http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

SER VEGANO É SAÚDE - BELEZA E AMOR AOS ANIMAIS E A NATUREZA.

Na matéria anterior em que destacamos a carne como alimento nocivo à saúde, reservamos amplos espaços ao movimento VEGANO, mas esse assunto é tão importante que resolvemos fazer uma matéria destacando esse assunto, portanto tudo o que está aqui está também na matéria anterior, com a ressalva de que aqui o foco é o movimento VEGANO.


CAMISETA DO MOVIMENTO VEGANO

OUÇA ABAIXO O DEPOIMENTO DE UM CONSUMIDOR DE CARNE QUE SE TORNOU UM VEGANO.



Há no momento um movimento mundial que busca contrabalançar a destruição do planeta e o sofrimento dos animais. Trata-se do movimento VEGANO. São pessoas que são terminantemente contra o consumo de produtos que resultam da exploração dos animais. Portanto não usam e nem consomem nada que provenha de animais. Carnes, ovos, mel, queijo, e até o couro são produtos proibidos para os VEGANOS como são chamados aqui no Brasil. Figuras famosas estão entre os Veganos, como o ator BRAD PITT.




Ser vegetariano tem sido um estilo de vida para saúde em Hollywood de longa data como escolha. Mas para muitas celebridades, ser vegetariano só apenas, não é suficiente. Estrelas comoBrad Pitt, Jessica Chastain e Jenny McCarthy tem aumentado a aposta e feito a promessa de ser completos vegans.  

Então, o que exatamente é a diferença?


Embora ambos os grupos não comam carne, peixe ou frango, vegans dão um passo a mais e eliminam todos os produtos de origem animal de suas dietas. Isto significa dizer sayonara a coisas como queijo, ovos, iogurte e leite. Quando Russell Brand fez a mudança, ele twittou, "Eu agora sou vegan, ovos adeus, Olá Ellen".


Ellen DeGeneres e Portia de Rossi realmente reformularam seus hábitos alimentares quando decidiram ser vegan, assim como algumas celebridades Dax Shepard  e Kristen Bell .
Acha que está pronto para fazer a troca? Como Olivia Wilde disse Corajosamente , realmente, se comprometer com o estilo de vida vegano é coisa difícil. Ela envolve muito mais do que apenas a abstenção de refeições de carne e troca de produtos lácteos. Vegans geralmente não vão usar  lã, seda, ou qualquer outro produto que tenha sido feito a partir de um animal.

Quais são seus pensamentos sobre como viver essa vida? Poderia se comprometer com isso? Som desligado nos comentários!



Veganismo é vida saudável 
O veganismo é, acima de tudo, uma escolha por uma vida saudável, não apenas do ponto de vista de saúde, mas também social e moralmente. É saudável para quem pratica, é saudável para o meio ambiente que é poupado do peso da produção de alimentos de origem animal e, obviamente, é saudável para os animais que são criados e mortos para alimentar pessoas.


Dieta Saudável
Os benefícios de uma dieta vegano continuam a ser revelados a cada dia em estudos científicos e em experiências individuais.


Uma dieta isenta de produtos de origem animal é isenta de colesterol, baixa em gordura (especialmente gordura saturada) e rica em fibras, vitaminas e minerais. Isto significa uma enorme diminuição no risco de doenças como arteriosclerose, infarto, derrame, diabetes, câncer, constipação, entre outras. Além disto, por eliminar alimentos altamente contaminados por antibióticos, hormônios, pesticidas, além de alimentos alergênicos como o leite, este estilo alimentar também evita o surgimento de diversos tipos de alergias e intolerâncias. A dieta vegano também é geralmente baixa em calorias, o que significa um melhor controle de peso e a distância dos desconfortos causados pela obesidade.


Veganismo e Violência

Há muitos motivos para se adotar um estilo de vida vegano e também são muitas as formas em que o veganismo é expresso, mas o veganismo pode ser sempre definido da seguinte maneira: um estilo de vida que evita toda forma de exploração e violência, sejam estas contra animais, humanos ou o planeta no qual vivemos.


Poucos são aqueles que se iniciam no veganismo por uma questão meramente de saúde, apesar deste ser um aspecto importante deste estilo de vida e um dos melhores argumentos em seu favor.


O aspecto ambiental atrai a atenção de muitos que entram em contato com o veganismo pela primeira vez, recebendo a aprovação mesmo daqueles que se recusam a adotá-lo. O fato de mais alimentos vegetais poderem ser produzidos no mesmo espaço e com a utilização de menos recursos quando comparados com a produção de alimentos de origem animal é, dos argumentos em favor do veganismo, certamente o mais lógico e irrefutável.


No entanto, o maior número de pessoas que abraçam o veganismo é composto por aquelas que se sentem tocadas ao saberem que sua alimentação até então era dependente do sofrimento de animais inocentes, mortos para satisfazer uma necessidade que elas agora sabem não ser essencial. O despertar pode vir no contato com o bezerro no sítio do amigo, ao saber que em muitos países asiáticos os cachorros são considerados uma iguaria e então perceber que seu animal de estimação poderia ser o jantar de alguém, ou na descoberta tardia de que seu pintinho de estimação na infância -aquele que crescera demais para continuar morando em casa e sua mãe disse ter mandado para a chácara do tio- houvera, em realidade, tido seu fim naquele almoço de domingo (do qual você também participou). Uma visita ao matadouro também costuma dar um empurrãozinho para cair a ficha.


Enfim, a descoberta da realidade sempre traz consciência e a consciência sempre traz moralidade. Imagine a confusão de valores pela qual passa uma criança que tem que aprender que o boi, o porco, a galinha, tão dóceis e amáveis, são os heróis de seus filmes favoritos e, ao mesmo tempo, são também o seu jantar. "Como assim? Amigo e jantar ao mesmo tempo?" A criança pode não buscar descobrir, em um primeiro momento, como o seu herói ou amigo foi parar no prato de jantar. Talvez ela busque em sua fantasia uma forma "amigável" de se tornar jantar. Talvez eles sejam tão amigos e amáveis que eles voluntariamente sacrificam-se para alimentar seu amigo humano. Um verdadeiro ato de heroísmo! Mas eles logo buscam a verdade, quanto mais perto da realidade, mais perto da consciência.


A criança pode lidar com uma explicação fantasiosa de como uma parte de um boi foi parar em seu prato, mas a realidade nua e crua de um matadouro não deixa espaço para fantasias. É consciência instantânea: comer um animal após ter visto um matadouro está imediatamente fora de questão. É natural perceber que algo est'aerrado. Faça um experimento simples: coloque uma maçã e um coelho no quarto da criança e deixe-a a sós com eles. Entre após alguns minutos e veja quem vai ser comido e quem vai ganhar um nome e um penteado novo.


Situações como estas que confundem um personagem de história infantil com um alimento congelado, heroísmo com sofrimento, docilidade com violência, acabam por distorcer valores em formação pela criança.


