http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

SOMOS TODOS CHAPECOENSES

domingo, 8 de junho de 2014

COLÁGENO COMO CO-ADJUVANTE NO TRATAMENTO DO ANTI-ENVELHECIMENTO E DAS DOENÇAS DEGENERATIVAS DAS ARTICULAÇÕES.

COLÁGENO 

Colágeno e Gelatina


O colágeno e a gelatina são indicados como coadjuvantes em dietas de emagrecimento para prevenir a flacidez e o surgimento de estrias. 

Eles colaboram também para a formação correta das fibras colágenas da pele e dos tecidos adjacentes, sendo benéficos contra a celulite. Eles também ajudam a fortalecer as unhas e melhoram o aspecto do cabelo.

O colágeno é a proteína mais abundante no organismo, constituindo cerca de 30% das proteínas do nosso corpo e 6% do nosso peso total. É a proteína que compõe os tecidos de sustentação, como pele, ossos, tendões e cartilagens.

Benefícios do colágeno em pó


Por que essa substância tem tanto poder? 

É um tipo de proteína – aliás, 30% da proteína do nosso corpo é colágeno – que tem como funções principais formar as fibras que dão sustentação à pele. O colágeno é naturalmente produzido pelo nosso organismo, mas estudos mostram que, a partir dos 30 anos, o corpo sofre uma perda anual dessa proteína em torno de 1%. “Dos 50 anos em diante, a queda aumenta drasticamente”, diz Jocelém Salgado, pesquisadora e professora de nutrição humana da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq/USP). A produção passa a ser de apenas 35%, em média (socorro!).

Por isso, alguns nutricionistas, dermatologistas e médicos ortomoleculares consideram o consumo do suplemento importante a partir dos 30 anos e essencial depois dos 50. Extraído do osso e da cartilagem do boi, o colágeno passa pelo processo de hidrólise (quebra das moléculas de proteína) para ser absorvido facilmente pelo organismo.

LETÍCIA SPILLER

Sabrina Sato e Letícia Spiller aderiram ao colágeno em pó faz tempo, Claudia Ohana acaba de virar fã. O suplemento entrou no cardápio das atrizes que querem manter o corpo firme e o rosto jovem por mais tempo. E tudo indica que está dando supercerto. Você também pode fazer o mesmo para adiar as ruguinhas. O colágeno é barato, prático (basta dissolver o pó na água), facilmente encontrado no mercado e sem contraindicação.


 O colágeno é uma importante proteína produzida pelo organismo desde o nascimento, mas que vai diminuindo a partir dos 30 anos, o que pode deixar a pele flácida e as cartilagens das articulações desgastadas.

SABRINA SATTO
Como primeira medida de prevenção, é importante ter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos, principalmente musculação, que ajudam a minimizar os impactos do envelhecimento.
Porém, em alguns casos, as pessoas recorrem aos suplementos nutricionais e vitamínicos que têm aminoácidos que estimulam a produção de colágeno, tanto na pele como nas articulações. Existem também cápsulas que trazem outros benefícios para a pele e também para cabelos e unhas. 

Apesar de não ter contraindicação, é importante que esses compostos só sejam usados com orientação médica já que o excesso de uso pode trazer danos à saúde, principalmente no caso de mulheres gestantes ou em fase de amamentação.


Coisas que se pode fazer para envelhecer mais devagar.

  • Dormir bem, (Pelo menos 6 horas diárias em sono profundo)
  • comer bem com muitas verduras e legumes, 
  • beber bastante água e água de boa qualidade, com ph acima de 7,5, 
  • fazer exercícios (Não precisa ser exagerado) (Caminhadas são os melhores exercícios principalmente para obesos e idosos), 
  • evitar stresse, e pensamentos de raiva, ciume, medo, desânimo, inveja. Cultivar sentimentos de amor, de solidariedade e ajuda aos necessitados. Evitar noticiários onde aparecem cenas de crimes e estimulam sentimentos de vingança. Evitar conversas que girem em torno de autopiedade e comentários sobre a vida alheia. Procurar tecer comentários sempre de elogio, força, coragem, estímulo, pra si e para os outros.
  • fazer uso de um complemento vitamínico e 
  • após os 30 anos e principalmente após os 50 anos, usar colágeno.
  • Tomar sol diáriamente mas nunca em excesso. (O sol sintetiza a vitamina D3 que é o maior estimulante da defesa orgânica)
  • Controlar o peso procurando alimentar-se com bastante legumes, verduras e frutas, evitando carnes vermelhas e de frango (A não ser frango caipira (Criado sem hormônios para engorda e abate precoce.)) Dê preferência no caso de carnes a carnes de peixes, principalmente salmão e sardinha.
  • Cuidar da sua parte espiritual. O ser humano não é só corpo, mas corpo e alma e tudo o que afeta a alma, afeta também o corpo. Não importa a religião ou a falta dela. O mais importante é conversar com o criador e nutrir sentimentos sadios de paz, amor e felicidade para consigo e com todas as criaturas.


