de Imprensa) e secretário de uma comissão de defesa da liberdade de expressão, me sinto envergonhado vendo o jornalismo brasileiro acabar de ser vilipendiado e ultrajado por Willian Bonner e Renata Vasconcellos nesta sessão de inquisição aos melhores moldes dos inquisidores da Idade Média. Isso não foi e jamais será jornalismo.

Trabalhei em duas oportunidades no jornal O Globo, desfrutei da companhia de mestres do jornalismo da empresa e tenho certeza absoluta que mesmo os jornalistas do passado que lá trabalharam se vissem o que vi hoje estariam tão revoltados quanto eu. Uma coisa é você ter sua ideologia política na vida pessoal, outra coisa é você transportar essa ideologia à vida profissional, para seguir servilmente à determinação do patrão. Já vi muita gente boa se recusar a fazer um papel asqueroso como o dessa dupla essa noite e eu sou uma delas.

Sinto pelo trabalho correto e ilibado de velhos companheiros que deram a vida pelo engrandecimento da imprensa em nosso país e não mereciam o que aconteceu hoje. Acho que o mínimo que poderia ocorrer em um estado democrático de direito é sua população se indignar com o que houve essa noite.

Quem perde não é o PT e nem Lula ou Haddad é a liberdade do pensamento e da expressão de uma nação inteira.
Uma noite pra ser esquecida, diria Carlos Heitor Cony.

Fernando Haddad já devia esperar, os dois protagonistas do golpe patrocinado pela TV BOBO já tinham se preparado minunciosamente para humilhar e detonar a candidatura de Fernando Haddad, o candidato do PT, e entraram pegando pesado, não dando chance ao candidato de se defender, formulando acusações pesadas que chegavam a ser ofensivas, de forma repetitiva como uma metralhadora giratória apontada para o peito do Petista, mas Fernando Haddad não se deixou esmorecer. Respondeu com diplomacia, com serenidade e se saiu muito bem. Poderia ter elevado o tom e ter dado respostas mais incisivas e mais agressivas e o fez momentaneamente quando chamou a atenção para o passivo da Rede Bobo. Demonstrou estar preparado. Ficaram para William Bonner e Renata Vasconcellos a pecha de intrigueiros, mal educados, anti jornalistas, como de resto tem sido o Jornal Nacional patrocinado pela REDE BOBO, que eu não assisto mais. Não desce mais. Eu me informo pela Internet.

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

COMO E PORQUE OS AMERICANOS ESTÃO POR TRÁS DO GOLPE NO BRASIL


O PLANO AMERICANO PARA DAR O GOLPE NO BRASIL

Os Estados Unidos vem colocando em prática uma forma de intervenção que não faz uso da força. Utiliza-se de grupos de oposição que são financiados por agências americanas especializadas nesse tipo de intervenção. Isso foi largamente utilizado na "Primavera Arabe" que derrubou os governos de Kadhafi e Hosni Mubarack no Egito.

FINACIAMENTO DOS ESTADOS UNIDOS POR TRÁS DOS MOVIMENTOS PRÓ IMPEATCHMAN.

Quando nas primeiras movimentações dos golpistas nas ruas, em março de 2015, vários blogueiros que denunciaram o financiamento da direita fascista brasileira foram tratados como adeptos da teoria da conspiração.

JORNALISTA MICHAEL FOX

Agora, um jornalista estadunidense, especialista em política latino americana, diz com todas as letras que o Tea Party estadunidense financia agremiações de extrema-direita como os Revoltados Online, Vem Pra Rua e Movimento Brasil Livre.

No vídeo abaixo, uma tradução do original “Koch Brothers’ Funds Backs Anti-Dilma Protests in Brazil”, produzido pela organização e agência de notícias independente The Real News, o jornalista Michael Fox, um dos autores do livro Transições turbulentas da América Latina- O futuro do Socialismo no século XXI é o entrevistado.


Michael mostra como a mídia foca no PT e tenta de todas as formas incriminar Dilma e Lula, mesmo sem provas e mesmo com todos os esforços do governo Dilma para combater a corrupção na Petrobras.