Diversos estudos já demonstraram a relação entre violência animal e violência humana. Aqui está um bom exemplo: serial killers têm, em 90% dos casos, história de maus tratos com animais na infância. O desprezo pela vida de um animal acarreta na perda pela santidade da vida humana. Crianças aprendem valores de compaixão e respeito através da relação que elas têm com os animais. Compaixão pelos animais, compaixão pela humanidade. Se animais podem ser mortos para satisfazer uma necessidade, então qualquer forma de vida pode também.


É claro que isto não se manifesta largamente na sociedade, pois existem regras sociais e de comportamento às quais aprendemos a obedecer. Obviamente, não são todos que cresceram comendo carne que se sentem à vontade para matar pessoas ou que se envolvem em atos de violência, grupos sectários, atividades que exploram trabalho escravo ou infantil e tantas outras formas de violência presentes ao nosso redor. No entanto, a mensagem para a criança que está formando estas regras pelo contato com o ambiente é uma de menosprezo à vida, de descaso ao sagrado. O impacto que isto tem na relação entre famílias, ideologias, sociedades, países, religiões, é imensurável.


Imagine um mundo livre de violência contra animais e você verá um mundo livre de violência contra humanos!


Dr. George Guimarães
Nutricionista
e-mail: dr.george@guiavegano.com



Já existe uma rede de restaurantes VEGANOS no Brasil e principalmente em São Paulo onde o movimento toma corpo.

Veganismo é uma filosofia de vida motivada por convicções éticas com base nos direitos animais, que procura evitar exploração ou abuso dos mesmos, através do boicote a atividades e produtos considerados especistas.

O número de veganos está crescendo. Em 1997, três porcento nos Estados Unidos anunciaram não ter usado nenhum produto de origem animal nos últimos dois anos. Em 2007, dois porcento do Reino Unido se declararam como veganos. O número de restaurantes veganos está crescendo, de acordo com o Oxford Companion to American Food and Drink (2007). Tem sido mostrado que pessoas em dietas que incluem comidas de origem animal tem mais probabilidades de terem Doenças degenerativas, incluindo doenças do coração. A Associação Dietética Americana (The American Dietetic Association) e os Nutricionistas do Canadá (Dietitians of Canada) consideram a dieta vegetariana como apropriada para todos os estágios do ciclo de vida, embora eles ainda alertam que uma dieta vegana mal planejada pode ser deficiente em vitamina B12ferrovitamina Dcálcio,iodo, e ácidos graxos ômega 3
ALIMENTOS VEGANOS QUE PODEM SER OBTIDOS PELA INTERNET NO ENDEREÇO
http://gato-negro.org/loja/
De entre o arsenal dos VEGANOS, há os livros que ensinam todos os passos para ser um VEGANO.
PRIMEIROS PASSOS PARA O VEGANISMO.


 11 livretos para divulgação entre amigas/os, familiares, pessoas em transição para o veganismo e organizações.

Ajude a divulgar os direitos animais e o veganismo revendendo ou presenteando.

"Primeiros Passos para o Veganismo: um guia para futuros/as vegans e um pouco sobre direitos animais".
Impresso em papel reciclado.

14 páginas.



Conteúdo:
- Direitos animais e escravidão;
- Veganismo;
- Testes em animais;
- Fazendo a mudança;
- Receitas;
- Mas e a saúde?;
- Uma palavrinha sobre ecologia;
- Perguntas frequentes;
- Saiba mais.




RESTAURANTES VEGANOS


Bahia
    • Rango Vegan
      Delivery de salgados e almoços.
      Rua do Passo, 40 - Pelourinho - tel: (71) 3488-2756



    Brasília
        • Café Corbucci
          Lanchonete vegana, de 3ª a domingo, das 17 às 23h.
          SCLN 203 - Bloco D - Loja 53. Tel: (61) 3201-1316
        • Cozinha da Bruxa
          Delivery de bolos, cupcakes, tortas, docinhos, bombons, salgados por encomenda, pão de "que", hamburgers, coxinhas, pastas, quibes e pizzas.
          Tel: (61) 8155-9065.
        • Mariá doces e salgados especiais 
          Encomenda de doces e salgados.
           
          Tels: (61) 3522-1865. Email: 
          mariasalgadosespeciais@gmail.com


          Ceará
          • Veg Gourmet
            Delivery de almoço.
            Tel: (85) 3212-0282 / 8535-9405



           Espírito Santo
          • Cio da Terra
            Restaurante - almoço à la carte vegano, de 2ª a sábado.
            Rua Maria Eleonora Pereira, 940 - Jd. da Penha - tel: (27) 3314-1124
          • Sol da Terra
            Restaurante - almoço, de 2ª a sábado.
            Rua Barão de Monjardim, 171 - Centro  - tel: (27) 3223-1205



           Goiás
          • Loving Hut
            Restaurante - almoço, de 2ª a 6ª feira.
            Rua C-238, Qd. 554, Lt.11 – Jardim América - tel: (62) 3087-9884



          Minas Gerais
            • Mato de Minas
              Delivery de sanduíches naturais, quiches, patês e doces.
              Tel: (31) 3521-1373 - matodeminas@hotmail.com (Belo Horizonte)
            • Quituts Comida Vegana
              Delivery de doces e salgados.
              Tel: (31) 3487 6309 ou quituts@gmail.com
            • Salada Saudável 
              Delivery de saladas veganas orgânicas: crudívoras, frutas, Védicas. Consulte site para cardápio do dia.
              Tels: (31) 3473 5367 e 9912 5367 (Belo Horizonte)


            Pará
            • Mãe Natureza
              Restaurante - almoço, de 2ª a sábado.
              Rua Manoel Barata, 889 - Campina (Belém) - tel: (91) 3212-8032


            Paraná  
            • Balarama
              Restaurante - almoço, de 3ª a domingo.
              Rua Jaime Reis, 402 - Alto São Francisco (Curitiba) - tel: (41) 3013-0306
            • Veg Food Integral
              Encomenda de congelados, lasanhas, tortas integrais, hamburger, salsicha. Serviço de Veg Gourmet em casa (Curitiba).
              Tel: 8714-0661 (Mariana Cavalcanti); mariccm2012@gmail.com



