http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

terça-feira, 1 de junho de 2010

VOCÊ SABE O QUE É AMOR?







Amor de mãe é algo muito próximo do verdadeiro amor, e é o que mais se aproxima do amor de Deus, porque a mãe ama sem exigir nada em troca. Se o filho não é bom, ou é feio, nem assim sua mãe deixa de ama-lo.


Obviamente estou falando das mães no sentido mais amplo da palavra, pois ser mãe não é apenas dar a luz.


Entre conjuges pode existir amor, mas não é o que sempre ocorre. O casamento é um contrato de obrigações recíprocas, e é na verdade um jogo entre o amor próprio e o amor ao outro. Entra ai a carência, o desejo, a atração animal, física, as dependências, o sentimento de posse. O amor nesse caso amadurece com o tempo ou azeda de vez.


As pessoas em geral preocupam-se em encontrar o parceiro ideal. Será uma ilusão pois esse não existe. Todo parceiro sempre terá defeitos e será preciso aprender a ama-lo com seus defeitos, o que nem sempre é fácil. Será sempre um jogo entre o amor ao outro e o amor a si próprio. Se o amor a si próprio chegar ao ponto de se tornar inconciliavel com o amor ao outro, por certo deverá haver a ruptura, a menos que um dos parceiros se imole pelo amor ao outro. É um erro, porque não devemos amar aos outros mais do que a nós próprios. O mandamento de Jesus é amar ao outro como a si próprio, ou seja da mesma forma.


As pessoas tem que ter em mente que ao dizer sim perante o altar, comprometem-se em amar e proteger a outra criatura frente a todas as vicissitudes da vida. Por isso não vale deixar de amar se a outra ficar feia ou gorda ou velha ou leprosa. será nesse momento que se irá por a prova realmente o amor, e é ai que o amor irá crescer e adquirir outra dimensão.


Da mesma forma o homem ao ficar velho, careca, desdentado, roncar e fazer "pum", terá de ter de sua companheira a compreensão e o verdadeiro amor. Ela não pode ver o galã da TV, sonhar com ele e olhar com olhar de indignação para o seu velho marido que ronca no sofá.


Temos que aprender a amar as pessoas que dormem ao nosso lado, pois se nem disso somos capazes, como poderemos amar as outras pessoas, como disse Jesus?


O problema das criaturas é que buscam a perfeição no outro e esquecem de buscar a perfeição em si próprias, porque sempre recebemos o que semeamos.


Se semearmos o amor a bondade e a harmonia, colheremos em contrapartida exatamente o que semeamos, então em vez de perguntarmos, onde encontrar um parceiro ideal? devemos perguntar se somos um parceiro ideal. 


Veremos que não é fácil para nós, e se não é fácil para nós na mesma proporção teremos dificuldade de encontrar alguém perfeito.


Para o amor não há formulas pré concebidas. Devemos dar ouvidos sempre ao coração, buscando a perfeição em nós próprios.


O Profeta Khalil Gibran fala o seguinte do AMOR.


Quando o amor vos chamar segui-o,
Embora seus caminhos sejam agrestes e escarpados;
E quando ele vos envolver com suas asas, cedei-lhe,
Embora a espada oculta na sua plumagem possa ferir-vos;
E quando ele vos falar, acreditai nele, 
Embora sua voz possa despedaçar vossos sonhos como o vento devasta o jardim.
Pois da mesma forma que o amor vos coroa, assim ele vos crucifica. E da mesma forma que contribui para o vosso crescimento, trabalha para a vossa poda.
E da mesma forma que alcança vossa altura e acaricia vossos ramos mais tenros que se embalam ao sol,
Assim também desce até as vossas raízes e as sacode no seu apego à terra.
Como feixes de trigo, ele vos aperta junto ao seu coração.
Ele vos debulha para expor vossa nudez.
Ele vos peneira para libertar-vos das palhas.
Ele vos moi até a extrema brancura.
Ele vos amassa até que vos torneis maleáveis.
Então ele vos leva ao fogo sagrado e vos transforma no pão  místico do banquete divino.
Todas essas coisas, o amor operará em vós para que conheçais os segredos dos vossos corações e, com esse conhecimento, vos convertais no pão místico do banquete divino.


Todavia, se no vosso temor, procurardes somente a paz do amor e o gozo do amor,
Então seria melhor para vós que cobrísseis vossa nudez e abandonásseis a eira do amor,
Para entrar num mundo sem estações, onde rireis, mas não todos os vossos risos, e chorareis, mas não todas as vossas lágrimas.


O amor nada dá senão de si próprio e nada recebe senão de si próprio.
O amor não possui e nem se deixa possuir.
Pois o amor basta-se a si mesmo.


Quando um de vós ama, que não diga: "Deus está no meu coração", mas que diga antes: "Eu estou no coração de Deus".


E não imagineis que possais dirigir o curso do amor pois o amor se vos achar dignos, determinará ele próprio o vosso curso.
O amor não tem outro desejo senão o de atingir a sua plenitude.
Se, contudo, amardes e precisardes ter desejos, sejam esses os vossos desejos:
De vos diluirdes no amor e serdes como um riacho que canta sua melodia para a noite;
De conhecerdes a dor de sentir ternura demasiada;
De ficardes feridos por vossa própria compreensão do amor
E de sangrardes de boa vontade e com alegria;
De acordardes na aurora com o coração alado e agradecerdes por um novo dia de amor;
De descansardes ao meio dia e meditardes sobre o êxtase do amor;
De voltardes para casa à noite com gratidão;
E de adormecerdes com uma prece no coração para o bem-amado, e nos lábios uma canção de bem aventurança.







4 comentários:

  1. salmo 91:10
    cria em mim ó deus um coração puro e espirito reto... ASS:daniel DOGLAS RAMON...DA IGREJA DE JESUS CRISTO DOS SANTOS DOS UTIMOS DIAS NATAL RN...

    ResponderExcluir

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.

SOMOS TODOS CHAPECOENSES