Durante a entrevista Michael Fox, mostra que esses movimentos golpistas não tem absolutamente nada de espontâneos ou apartidários. Num momento em que gente de classe média/alta tem se organizado em movimentos vendidos pela mídia monopolizada como “apartidários” que se reúnem sempre com o PSDB, o DEM, o PP para exigir o impeachment de uma presidente eleita democraticamente e da qual não há absolutamente nada que possa justificar seu pedido de impedimento, ouvir Michael Fox, um dos autores deste livro, é essencial para entender a América Latina contemporânea e especialmente o financiamento de forças golpistas no Brasil.




BERNIE SANDERS
Em um vídeo da campanha, o senador dos EUA, Bernie Sanders, afirma que os irmãos Koch financiam posições de opinião, especialistas em mídia e políticos para promover três percepções distorcidas: a necessidade de elevar a idade de aposentadoria, a noção de que o sistema previdenciário vai à falência, e a ideia de que a previdência social deveria ser privatizada. Os membros do público em geral comparam e contrastam seus próprios estilos de vida, apoiados pela previdência social, com os dos irmãos Koch. Posteriormente, eles e outros tentam questionar os irmãos sobre as políticas que eles supostamente apóiam, como execuções hipotecárias, poluição e rebentamento de sindicatos.

A jornalista Adele Stan descreve o Americans for Prosperity como um "grupo de fachada" que atua como "o ponto de apoio para reforçar a agenda proposta por David Koch". [ Carece de fontes? ] As pessoas envolvidas no Wake Sistema Escola Pública County , em uma seção de vídeo da campanha, alegam que AFP apoiado placa candidatos escolares procuraram re-segregação de escolas, opondo-bussing forçado e apoiar escolas de bairro, com o objetivo de destruir a escola pública sistema. O editor da nação Katrina vanden Heuvele outros, em uma seção do vídeo da campanha, afirmam que os Subsídios da Fundação Koch com mais de 115 faculdades e universidades são elaborados para permitir que os irmãos tenham controle excessivo sobre recrutamento, projeto de plano de estudos, publicação e pesquisa com o objetivo de expor os alunos exclusivamente a seus alunos. ideologia e ponto de vista.

LAWRENCE LESSIG
O Professor Lawrence Lessig diz que os irmãos Koch estão "comprando nossa democracia... Ficando republicanos eleitos e comprando seus votos sobre questões de política pública barato, evitando regras ambientais de ser conjunto e outros resultados prejudiciais ao contrário do governo‘pelo povo.’ [7 ] Ele se junta a blogueira investigativa Lee fang e outros alegando que Koch irmãos usar a influência financeira sobre político, como Representante Fred Upton eo governador Scott Walker para matar regulação ambiental e busto sindicatos. 

NAACP Presidente Benjamin Todd Jealouse outros, em uma seção do vídeo da campanha alegam que o projeto de lei de identificação de eleitores do Koch, adotado em nível estadual em todo o país, destina-se a privar os eleitores afro-americanos, latinos, idosos, jovens e inválidos. [8] Os ambientalistas Bill McKibben e Van Jones retornam ao meio ambiente, com particular referência ao Keystone Pipeline como a razão para essa suposta distorção da democracia. Moradores do bairro Penn Rd, em Crossett, Arkansas , em uma seção do vídeo da campanha, propõem que a alta incidência de câncer em sua comunidade é resultado da poluição ambiental causada pelas indústrias Koch, nas proximidades.propriedade da planta Georgia-Pacific .

Um breve epílogo com imagens noticiosas de protestos anti-Koch em todo o país pede unidade para expor os irmãos Koch. Como nos documentários anteriores da Brave New Films sobre o crédito de encerramento, os membros da equipe de produção tentam, sem sucesso, entrar em contato com os irmãos Koch para comentar o filme e as questões levantadas.




terça-feira, 11 de setembro de 2018

CARTA DE LULA AO POVO BRASILEIRO.



Meus amigos e minhas amigas,

Vocês já devem saber que os tribunais proibiram minha candidatura a presidente da República. Na verdade, proibiram o povo brasileiro de votar livremente para mudar a triste realidade do país.