               Rio de Janeiro
                • Boteco Virtual
                  Encomenda e delivery de pratos principais, pratos congelados, sopas, salgadinhos em geral.
                  Tels: (21) 7990-8330 ou 8876-6324 / alquimiaviva@yahoo.com.br /magalhaescarol@yahoo.com.br 
                • Caminho do Mar
                  Restaurante - almoço com buffet orgânico, diariamente, das 12h às 20h. O restaurante também oferece cursos de culinária.
                  Estrada do Pontal, 3.091 - Recreio. Contatos: Maria Lúcia e Zé Roberto (21) 4104-4719 / (21) 8169-9571
                • Chácara Vegan
                  Restaurante - almoço, de 2ª a 6ª feira.
                  R. Hans Staden, 30 - Botafogo - tel: (21) 8799-7078
                • Green For You Vegan Food
                  Encomenda de doces, salgados, bolos e festas em geral.
                  Tel: (24) 9222-4135
                • Refeitório Orgânico
                  Restaurante - almoço, de 2ª a sábado.
                  Rua 19 de Fevereiro, 120 - Casa 2 - Botafogo - tel: (21) 2537-0750
                • Reino Vegetal
                  Restaurante - almoço, de 2ª a 6ª feira.
                  Rua Luiz de Camões, 98 / Sobrado - Centro - tel: (21) 2221-7416
                • Rio Vegetariano
                  Restaurante - almoço. Lanchonete das 9h às 18h30, de 2ª a sábado.
                  R. Voluntários da Pátria, 448 - loja 83/84 - Botafogo - tel: (21) 2527-7558  
                • Tempeh
                  Restaurante - almoço, de 2ª a sábado.
                  Rua 1º de Março, 24 / Sobreloja - Centro - tel: (21) 2232-8007
                • Vegan Vegan
                  Restaurante - almoço, de 2ª a sábado.
                  R. Voluntários da Pátria, 402B - Botafogo - tel: (21) 2286-7078
                • Vegetariano Social Clube
                  Restaurante - buffet no almoço; à la carte no jantar, de 2ª a domingo.
                  Rua Conde de Bernadote, 26 - Lj. L - Leblon - tel: (21) 2294-5200
                   

                       Rio Grande do Sul
                        • Café Bonobo
                          Lanchonete, de 3ª a 6ª feira, das 19 às 22h; sábado e domingo, às 12h.
                          R. Castro Alves, 101 - Bonfim (Porto Alegre) - tel: (51) 3013-1464
                        • Casa Verde
                          Boteco e restaurante vegano, de 3ª a sábado, das 18h às 22h30.
                          Rua Joaquim Nabuco, 145 - Cidade Baixa (Porto Alegre) - tel: (51) 3372-5772casaverdeveg@gmail.com
                        • Mantra Gastronomia e Arte
                          Restaurante - almoço diariamente .
                          Rua Santo Antônio, 372 - Bairro Independência (Porto Alegre) - tel: (51) 3264-0841
                        • Telúrico
                          Restaurante buffet vegano (2ª a sábado)
                          Mercado Público - 2º andar, loja 50 (Porto Alegre) - tel: (51) 3029-3823
                        • Trigais
                          Restaurante - bufê orgânico, de 2ª a 6ª feira.
                          Rua La Salle, 768 - Caxias do Sul - tel: (54) 3028-0891
                        • Trigais
                          Restaurante - bufê orgânico, de 2ª a sábado.
                          Rua Bento Gonçalves - Caxias do Sul - tel: (54) 3021-2021 restaurantenaturaltrigais@gmail.com (Margarete)
                          

                        Santa Catarina
                        • Harmonia da Terra
                          Restaurante - almoço, de 2ª a sábado.
                          Rua 1.926, nº 31 - tel: (47) 3344 5572 - Centro, Balneário Cambori
                        • Quebra-cabeça Delivery de bifes vegetais e hamburgers em pó.
                          Email: contato@quebracabecaveg.com (Ellen)



                        São Paulo
                        • Arte Vegan
                          Loja de camisetas e acessórios, também vende lanchinhos, hamburgers, samossas, fatias de pizza, sobremesas, refrigerantes.
                           Telefone antes para confirmar.
                          Avenida São João 439, 3º andar - lj 429 (Galeria do Rock) tel: 11 3333-6576 / 3222-6702 (2ª a sábado) 
                        • Asseama - pizzaria e restaurante - sextas-feiras e sábados, a partir das 18h.
                          Avenida Comandante Antônio Paiva Sampaio, 122 - Tucuruvi - SP - Tel: 11 2201-2405
                        • Beth Moura
                          Encomenda de doces veganos, trufa, alfajor, palha italiana, brigadeiro, cajuzinho, bolo de festa, ovos de páscoa.
                          Tel: 31 9162-4213 / 3088-0317 / 3297-9279 / 7960-7467 moura.beth@gmail.com
                        • Beco dos Gatos
                          Delivery de alimentos congelados e resfriados, jantares temáticos de clássicos da culinária brasileira e internacional (sob reserva).
                          Tel: (11) 2358-5119 e (11) 7623-4409
                        • Broto de Primavera
                          Restaurante e lanchonete: almoco, feijoada, paella, yakissoba, salgados orientais, sobremesas, sucos, hot dogs, hamburgers.
                           Rua São Joaquim, 295 - Liberdade - tel: 11 3203-1340 (2ª a sábado)
                        • Capitão Vegano
                          Delivery de lanches e sobremesas.
                          Tels: 11 3641-0227 / 11 9-6629-0102  
                        • Casa Jaya
                          Centro eco-cultural com lanchonete vegana e almoço.
                          Rua Capote Valente, 305 - Pinheiros tel: 11 2935-6987 (2ª a sábado)
                        • Cozinha Livre
                          Encomenda de pratos prontos, alfajores.
                          Contato: (11) 5232-0048, email: livrecozinha@gmail.com
                          • Flor do Cacau
                            Encomenda de doces artesanais finos.
                            Tel.: 11 5071-7349 thelmabs@ig.com.br
                          • Las Vegans
                            Delivery de doces e salgados em geral. Região de Campinas.
                          • Loving Hut
                            Restaurante, de 3ª a domingo das 11:00 às 14:30h.
                            Rua França Pinto 243, Vila Mariana tel: 11-23852125
                          • Loving Hut
                            Restaurante e delivery de marmitas e congelados.
                            R. Guararapes, 1613 Brooklin Paulista tel: 3467-7038/3467-7140 
                          • Lanchonete vegana dentro do Centro Cultural (das 12 às 22h).
                            Rua Rego Freitas, 542 (SP) - tel: 11 3256-2636 / 11 7758 - 3396
                          • Nathalia Naa Veggie
                            Encomenda de salgadinhos para festas, queijos veganos, docinhos, bolos trufados.
                            contato@chubbyvegan.net
                              