Pode-se também utilizar reposição hormonal bioidêntica.


"Na realidade, quando um endocrinologista prescreve tiroxina (hormônio tiroidiano), estradiol e progesterona natural (hormônios ovarianos), testosterona (hormônio masculino),hormônio do crescimento e outros, está receitando hormônios bioidênticos, no sentido de que são hormônios cuja fórmula molecular é igual à dos produzidos pelo corpo humano".

De acordo com a Dra. Ruth Clapauch*, o uso dos bioidênticos pode ser apropriado, porém devem ser utilizados com cautela. "Eles são importantes para controlar os níveis hormonais no organismo, repondo o que falta no nosso corpo, mas somente um endocrinologista estará apto para receitá-los de maneira correta, na dose ideal, evitando complicações futuras", afirma.



O médico anti-aging americano Paul Ling Tai (FOTO) fala um pouco sobre hormônios bioidênticos, cuja manipulação idêntica aos hormônios produzidos pelo nosso organismo rendeu ao cientista Louis Ignarro o Prêmio Nobel de Medicina, de 1998.



1 - São hormônios, como o próprio nome diz, idênticos aos hormônios que a natureza produz em nosso corpo. São substâncias que possuem exatamente a mesma estrutura química e molecular encontrada nos hormônios naturalmente produzidos no corpo humano. O termo “bioidêntico” é utilizado para preparações que contêm hormônios, tais quais: estradiol, estrona, estriol, dehidroepiandrosterona, pregnenolona, progesterona, testosterona, melatonina, tiroxina, triiodotireonina e o hormônio do crescimento humano recombinante. Não são cópias são idênticos, por isso não produzem efeitos colaterais
2 – Por serem idênticos aos produzidos pelo nosso organismo, os receptores do nosso corpo captam 100% os hormônios bioidênticos. O que não acontece com os hormônios sintéticos.
3 - Assim como acontece com os hormônios que nosso próprio organismo produz, os hormônios bioidênticos se renovam naturalmente a cada 24h, no nosso organismo. Não fica paralisado no nosso corpo. Os hormônios sintéticos permanecem até 180 dias no nosso organismo. Já pensou algo que você come ficar até 180 dias dentro do seu corpo? Vira toxina, claro!
4 - Nosso corpo é programado para funcionar plenamente até os 30 anos, após isso começam as quedas (pausas) hormonais. O bioidênticos vêm para corrigir essas pausas, amenizam os efeitos da velhice, a pessoa fica com mais energia, corrigindo rugas de dentro para fora, recupera a beleza e o viço da pela, próprios de pessoas jovens, dá equilíbrio emocional, pois os hormônios estão todos equilibrados (lembra da fase da TPM?).

O QUE É COLAGENO

Para entender o que é o colágeno, apalpe as suas orelhas ou a pontinha do nariz e note o quão maleáveis e, ao mesmo tempo, resistentes eles são. "A função dessa proteína de origem animal é dar firmeza à pele, às cartilagens e, em geral, às estruturas do nosso corpo que não precisam da sustentação dos ossos, mas, sim, de um suporte", esclarece o médico da Associação Brasileira de Nutrologia, Carlos Alberto Nogueira de Almeida.