Nunca aceitei a injustiça nem vou aceitar. Há mais de 40 anos ando junto com o povo, defendendo a igualdade e a transformação do Brasil num país melhor e mais justo. E foi andando pelo nosso país que vi de perto o sofrimento queimando na alma e a esperança brilhando de novo nos olhos da nossa gente. Vi a indignação com as coisas muito erradas que estão acontecendo e a vontade de melhorar de vida outra vez.



Foi para corrigir tantos erros e renovar a esperança no futuro que decidi ser candidato a presidente. E apesar das mentiras e da perseguição, o povo nos abraçou nas ruas e nos levou à liderança disparada em todas as pesquisas.


Há mais de cinco meses estou preso injustamente. Não cometi nenhum crime e fui condenado pela imprensa muito antes de ser julgado. Continuo desafiando os procuradores da Lava Jato, o juiz Sérgio Moro e o TRF-4 a apresentarem uma única prova contra mim, pois não se pode condenar ninguém por crimes que não praticou, por dinheiro que não desviou, por atos indeterminados.



Minha condenação é uma farsa judicial, uma vingança política, sempre usando medidas de exceção contra mim. Eles não querem prender e interditar apenas o cidadão Luiz Inácio Lula da Silva. Querem prender e interditar o projeto de Brasil que a maioria aprovou em quatro eleições consecutivas, e que só foi interrompido por um golpe contra uma presidenta legitimamente eleita, que não cometeu crime de responsabilidade, jogando o país no caos.



Vocês me conhecem e sabem que eu jamais desistiria de lutar. Perdi minha companheira Marisa, amargurada com tudo o que aconteceu a nossa família, mas não desisti, até em homenagem a sua memória. Enfrentei as acusações com base na lei e no direito. Denunciei as mentiras e os abusos de autoridade em todos os tribunais, inclusive no Comitê de Direitos Humanos da ONU, que reconheceu meu direito de ser candidato.



A comunidade jurídica, dentro e fora do país, indignou-se com as aberrações cometidas por Sergio Moro e pelo Tribunal de Porto Alegre. Lideranças de todo o mundo denunciaram o atentado à democracia em que meu processo se transformou. A imprensa internacional mostrou ao mundo o que a Globo tentou esconder.



E mesmo assim os tribunais brasileiros me negaram o direito que é garantido pela Constituição a qualquer cidadão, desde que não se chame Luiz Inácio Lula da Silva. Negaram a decisão da ONU, desrespeitando do Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos que o Brasil assinou soberanamente.



Por ação, omissão e protelação, o Judiciário brasileiro privou o país de um processo eleitoral com a presença de todas as forças políticas. Cassaram o direito do povo de votar livremente. Agora querem me proibir de falar ao povo e até de aparecer na televisão. Me censuram, como na época da ditadura.



Talvez nada disso tivesse acontecido se eu não liderasse todas as pesquisas de intenção de votos. Talvez eu não estivesse preso se aceitasse abrir mão da minha candidatura. Mas eu jamais trocaria a minha dignidade pela minha liberdade, pelo compromisso que tenho com o povo brasileiro.



Fui incluído artificialmente na Lei da Ficha Limpa para ser arbitrariamente arrancado da disputa eleitoral, mas não deixarei que façam disto pretexto para aprisionar o futuro do Brasil.



É diante dessas circunstâncias que tenho de tomar uma decisão, no prazo que foi imposto de forma arbitrária. Estou indicando ao PT e à Coligação “O Povo Feliz de Novo” a substituição da minha candidatura pela do companheiro Fernando Haddad, que até este momento desempenhou com extrema lealdade a posição de candidato a vice-presidente.



Fernando Haddad, ministro da Educação em meu governo, foi responsável por uma das mais importantes transformações em nosso país. Juntos, abrimos as portas da Universidade para quase 4 milhões de alunos de escolas públicas, negros, indígenas, filhos de trabalhadores que nunca tiveram antes esta oportunidade. Juntos criamos o Prouni, o novo Fies, as cotas, o Fundeb, o Enem, o Plano Nacional de Educação, o Pronatec e fizemos quatro vezes mais escolas técnicas do que fizeram antes em cem anos. Criamos o futuro.



Haddad é o coordenador do nosso Plano de Governo para tirar o país da crise, recebendo contribuições de milhares de pessoas e discutindo cada ponto comigo. Ele será meu representante nessa batalha para retomarmos o rumo do desenvolvimento e da justiça social.