                          • Natural Vegan
                            Restaurante, café e empório: pratos quentes e frios, cervejas, chops, vinhos (2ª a sábado, almoço e jantar).
                            Praça Dr. Homero Ottoni, 189 - Centro Guaratinguetá SP - tel: (12) 3132-5283
                          • Pizzaria Lar Vegan
                            Almoço, pizzas, lanches, doces, milk-shakes, encomendas de bolos, salgadinhos, mussarelas e catupiris vegans. Também delivery.
                            Rua Venâncio Aires, 797 - Pompéia - tel: 11 3862-1308 / 3464 - 0603 (2ª a sábado)
                          • Plantus
                            Restaurante - almoço.
                            Rua Padre Machado, 51 - Vila Mariana - tel: 11 5539-3635 
                          • Pricake
                            Doceria especializada em cupcakes veganos, mais de 95 sabores.
                            Avenida Higienópolis, 467 - tel: 11 2506-8225 (3ª a domingo) 
                          • Sabor sem dor
                            Encomenda de kit misto-quente vegan, peças de mussarela e mortadela - envia para todo Brasil.
                            cinefilobr@yahoo.com.br
                          • Salgadinhos Veganos
                            Encomenda de coxinha, croissant, empada, esfirra, pastel, fogazza, risole, quibe.
                            Tel: 11 5925-7208 juci.salgados@gmail.com
                          • Santa Folha
                            Encomenda de pratos típicos brasileiros e salgadinhos: croquetes, falafel, coxinhas, pastéis.
                            Tel: (15) 9147-2473 contato@santafolha.com (Sorocaba)

                          • Veg Mamute
                            Encomenda de salgados e doces. Eventos e cursos de culinária vegana. 
                            info@vegmamute.com
                              
                          • Veg Vida
                            Encomenda de congelados, doces e salgados em geral
                            Tel: (19) 3368-2936 ou e-mail: vegvida@vegvida.com.br

                          • Vegacy
                            Restaurante: almoço self-service e lanchonete.
                            Rua Augusta, 2061 - tel: 11 3062-9989
                          • Vegan Burger
                            Delivery de hamburgers veganos.
                            Tel: 11 3101-7912 
                          • Vegan Cakes
                            Encomenda de cupcakes, bolos, brigadeiros, cookies e salgadinhos.
                            Contato: Cristina Maejima: (11) 9622-9215 / contato@vegancakes.com.br 
                          • Vegethus ABC
                            Restaurante - buffet almoço, de 2ª a domingo.
                            Rua das Monções, 480 - Santo André - tel: 11 4427-9459

                              Sergipe
                              • Om Shanti
                                Restaurante com lanchonete a partir das 9h. Almoço de 2ª a sábado.
                                Endereço: Rua Santa Luzia, 439 - Centro (Aracaju). Tel: (79) 3211-1037




                              **************************************************************

                              Opções amigáveis para vegans - Rio Grande do Sul
                              • Lunicakes
                                Encomenda de muffins, cupcakes, geléias, compotas, biscoitos veganos.
                                Contato: marinagodward@hotmail.com
                                Opções amigáveis para vegans - São Paulo
                              • Festas da Márcia
                                Encomenda e delivery. Opções vegans: almoço, refeições em geral, congelados, pedidos especiais, coffee break, festas temáticas, salgados, lanches, bolos e doces.
                                Tel: 11 3935-3301 / 8622-5477 festasdamarcia@hotmail.com
                              • Sorveteria Soroko
                                Sorveteria, funciona de 2ª a domingo. Opções vegans: os sorvetes veganos localizam-se no primeiro freezer.
                                Rua Augusta, 305 - Consolação - tel: 11 3258-8939
                              • Pizzaria Trivial
                                Pizzaria com cardápio especial vegano, das 18 às 24h. Também delivery.
                                Rua Pirajussara, 460 - Butantã- tel: 11 3031-6329
                              • Prime Dog Lanchonete
                                Lanchonete, funciona de 2ª a domingo. Opções vegans: beirute de soja, sobremesas, hamburger de soja, maionese vegana, acaí, sucos, batata frita, nuggets de soja, hot dog prensado.
                                Rua Vergueiro, 1960 - Vila Mariana - tel: 11 5539-0179
                              • Templo Zu Lai
                                Restaurante - buffet, o almoço é aos domingos. Opções vegans: o bufê é quase sempre vegano, pergunte na cozinha antes de comer qual opção do dia não é vegana.
                                Estrada Municipal Fernando Nobre, 1.461 – Cotia Tel: 11 4612-2895




                              Alimentos
                                • cereal matinal: Native 
                                • chantili: linha Ambiante da Puratos 
                                • chocolates: Genevy SoyOlvebra
                                • cookies: VitaoEmporium Vida
                                • creme de leite de soja: linha Naturis Soja da Batavo
                                • danetes: linha Naturis Soja da Batavo, Ecobras (encontrado nas lojas do Pão-de-Açúcar)
                                • doce de leite de soja: Olvebra
                                • iogurtes: linha Naturis Soja da Batavo, Ecobras, Sítio Boa Esperança (encontrado em lojas de produtos orientais)
                                • flans: linha Naturis Soja da Batavo
                                • hamburger: EcobrasGoshenMr. Veggy (encontrado nas lojas do St. Marché), Perdigão linha Soja, Vegemais
                                • leite condensado: Olvebra
                                • leite de soja: Dia (marca própria do supermercado), linha Naturis Soja da Batavo, Olvebra, Shefa, Sítio Boa Esperança (encontrado em lojas de produtos orientais)
                                • linguiça calabresa: Vegemais (à venda na R. Galvão Bueno, 48 - SP), Yu Shen (à venda: Av. Senador Queirós, 150 - SP - Telefones: (11) 3228-4118 / (11) 8215-0218)
                                • macarrão pronto: Mãe Terra
                                • maionese: EcobrasSuperbom 
                                • margarina: Becel, Soya
                                • medalhão ao molho madeira enlatado: Superbom 



                                  Alimentos para pets 



                                  Lojas online


                                  Vestuário / Lojas
                                    King 55
                                  • Arte Vegan - loja de artigos veganos (SP): camisetas e acessórios. Avenida São João, 439 (Galeria do Rock) - tel: 11 3333-6576 / 3222-6702
                                  • King 55 - confecções e acessórios femininos e masculinos (SP). Conceito de sustentabilidade - loja vegana de moda jovem feminina e masculina e acessórios. Em 2 endereços: Custom Shop - Rua Harmonia, 452 Vila Madalena; e MiniKing - Rua Dr Virgilio de Carvalho Pinto, 190 Pinheiros (foto ao lado)
                                  • Piccadilly calçados femininos.
                                  • Vegan Pride - loja de artigos veganos (SP): camisetas e acessórios. Avenida São João, 439 (Galeria do Rock) - Loja 446 - tel: 11 3362-0897