O nutrólogo explica que a ingestão de determinadas fontes para a produção de colágeno, caso das carnes, são válidas até certo ponto. Segundo ele, o processo pode ser comparado ao de uma fábrica: cada pedacinho dessa matéria-prima ingerida à mesa é degradado no processo digestivo para então formar os aminoácidos, uma fração mais sintetizada da proteína. "Nessa indústria, eles seriam os tijolinhos que formam a estrutura da qual precisamos naquele momento", explica a nutricionista do Hospital São Camilo, Marisa Resende Coutinho.

Para esclarecer, as carnes consumidas estimulam a produção de colágeno, mas não cumprem necessariamente o papel de formá-lo. Se o corpo não precisa dessa proteína, os aminoácidos se encarregam de resolver outro problema com o que foi absorvido. "O leigo acha que tudo o que comemos fica daquele jeito depois de ingerido. Leite, ovos e até suplementos de colágeno são recebidos da mesma forma. O fígado recombina isso para o que precisar", completa Nogueira de Almeida.

A rigor, a carência de colágeno pode ocorrer em doenças muito graves. Apesar disso, fatores comuns, como a ausência de carnes no prato, podem ser limitantes na produção dessa proteína. "É o caso de vegetarianos que não fazem boas combinações, como macarrão e lentilha, arroz e feijão", alerta Nogueira de Almeida.

Vale lembrar que, a partir dos 30 anos de idade, há uma queda gradual no processo de produção de colágeno. "Ele vai sendo substituído por outro tecido, menos elástico e mais fibroso. Daí, percebemos a flacidez, as rugas, a perda dos cabelos e as unhas fracas", detalha Marisa. Ainda segundo a nutricionista, os radicais livres que o organismo luta para combater durante os períodos de estresse também prejudicam o funcionamento desta indústria.

As articulações também podem sofrer as consequências da falta de colágeno, como aponta Nadia Brito, nutricionista do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas. "A cartilagem articular, presente entre as nossas articulações, também pode apresentar problemas em seu funcionamento", indica.

No caso dos suplementos, o ideal é que a versão em pó seja utilizada, já que as cápsulas não comportam a quantidade de colágeno recomendada por dia, isto é, 10 gramas. "A indicação deve ser feita por um profissional habilitado, de acordo com a necessidade da pessoa assistida", orienta Nadia. Quanto à famosa referência à gelatina, Nogueira de Almeida revela: "ela possui cerca de 1% de proteína, que, no caso, é o colágeno. Essa quantidade é muito baixa e está longe de ser a melhor opção".

Alimentos que recomendamos para suprimento de colágeno no organismo.

1. Peixes
2. Queijo minas
3. Frango (CAIPIRA)(Nunca o convencional)
4. Ovos
5. Queijo cottage

PORQUE SOU CONTRA A CARNE DO FRANGO


Prezado internauta, quando você ouvir falar que a carne de frango mexe em nosso organismo negativamente, acredite, é verdade.


Não é necessário raciocinar muito para comprovar a tese de que a carne de frango nos faz mal. Pois um frango de granja com 45 dias já pesa pelo menos dois kilos, imagina você quanta porcaria eles injetam no frango para que ele cresça tão aceleradamente!


Não é preciso nem pesquisa para saber de fato que algo está errado com a carne de frango, sejamos racionais!
É possível que tenhamos carne de frango sadia para comer mas a pressa que os granjeiros têm de ver o frango crescer para poder vendê-lo não permite.
Há pouco tempo o presidente de um país latino americano disse que comer carne de frango torna os homens femininos devido aos hormônios injetados nos animais. Onde há fumaça há fogo, só agora percebo isso. meu conselho a você é: NÃO COMA CARNE DE FRANGO!

Talvez você pergunte "por que eu como carne de frango e não tenho nenhum problema de saúde?". Bom, também respondo a você meu anjo, é que a consequencia de nossa alimentação vem com o tempo, às vezes demora aparecer, e descobrir a causa, mais ainda!

Todo aquele hormônio injetado na alimentação e na própria carne de frango onde você acha que vai parar? Em nosso organismo é claro!


Morei alguns anos no interior, minha avó sempre criou galinhas, sei muito bem a diferença de textura e fibrosidade entre um frango bombado e um frango comedor de minhocas e milho quirela.
Alêm do mais era preciso no minimo 3 meses para o frango ter o tamanho ideal para abate.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.