Se querem calar nossa voz e derrotar nosso projeto para o País, estão muito enganados. Nós continuamos vivos, no coração e na memória do povo. E o nosso nome agora é Haddad.

Ao lado dele, como candidata a vice-presidente, teremos a companheira Manuela D’Ávila, confirmando nossa aliança histórica com o PCdoB, e que também conta com outras forças, como o PROS, setores do PSB, lideranças de outros partidos e, principalmente, com os movimentos sociais, trabalhadores da cidade e do campo, expoentes das forças democráticas e populares.


A nossa lealdade, minha, do Haddad e da Manuela, é com o povo em primeiro lugar. É com os sonhos de quem quer viver outra vez num país em que todos tenham comida na mesa, em que haja emprego, salário digno e proteção da lei para quem trabalha; em que as crianças tenham escola e os jovens tenham futuro; em que as famílias possam comprar o carro, a casa e continuar sonhando e realizando cada vez mais. Um país em que todos tenham oportunidades e ninguém tenha privilégios.


Eu sei que um dia a verdadeira Justiça será feita e será reconhecida minha inocência. E nesse dia eu estarei junto com o Haddad para fazer o governo do povo e da esperança. Nós todos estaremos lá, juntos, para fazer o Brasil feliz de novo.


Quero agradecer a solidariedade dos que me enviam mensagens e cartas, fazem orações e atos públicos pela minha liberdade, que protestam no mundo inteiro contra a perseguição e pela democracia, e especialmente aos que me acompanham diariamente na vigília em frente ao lugar onde estou.


Um homem pode ser injustamente preso, mas as suas ideias, não. Nenhum opressor pode ser maior que o povo. Por isso, nossas ideias vão chegar a todo mundo pela voz do povo, mais alta e mais forte que as mentiras da Globo.

Por isso, quero pedir, de coração, a todos que votariam em mim, que votem no companheiro Fernando Haddad para Presidente da República. E peço que votem nos nossos candidatos a governador, deputado e senador para construirmos um país mais democrático, com soberania, sem a privatização das empresas públicas, com mais justiça social, mais educação, cultura, ciência e tecnologia, com mais segurança, moradia e saúde, com mais emprego, salário digno e reforma agrária.

Nós já somos milhões de Lulas e, de hoje em diante, Fernando Haddad será Lula para milhões de brasileiros.

Até breve, meus amigos e minhas amigas. Até a vitória!

Um abraço do companheiro de sempre,

Luiz Inácio Lula da Silva

SAIBA O PORQUÊ DE TODOS OS NOSSOS PROBLEMAS - PORQUE QUEREM QUE JAMAIS VOCÊ SE APOSENTE E QUE GANHE POUCO E TRABALHE MUITO.

O Brasil não é uma pátria independente. Não! É e sempre foi uma colônia. Primeiramente uma colônia de Portugal, de onde eram extraídas todas as riquezas, como o OURO que tinha muito valor na época e posteriormente o Brasil passou a se tornar uma colônia da Inglaterra e isso ficou vigente até o século XVIII. Depois dessa fase o Brasil passa a se tornar uma colônia dos Estados unidos da América.

Existem aqueles que duvidam disso. Eu poderia fazer digressões históricas, explicar como as grandes potências do mundo trocaram a forma de explorar colônias da força para a escravização econômica, como o Bando Mundial e o FMI são agentes dessa escravização, aliados ao esforço dos Estados unidos em nos manter como escravos por meio da oferta generosa de empréstimos, visando a que nos tornemos eternos devedores, pois viver do pagamento de juros é a forma mais perversa de exploração, como os grupos externos compram políticos aqui no Brasil e agora Juízes e Procuradores da república além de militares para manter seu poder praticamente ditatorial, mostrar exemplos históricos de como se deu esse domínio, mas eu vou pular essa parte, embora possa voltar nela depois.

Vou mostrar na prática como se dá essa exploração, como se dá essa escravidão.