                                  Cursos / Serviços
                                  • Asseama (SP) - centro espírita totalmente voltado para a espiritualidade dos animais.
                                  • Ayurveda - massagens energéticas, drenagem linfática. Sharanam Terapias.
                                    Av. Paulista, 1159, cj. 1206. Tel: 9 9803-1928 com Luciene Cardoso
                                  • Casa Jaya
                                  • Casa Jaya (SP) - "Centro eco-cultural, oferece vivências, cursos, eventos, palestras, consultorias e oficinas em áreas socioambientais, artístico-culturais, terapêuticas e educacionais. Dispõe de belos jardins, ambientes amplos, internet wireless, ótimo acervo na biblioteca e deliciosa lanchonete vegana." - Rua Capote Valente, 305 - Pinheiros tel: 11 2935-6987 (2ª a sábado) (foto superior na lateral)
                                  • Cida Chaves - psicóloga clínica, atendimento a adultos e crianças. Rua Dr. Neto de Araújo, 363 - Vila Mariana SP (11) 3453.2121; 97235.9252; 5081.6468 cidachaves.psi@terra.com.br
                                  • Espaço Surya
                                  • Espaço Surya - salão de beleza vegano (SP) - "O Espaço Surya oferece para profissionais e consumidores a possibilidade de uma nova forma de pensar a beleza. É um espaço sensorial que visa o bem estar e relaxamento. Oferecendo serviços para clientes e treinamento para cabeleireiros profissionais totalmente diferentes de qualquer outro centro estético. Porque para a Surya Brasil, a beleza física só funciona se você estiver satisfeita e feliz... ou seja, a beleza interior." - Rua Dr. Fabrício Vampré, 232, Vila Mariana - tel: 11 5084-2591 (foto central na lateral)
                                  • Hotelzinho mensal ou temporário (SP) - atendimento personalizado em meio à natureza exuberante e ar puro, total segurança, conforto e higiene. Lara Valverde (11) 8134-0804anaturezaagradece@hotmail.com
                                  • Lili Priss - maquiagem vegana e estética facial. Contato: , 98290-1032, 99383-3091, 2692-4400.
                                  • Laura Vegan - cursos e aulas de Culinária Vegana - aulas de adaptação de receitas veganas. Contato: lauravegan@yahoo.com.br ,11 9 8195-4623 (TIM).  
                                  • Matilha Cultural - "Galeria de arte contemporânea e urbana que promove ações em defesa dos direitos dos animais e proteção ambiental. Dispõe de cinema, arena, bar, comida vegetariana, galeria, acesso a deficientes e internet." - Rua Rego Freitas, 542 (SP) - tel: 11 3256-2636 / 11 7758 - 3396 (foto inferior na lateral)




                                    Livros 

                                    Livros de receitas em: Receitas Veganas




                                    SUPLEMENTOS: SÓ PARA VEGETARIANOS?

                                    Print

                                    A vitamina B12 é o único nutriente que realmente pode estar ausente na dieta vegetariana (especialmente na vegetariana estrita) bem planejada.

                                    No entanto, a ideia de que apenas o vegetariano é um indivíduo que necessita de suplementação deve ser revisada.

                                    Assim como para os onívoros, todos os demais nutrientes da dieta vegetariana devem ser repostos se há deficiência ou níveis inadequados.

                                    Deixamos de perceber que a população que come carne recebe indicações para suplementação de divesos nutrientes.

                                    Indicações de suplementação para quem come carne:

                                    Crianças (que utilizam ou não carne) recebem suplementação de ferro e algumas vitaminas em determinados períodos da infância. A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que as crianças (onívoras) recebam suplementação de ferro dos 6 meses aos 2 anos de idade.

                                    Gestantes (que utilizam ou não carne) também recebem suplementação (ferro e ácido fólico) como medida profilática de carência desses nutrientes.

                                    O sal que utilizamos é iodado. Tal adição tem o objetivo de garantir que o iodo seja fornecido a todos os brasileiros, tendo em vista que a sua deficiência é uma das principais causas de retardo mental em crianças (cretinismo).

                                    O Instituto de Medicina dos EUA e o Food and Nutrition Board recomendam suplementação de B12 em todos os indivíduos (que comem ou não carne) acima dos 50 anos de idade, pois 10 a 30% desses indivíduos apresentam dificuldade de extrair a vitamina do alimento.

                                    Na América Latina, 40% das pessoas que comem carne têm deficiência de B12. Isso ocorre com 50% dos vegetarianos. Observe que a diferença é pequena. Infelizmente os órgãos governamentais brasileiros ainda não se posicionaram frente à necessidade de fortificaçao da vitamina B12 para a população onívora brasileira.

                                    Atualmente a farinha de trigo comercializada é enriquecida com ferro e ácido fólico como medida preventiva de saúde coletiva.

                                    Se considerarmos que o uso de suplementação torna inadequada uma dieta, devemos considerar que não deveríamos passar pela infância, gestação e nem ultrapassar os 50 anos de idade, pois, em cada um desses ciclos de vida, não foi encontrada uma "dieta ideal" (que não precisaria ser suplementada em momento algum).



                                    O que muda para o vegetariano?



                                    Alguns cuidados nutricionais são diferentes para os vegetarianos, mas nada que justifique uma maior preocupação em termos de necessidade de suplementação, visto que a deficiência de ferro e vitamina B12 (os maiores pontos de preocupação) são similares nesses dois grupos. As proteínas, não são fatores de preocupação para o vegetariano. 

                                    A incidência de diversas doenças (estudadas em populações vegetarianas) é marcadamente reduzida ao se adotar uma dieta vegetariana. Isso, por si só, sugere a adequação da dieta vegetariana ao organismo humano.

                                    Os nutrientes que merecem atenção numa avaliação nutrológica são os mesmos para os vegetarianos e não vegetarianos.


                                         ATLETAS VEGETARIANOS



                                    Lista elaborada Pelo professor Charles de Freitas Lima (professor de Educação Física e Pós-graduado em Psicomotricidade).


                                    Como professor de Educação Física vegetariana, incluíndo OS 10 ANOS de veganismo que completei em 23 de janeiro de 2011, quero passar a VOCÊS ESTA LISTA. É enorme. 


                                    Desportistas vegetarianos. Sei Que a maioria não pratica o veganismo, mas alguns vegetarianos desta lista se destacaram mundialmente na área esportiva, Dois deles, em particular, que são veganos, realmente FORAM verdadeiros examplos de superação!


                                    Um deles é o Carl Lewis e o outro é Dave Scott, ambos bateram recordes mundiais, embora em Modalidades Diferentes, porque o Carl Lewis e o atleta Dave Scott são homens de ferro.

