http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

HOUVE ESTUPRO OU NÃO? BBB NA BERLINDA.

Parece que dessa vez o tiro saiu pela culatra. O Diretor do programa Big Brother Brasil o chamado "BONINHO", tem sempre procurado incentivar cenas quentes no programa para com isso incrementar o Ibope do programa, já que uma parcela grande da população fica torcendo para que o programa se transforme em um bacanal a céu  aberto, ou a "câmeras abertas". 

Para que essas cenas quentes aconteçam, há uma grande oferta de bebidas alcoólicas para que as pessoas percam o controle e a coisa descambe em inumeráveis festas regadas a muita música e bebedeira. 

Outrossim o programa procura selecionar pessoas de comportamento tendente a esse perfil esperado. Liberados Homossexuais masculinos e femininos, e toda sorte de espécimes da fauna GLS e do desequilíbrio da sociedade. Dragqueens, Transformistas.. etc. 

Não podia dar outra. No ultimo domingo dia 15 depois de mais uma festa o Casal Daniel e Monique, que já vinham se relacionando de forma libidinosa no programa, protagonizaram uma cena que muitos interpretam como estupro, pois com Monique inconsciente devido a bebida, Daniel parece ter se aproveitado da mesma para lograr a prática do ato sexual.

Ela não se lembra de ter feito sexo e ele alega não ter feito sexo. O fato é que o mesmo foi despedido sumariamente, e a coisa devido a publicidade negativa do assunto, bate na porta da delegacia, que poderá abrir inquérito policial se for o caso, ou seja se Monique quiser apresentar queixa de estupro.

Na nossa modesta opinião tal fato não pode ser caracterizado como estupro, porque se ela não quisesse ser molestada sexualmente, não iria se deitar com Daniel o acusado. Se deitou-se e incentivou o ato entre si, o rapaz também sob efeito de bebida alcoólica não pode ser responsabilizado pelo feito.

Quanto à questão da polêmica de racismo. Não é verdade. O comportamento do rapaz é um comportamento reprovável a meu modesto parecer. Ele não mostra um comportamento elogiável, decente, socialmente aceito. Antes tem trejeitos e maneirismos que não são muito bem vistos pela sociedade. então não é racismo. É conduta anti social.







5 comentários:

  1. Houve sim!
    Ee é repetido há 12 anos!!!!
    A consciência da sociedade brasileira vem sendo estuprada há muitas décadas, mas no começo eram sevícias leves... Agora é sexo hardcore!!!
    O país para por causa do carnaval, e até o carnaval está perdendo espaço pra este programa idiotizante. A cúpula do poder adora, incentiva e fica muito feliz!!!
    Assim podem rapinar o país tranquilamente...
    Brasil, rumo a haitinização!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Olivares Rocha
      Concordo em gênero e Grau com sua opinião. O programa procura colocar lá pessoas em geral desajustadas. A maioria carrega Tatuagens, Piercings, e tem comportamento social familiar indesejado. Essas pessoas influenciam a sociedade e a juventude passando mensagens de um comportamento LIBERAL no sentido NEGATIVO. Isso tudo faz parte de um PLANO. É o plano do imperialismo Americano, que dominando os meios de comunicação, procura influenciar as sociedades para que se desestruturem. Atingindo a família, atingem a fundação da sociedade, abalando suas estruturas. Uma sociedade desagregada, familiarmente desestruturada terá mais dificuldade de transpor os pilares da sua emancipação, o que definitivamente o imperialismo Americano não deseja.

      Excluir
  2. acho uma vergonha esse programa mais eles querem e ganhar ibope so isso incrivel e que ela fala que fez por livre espontania vontade. beijos

    ResponderExcluir
  3. Ela foi chantageada pelo programa. A chantagem foi a seguinte: Ou coloca "panos quentes" no episódio ou SAI DO PROGRAMA, pois ai teria que deixar a casa para fazer depoimentos na polícia etc... ISSO É UM CRIME.
    A pergunta é: Porque o rapaz saiu já que "NÃO FEZ NADA"? Discriminação? Nesse caso ele teria direito a um processo, mas se ele não pode processar a GLOBO por força do contrato, a sociedade por meio de ONGs apropriadas poderia faze-lo. Por outro lado, se um crime estava sendo cometido porque a GLOBO não impediu?

    ResponderExcluir

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.

SOMOS TODOS CHAPECOENSES