Você com certeza paga impostos, como eu pago e não é pouco. Qualquer trabalhador que ganhe mais do que 4 mil reais deve pagar no mínimo de 1/4 a 1/3 de tudo o que ganha de impostos diretos, sim porque existem os indiretos. Cada conta de energia, cada conta de água e esgoto, cada produto que você compra tem impostos embutidos. Para você ter uma idéia um automóvel zero kilometro paga entre 45 a 55% de impostos, portanto na média a metade do valor do automóvel é imposto. além do mais você paga a gasolina mais cara do mundo, o diesel mais caro do mundo, e vive em um país em que a carga tributária é uma das maiores do mundo, com a diferença de que nos países em que a carga tributária é tão elevada, os serviços disponíveis ao cidadão são de excelente qualidade e aqui são de praticamente nula qualidade.

Você paga muito imposto que deveria ser revertido em seu benefício. Afinal para quê se paga impostos? Certamente é para que esses impostos possam custear a máquina pública que constrói estradas, que viabiliza hospitais, escolas, universidades, serviços públicos, a máquina estatal, o governo, investe em infra estrutura, financia empresas por meio do BNDES etc...

Mas todos esses exemplos de aplicação de verba do governo são ineficientes basicamente por causa de um, apenas um gasto que o governo tem e que estrangula todos os outros gastos. Um gasto monumental, que trava o desenvolvimento do país, que te impossibilita de viver em um país digno, que faz com que os hospitais convertam-se em amontoados de pessoas desesperadas morrendo a míngua de medicamentos e assistência, que as escolas não deem educação aos nossos jovens condenando-os a terem uma baixa instrução e jamais possam competir com os jovens das classes médias que podem pagar ensino custoso para seus descendentes.

Esse gasto se chama JUROS. JUROS da dívida interna e externa. Veja abaixo o gráfico que mostra as despesas do governo.


Veja que esse gráfico que mostro acima é um gráfico ultrapassado, pois hoje a despesa com os juros já ultrapassa 50%. Veja abaixo.


A parte em vermelho representa os gastos com a amortização dos juros da nossa dívida interna e externa, e que até 2015 era de 47,4% de todo o orçamento da União.

Portanto é para isso que você paga impostos. Não é para que o país tenha saúde, educação, transportes, previdência, etc... É PARA QUE O PAÍS POSSA PAGAR JUROS. Você paga Juros de um empréstimo que não foi você quem contraiu, mas o governo em seu nome. Você foi o fiador, logicamente os agentes sempre levaram aquele qualquer por fora, mas quem tem que pagar é você e eu.

Essa é a formula moderna para escravizar um povo. Obriga-los a pagar juros, juros e mais juros.

Como o governo está se vendo estrangulado e não consegue a cada ano honrar o pagamento dos juros, ele quer meter a mão onde? Na PREVIDÊNCIA que é o maior gasto do governo depois dos juros, para poder inserir mais dinheiro ainda no pagamento dos JUROS.

Mas porque pagamos tantos JUROS? É simples. O Governo se endividou e além disso paga os juros mais elevados do planeta.

VEJA QUE O BRASIL COMPETE ENTRE AS MAIS ELEVADAS TAXAS DE JUROS DO MUNDO.
Portanto para que essa despesa diminuísse bastaria uma simples medida. BAIXAR A TAXA DE JUROS.

Se a taxa de JUROS hoje no Brasil é de 6,5% a 7%, vamos coloca-la em 0,5%. Veja que a zona do euro tem uma taxa de zero%. No Japão é -0,1%. Nos Estados Unidos é 1,75%.

Porque temos que ter uma taxa de juros de 7%?

A taxa de juros estrangula o desenvolvimento econômico na medida em que  se é elevada, inibe a tomada de empréstimos para expansão de empresas, indústria, novos projetos e desenvolvimento econômico.

Só quem ganha com a taxa de juros elevada são os credores e os bancos, porque quando você coloca seu dinheiro lá no banco, imediatamente eles convertem em títulos do governo e passam a ganhar juros em cima do seu dinheiro. O dinheiro fica disponível para ser emprestado a juros escorchantes, que são os juros que os empréstimos bancários cobram, mas se não conseguirem emprestar, já que quem toma empréstimos hoje com essa taxa de juros não bate bem da cabeça, eles no mínimo estão ganhando a taxa selic que é a taxa que o governo paga.