                                    Eis a Lista dos desportistas vegetarianos:

                                    1) Beckles Albert - Bodybuilder
                                    2) Alexander Dargatz - Bodybuilder, atleta alemão, campeão mundial 2005 de musculação, e médico
                                    3) Andreas Cahling - Bodybuilder sueco
                                    4) Anthony Peeler - Jogador de basquete
                                    5) Anton Innauer - medalha de ouro olímpica no salto de esqui
                                    6) Aura Andrew - Bodybuilder
                                    7) BJ Armstrong - Basketball Star Player
                                    8) Bill Pera - Bodybuilder
                                    9) Bill Walton - Baskeball Player e Sportscaster
                                    10) Billie Jean King - Jogador de ténis
                                    11) Brendan Brazier - Professional Triatleta Ironman palestrante e autor - Vegan
                                    12) Carl Lewis - Pista americano e atleta de Campo, 10 medalhas olímpicas, incluindo nove ouros e 10 medalhas Campeonato Mundial, dos quais 8 eram de ouro. Vegan.
                                    13) Chris Campbell - American wrestler campeão do mundo
                                    14) Chris Príncipe - Vegan Muay Tai e lutador de MMA
                                    15) Christine Vardaros - Ciclista Profesional (Ciclocross)
                                    16) Cory Everson - Bodybuilder, 6 vezes Mr. Olympia
                                    17) Craig Heath - Figura patinador profissional
                                    18) Dave Scott - Triatleta e Técnico - Seis vezes campeão mundial de Ironman - Vegan
                                    19) Denise Nicole - Modelo Profissional e Bodybuilder
                                    20) Desmond Howard - americano jogador de futebol profissional
                                    21) Donny Lalonde - Canadian boxeador profissional
                                    22) Dra. Ruth Heidrich - Triatleta, Livros de Saúde - "mama Extreme '
                                    23) Ed Bauer - Bodybuilder
                                    24) Ed Templeton - Skateboarder Proffesional
                                    25) Edwin Moses - Atletismo atleta, campeão olímpico - 4 Medalhas de Ouro
                                    26) Elena Walendzik - 2005 Alemão campeão de boxe peso-pena
                                    27) Eustace Miles - jogador de tênis e autor, 10 vezes campeão de tênis britânica
                                    28) Giacomo Marchese - Bodybuilder
                                    29) Jack LaLanne - americana de fitness, exercício e especialista em nutrição, celebridade, conferencista e palestrante motivacional
                                    30) Jacque Vaughn - jogador americano de basquete profissional
                                    31) Jim Morris - Mr America 1973 y Sr. Olympia 1996
                                    32) Joel Kirkilis - Bodybuilder e Lifter, Victoria (Aus) campeão de fisiculturismo de 2009
                                    33) John Salley - Jogador de basquete
                                    34) Johnny Weissmuller - O nadador e ator de Tarzan
                                    35) Judy Ledenlge - britânica mundo asa delta campeão
                                    36) Jutta Müller - Skater alemão e treinador de patinagem, windsurf campeão da Copa do Mundo
                                    37) Kathy Johnson - ginasta americana artística e comentarista
                                    38) Kenneth G. Williams - Bodybuilder Vegan Profissional
                                    39) Killer Kowalski - wrestler profissional canadense, ele treinou lutadores da WWE profissionais, incluindo Triple H
                                    40) Leroy Burrell - americana track & estrela campo, campeão olímpico
                                    41) Leslie Marx - esgrimista americano e duas vezes campeão nacional
                                    42) Luiz Freitas - Bodybuilder
                                    43) Mac Danzig - Professional lutador de MMA e instrutor Vegan
                                    44) Marv Levy - Professional americano e treinador de futebol canadense
                                    45) Murray Rose - Natação Masculina em 17-4 medalhas de ouro para a Austrália
                                    46) Paavo Nurmi - corredor de longa distância finlandês e 12 vezes vencedor da medalha olímpica
                                    47) Pat Reeves - corredor de maratona, Personal Trainer, BAWLA Treinador e Consultor de Fitness
                                    48) Patrick Reiners - Bodybuilder
                                    49) Pedro Hussing - Boxe Campeão
                                    50) Ricardo Moreira - Vegan MMA Fighter
                                    51) Rolo de Rich - Atleta
                                    52) Rob Bigwood - Armwrestler Profesional
                                    53) Robbie Hazeley - Bodybuilder Vegan (53 anos)
                                    54) Robert Cheeke - Bodybuilder Vegan, Presidente da Musculação & Fitness Vegan - VeganBodybuilding.com
                                    55) Robert Lichtenwalner - Mountain Biker
                                    56) Robert Millar - escocesa ciclista profissional que venceu o Rei da competição Montanhas
                                    57) Robert Parish - Baskeball Player, estrela da NBA
                                    58) Roy Hilligenn - Bodybuilder, Mr. America 1951
                                    59) Ruth Heidrich - americana Educador de Saúde e três vezes Concorrente Ironman
                                    60) Ryan Wilson - Atleta Força, competição Strongman
                                    61) Salim Stoudamire - jogador profissional de basquete da NBA
                                    62) Scott Jurek - maratonistas
                                    63) Sebastian Grubb - Fitness Trainer treinador, Nutrição, dançarino profissional
                                    64) Silken Laumann - canadense campeão remador 2 Medalhas de Ouro
                                    65) Tiffany Croker - Weightlifter
                                    66) Tim VanOrden - Stair Track & Field, Road Racing, Corrida de montanha, escalada
                                    67) Toni Innauer - Sky Jumper
                                    68) Tony LaRussa - Team Manager Americano Beisebol
                                    69) Tonya Kay - Dançarino Profissional
                                    70) Torre Washington - Bodybuilder
                                    71) Weia Reinboud - ponte alta Mestres
                                    72) Willie Austin - Atleta antiga classe Mundial, reconhecido internacionalmente como treinador Força

                                    ATIVIDADE FÍSICA 




                                    Todo vegetariano, em algum momento, é indagado sobre a possibilidade de praticar exercícios físicos e sobre o desempenho nessas atividades.

                                    Conseqüentemente, surge a pergunta: é possível ganhar massa muscular sem proteína animal? Deve haver suplementação de proteínas para quem é vegetariano? Como podemos otimizar o ganho de massa muscular? Como otimizar o treinamento?


                                    Proteína e massa muscular

                                    O músculo é composto, em grande parte, por proteína. Esse fato leva muitas pessoas a pensarem que, por isso, precisam ingerir muita proteína e, talvez, suplementos. Mas, normalmente, já ingerimos mais proteína do que é necessário e a complementação dela raramente é necessária.

                                    Mesmo com uma dieta vegetariana estrita, a ingestão de proteínas tende a ser maior do que o necessário.
                                    Os aminoácidos necessários para o nosso organismo são todos encontrados em abundância no reino vegetal. Não falta matéria-prima no reino vegetal para construir músculos.

                                    Frequentemente ouvimos alguém dizer que há um aminoácido que falta nos vegetais. Só que ninguém sabe dizer qual é! Não dizem qual é justamente porque não falta nenhum aminoácido necessário para o nosso corpo no reino vegetal.

                                    Os animais vegetarianos como o Cavalo são repletos de músculos e encontram todos os nutrientes de que precisam  no pasto totalmente vegetal.

                                    Comer mais proteína do que o necessário faz aumentar a massa muscular?


                                    Não, não faz! O que faz aumentar a massa muscular é a atividade muscular bem planejada, acompanhada da alimentação adequada, descanso suficiente e um bom equilíbrio hormonal. Sem esse conjunto em harmonia, o ganho de massa muscular e o bom desempenho na atividade física é insuficiente.


                                    Para aumentar a massa muscular deve haver atividade física.
                                    Se o músculo não é exercitado, ele atrofia. Se você conhece alguém que teve um acidente vascular encefálico (conhecido como AVE ou AVC) e não movimenta o braço esquerdo, por exemplo, observe que esse braço perde massa muscular, mesmo se a pessoa consumir uma dieta hiperprotéica.

                                    É o estímulo constante que faz o músculo se manter metabolicamente ativo e, com isso, aumentar seu volume, força e resistência.

                                    É importante o planejamento da atividade, pois o músculo precisa se exercitar e, depois, descansar bem alimentado. 

                                    Um bom treinador físico deve estabelecer a carga, número de repetições, posicionamento do corpo e tipo de prática para que você almeje o resultado pretendido no treino.

                                    Exercício físico mal planejado e com má alimentação pode levar ao consumo do próprio músculo ao invés do seu incremento.

                                    Carboidrato: não fique sem ele!

                                    O representante maior do carboidrato é chamado glicose.
                                    Quando o músculo começa a se exercitar, ele utiliza muito o carboidrato que está guardado dentro dele. Esse carboidrato é chamado glicogênio (várias glicoses grudadas umas nas outras). Quando o glicogênio termina, o músculo perde a capacidade de se manter em atividade.

                                    Quando uma pessoa leva o músculo à exaustão (exaurindo o glicogênio), é possível repor todo o estoque de glicogênio em 2 dias com uma alimentação rica em carboidrato. Caso a dieta seja rica em proteína e gordura, são necessários 7 dias para repor esse estoque. Isso significa que, com uma dieta mal planejada, o músculo não estará adequadamente preparado para suportar o próximo treinamento, entrando em fadiga rapidamente.

                                    Outro ponto importante é o fato de que, quando terminamos um treino, nossas células musculares têm uma maior avidez pelo carboidrato (glicose), conseguindo retirá-lo do sangue sem o auxílio da insulina (hormônio produzido pelo pâncreas, necessário para colocar a glicose dentro das células).

                                    Essa mais avidez permanece por cerca de 4 horas após o término do treino. Esse momento (até 1 hora após o treino) é ideal para se alimentar com alimentos com maior teor de carboidrato, e não de proteínas.

                                    Outro ponto importante do carboidrato: se ele está em falta, destruímos nossa massa muscular para que a proteína muscular seja transformada em carboidrato. Assim, quem come mais carboidrato precisa de menos proteína e poupa o músculo de ser destruído.

                                    Água: não fique sem ela!
                                    A hidratação adequada é fundamental para o bom funcionamento do músculo. Mas não é só isso. Vimos que o músculo guarda carboidrato, na forma de glicogênio. Para cada 1 grama de glicogênio guardado, é necessário 4 gramas de água. Assim, conforme o músculo é mais exercitado, ele guarda mais glicogênio e consequentemente mais água. 

                                    Quem pratica atividade física precisa de mais água por diversos motivos: maior trabalho metabólico, aumento da perda pelo suor e maior necessidade de uso pelo músculo para guardar seu combustível (glicogênio).

                                    Quem começa a praticar musculação observa que já na primeira semana o músculo exercitado aumenta de volume. Isso já ocorre por guardar mais glicogênio e, consequentemente, mais água. Essa “retenção” de água é fundamental para o músculo se manter saudável.

                                    Proteína: não exagere!

                                    Em academias, suplementar proteínas é quase um mandamento. Mas isso pode ser nocivo e desnecessário.


                                    Guarde essa regra: nosso corpo não consegue armazenar a proteína ingerida em excesso. Assim, todo excesso de proteína ingerida vai se transformar em carboidrato e gordura! Nessa situação, a proteína não se torna músculo e, dependendo do abuso, será transformada em “pneuzinhos”.

                                    Quando a proteína em excesso se torna carboidrato e gordura, ela libera um elemento tóxico chamado nitrogênio. Para eliminá-lo, precisamos do trabalho do fígado e dos rins.

                                    Não se engane com a suplementação de proteínas. Ela pode ter espaço em situações específicas, mas não é a regra para os praticantes de atividade física. Sugiro que não adote essa prática sem prévia avaliação médica.


                                    A importância do ferro para atividade física

                                    O ferro é necessário para a produção de energia pelas células. Na sua carência (mesmo sem haver anemia), o trabalho muscular é comprometido.

                                    Apenas para lembrar, mulheres que menstruam, que estão gestantes ou que já pariram, homens e mulheres que doam sangue, apresentam risco elevado de deficiência de ferro, independente de como se alimentam.

                                    Na sua carência, há preguiça para começar a atividade física, ela rende menos e a pessoa pode terminar o treino muito cansada. Quando a deficiência é muito antiga, e a pessoa está adaptada, algumas delas até acham que seu rendimento no treino está adequado, mas quando começam a repor o ferro, percebem a nítida diferença na disposição e rendimento.

                                    Treinar com deficiência de ferro predispõe à lesão muscular.

                                    Correção da deficiência de ferro se faz com medicamento, e não com alimento. Quem treina, deve manter sempre um bom estado nutrológico de ferro.


                                    Creatina

                                    Quando nosso músculo contrai, gastamos energia. Para repor essa energia, temos possibilidades diferentes. Uma das formas é aguardar que as células musculares, utilizando o carboidrato, gordura ou a própria proteína, produzam a energia necessária para repor o que foi utilizado na contração. Assim, recarregamos a energia gasta.
                                    Outra possibilidade é utilizarmos uma forma de “recarregamento” muito rápida. Quem faz isso é a creatina. Ela guarda uma quantidade pequena de energia e, quando o músculo é exigido com grande intensidade, por períodos curtos, ela pode fornecer energia para manter a contração muscular.
                                    Isso significa que a creatina terá importância em atividades de “explosão muscular”, como levantamento de peso e 100 metros rasos. Mas ela, via de regra, não será importante para atividades que de longa duração, como corrida de longa distância.
                                    Nosso corpo monta a creatina por meio de aminoácidos ingeridos. Vegetarianos têm creatina muscular, mas onívoros costumam ter quantidade maior que vegetarianos. Apesar dessas diferenças encontradas entre vegetarianos e não vegetarianos, os estudos avaliando a performance desses indivíduos, mostram resultados com poucas diferenças.
                                    A suplementação de creatina (para vegetarianos ou não) pode ter espaço para atividades competitivas profissionais, onde a explosão muscular é determinante para atingir os resultados almejados, mas raramente tem importância para quem faz atividade para o bem estar e saúde.
                                    Não utilize creatina sem avaliação médica, pois seu uso pode ser nocivo.

                                    Atleta não dorme pouco e nem de barriga cheia!