Portanto o imposto que você paga tem essa principal finalidade. Pagar os juros que os bancos ficam mamando no seu sangue. Educação, Saúde, segurança tudo isso é lixo, está um lixo, e agora eles irão transforma-lo em um escravo que jamais irá se aposentar para que o dinheiro que eles iriam lhe pagar seja destinado aos sangue-sugas da nação. Os JUROS.

Para isso criaram a PEC da morte. Congelaram os gastos com Saúde Educação e Segurança durante 20 anos, para poder aplicar tudo em pagamento dos Juros.
A REDUÇÃO DOS GASTOS COM MANUTENÇÃO DOS MUSEUS RESULTOU NA SUA DESTRUIÇÃO

ESTRANGULAMENTO DA ECONOMIA - O pagamento dos Juros ultrapassa todos os gastos governamentais. O Próximo alvo é a previdência.
Quem decide a taxa de juros?
Como o Banco Central decide a taxa Selic e como ela afeta seu bolso? - InfoMoney

O Copom foi criado em 20 de junho de 1996, com o objetivo de estabelecer as diretrizes da política monetária e de definir a taxa básica de juros [Nota 1]da economia. A criação do Comitê buscou proporcionar maior transparência e ritual adequado ao processo decisório, a exemplo do que já era adotado pelo Federal Open Market Committee (FOMC) do Federal Reserve System (Fed) dos Estados Unidos, e pelo Zentralbankrat, o conselho do Deutsche Bundesbank, que é o banco central alemão. Em junho de 1998, o Banco da Inglaterratambém instituiu o seu Monetary Policy Committee (MPC), assim como o Banco Central Europeu, desde a criação da moeda única, em janeiro de 1999. Atualmente, uma vasta gama de autoridades monetárias em todo o mundo adota prática semelhante.[5]



Desde 1996, o Regulamento do Copom sofreu uma série de alterações no que se refere ao seu objetivo, à periodicidade das reuniões, à composição, e às atribuições e competências de seus integrantes. Essas alterações visaram não apenas aperfeiçoar o processo decisório no âmbito do Comitê, como também refletiram as mudanças de regime monetário.[4]

A partir da adoção, pelo Decreto n° 3.088, em 21 de junho de 1999, da sistemática de "metas para a inflação" como diretriz de política monetária, [6]as decisões do Copom passaram a ter como objetivo cumprir as metas para a inflação definidas pelo Conselho Monetário Nacional. Segundo o mesmo decreto, se as metas não forem atingidas, cabe ao presidente do Banco Central divulgar, em Carta Aberta ao Ministro da Fazenda, os motivos do descumprimento, bem como as providências a serem adotadas e o prazo para o retorno da taxa de inflação aos limites estabelecidos.
______________________________________________
O COPOM vem se comportando nos últimos anos como um braço dos interesses dos bancos porque seus integrantes costumam estar vinculados às organizações bancárias do país, a começar pelo Diretor do Banco Central que é vinculado ao ITAU, um banco notoriamente conhecido no mundo. Obviamente eles não defendem os interesses do país. eles defendem os interesses dos Bancos.


A crença de que baixando a taxa de juros, aumenta a inflação é uma crença a nosso ver equivocada, e é exatamente o contrário. Quando a taxa de juros está baixa, ocorre na economia um desenvolvimento pois com taxas de juros mais baixas mais empréstimos são tomados e mais desenvolvimento é gerado. Com o aumento do desenvolvimento começa a ocorrer uma coisa chamada concorrência que é o que acontece quando existem várias empresas atuando no mesmo segmento e isso leva a que os preços caiam ao patamar mais baixo possível. Quando a taxa de juros é elevada, as empresas menores, as que não tem uma infraestrutura suficiente para suportar o declínio da demanda, sucumbem e entram em falência e sobram apenas as grandes empresas dos segmentos, que podem mais confortavelmente ditar seus preços. Os preços tendem a aumentar e a inflação também.

Como solucionar tudo isso? Primeiramente reduzindo a taxa de juros. Mas você acha que esse esquema neoliberal vai fazer isso? Por certo que não. O que ele mais quer é te roubar o INSS para pagar os juros. Então vamos votar no PT. Vote 13 de cima a baixo. 13 13 13 13 13.