                                    Mas há exceções. Se você é um lutador de Sumô, ou quer ficar como eles, coma tudo o que agüentar e depois vá dormir. Caso contrário, siga o que vou recomendar.
                                    Termine seu jantar (sem excessos), no mínimo, 2 horas antes de dormir. Não é para dormir com fome, mas o estômago deve estar praticamente vazio ao ir para a cama.
                                    É durante a noite que o hormônio de crescimento tem sua ação. Esse hormônio é muito importante para otimizar o ganho de massa muscular.
                                    Se você dorme de estômago cheio, e/ou dorme pouco, a produção desse hormônio é prejudicada, assim como o ganho de massa muscular.

                                    Quem não respeita o sono e o descanso, pode anular o benefício da atividade física.

                                    Alimente-se de 3 em 3 horas

                                    Há vários motivos para fazer isso. Vou destacar um deles, apenas.
                                    Se você fica muito tempo sem se alimentar, o músculo é “destruído” para produzir carboidrato (glicose).
                                    Nosso cérebro utiliza predominantemente a glicose como fonte de energia. Quando permanecemos muito tempo sem ingerir carboidratos, nossa massa muscular é destruída, pois da proteína (presente no músculo) podemos criar carboidrato (glicose).

                                    Suplementos para melhorar a fadiga e a performance?

                                    Muita calma nessa hora! Aqui mora um grande perigo.

                                    Se existem deficiências nutricionais, elas devem ser corrigidas, pois muitas delas prejudicam o metabolismo e, consequentemente, a performance na atividade física. Mas é muito diferente corrigir algo que estava insuficiente de utilizar algo para “ir além”.
                                    Quando há deficiências nutricionais, a alimentação está inadequada, o sono irregular, o descanso insuficiente ou o treino inadequado, o músculo não responde tão bem quanto deveria. Nessas situações, basta corrigir essas irregularidades para ter uma performance adequada. O uso de suplementos, nessas condições se faz com o propósito de devolver ao organismo sua capacidade natural de trabalho. Ou seja, estava faltando, e por isso a correção faz efeito.
                                    Quando o organismo está metabolicamente ajustado, ele consegue chegar no seu limite. E é aqui que entra sua percepção para não desgastá-lo.
                                    Utilizar qualquer produto com a finalidade de ir além do seu limite, traz desgastes e lesões.
                                    Atividade física para a saúde e bem estar é uma coisa, para fins competitivos ou profissionais é outra. A determinação do ponto onde quer chegar é o que vai determinar sua forma de treinar, se alimentar ou suplementar. Todo excesso causa lesão, desgaste e compromete a saúde.
                                    Se é a saúde que está em foco, tenha em mente corrigir tudo que faz seu corpo funcionar mal. Esse é o melhor tônico para otimizar seu rendimento físico.


                                    Exercício nem sempre é bem vindo. 

                                    Dependendo do estado metabólico da pessoa, a atividade física deve ser postergada. Alguns indivíduos devem, inicialmente, ser tratados para que seu metabolismo seja ajustado antes de iniciar um programa de exercícios. É o caso de quem tem anemia e, portanto, deficiência de distribuição corporal do nutriente mais vital para nossa vida: o oxigênio. Estimular a atividade física na pessoa anêmica traz efeitos negativos ao seu organismo.


                                    Da mesma forma, dependendo do nível de pressão arterial ou mesmo dos níveis de glicose no sangue, dentre outras possibilidades, é necessário controlar melhor esses fatores antes de submeter o organismo ao exercício.


                                    Lesões em articulações específicas nem sempre contra-indicam a atividade física, desde que poupem a articulação lesionada, ou a trabalhem de forma terapêutica. A avaliação médica e do fisioterapeuta é fundamental nesses casos.

                                    Exercício para emagrecimento

                                    Uma das recomendações mais comuns para quem quer emagrecer é: faça exercícios! Realmente, a prática de exercícios é muito importante para esse fim, mas há considerações a serem feitas.


                                    Uma pessoa obesa pode ter muitos desequilíbrios no metabolismo e, às vezes, necessitam de ajustes antes de iniciar a prática. Uma pessoa obesa se exercitando sem avaliação médica tem maior risco (comparado ao de peso normal) de ter lesões articulares, dentre outros problemas.


                                    É importante lembrar que há treinamento específico para quem quer ganhar massa muscular, para quem quer perder gordura, para quem quer trabalhar com o sistema cardiovascular, reduzir a glicemia, triglicérides, etc...


                                    Uma avaliação associando o médico, nutricionista, fisioterapeuta e educador físico pode ser importante para ajustar o treino aos objetivos propostos.


                                    Vale lembrar também que, via de regra, os exercícios para quem deseja emagrecer são, predominantemente, de intensidade leve a moderada e por tempo prolongado (pelo menos 40 min), mas desde que a saúde dessa pessoa permita manter esse tempo.


                                    Sinta o coração

                                    Nesse caso, não me refiro às emoções, mas sim aos batimentos cardíacos. Eles são ótimos indicadores sobre o tipo de treino que estamos executando.
                                    Quando contraímos nossos músculos, para a produção de energia, é necessário oxigênio. O oxigênio chega pelo sangue (carregado pelas células vermelhas). Quem impulsiona o sangue é o coração. Assim, quanto maior a atividade muscular, maior é a necessidade de oxigênio muscular e, portanto, maior o número de vezes por minuto que o coração bate (freqüência cardíaca).
                                    Via de regra, atividades com freqüência cardíaca elevada (trabalho muscular intenso) levam ao consumo do combustível energético (carboidrato, gordura, proteína) que está dentro do próprio músculo, pois é o que está mais próximo da fibra muscular em atividade. Esse tipo de trabalho tem efeitos particulares na pressão arterial e vasos sanguíneos, dentre outros resultados. Geralmente esse tipo de treinamento é indicado para quem está com boa saúde, pois tende a sobrecarregar mais o organismo e elevar a pressão arterial.
                                    A freqüência cardíaca leve/moderada tende a remover com mais eficiência o combustível energético do sangue, favorecendo o consumo da glicose, dos triglicérides e a remoção da gordura corporal.
                                    É possível e, muitas vezes desejável, trabalhar com freqüências cardíacas alternadas, mas isso deve ser determinado pelo seu médico em conjunto com o treinador físico.
                                    O cálculo de freqüência cardíaca para treino pode ser feito por fórmula matemática, onde a idade é fator preponderante no cálculo. Há testes excelentes, como o ergoespirométrico (teste de esforço cardiopulmonar), que pode ser utilizado para planejamento do treino.
                                    Dessa forma, tenha em mente que, dependendo do objetivo, o tipo de treinamento pode ser completamente diferente.

                                    Para quem faz atividade física:

                                    1- Avalie seu estado clínico e nutricional. Deficiências, como a de ferro, podem impedir o trabalho muscular adequado e a anemia, assim como outros problemas metabólicos, contra-indicar o exercício;


                                    2- A atividade física não deve ser excessiva, pois isso causa lesões de tecidos, desgastes articulares e alterações metabólicas nocivas;



                                    3- A atividade física não deve ser insuficiente. Algumas pessoas passeiam pensando que estão se exercitando. Se não há estímulo suficiente, não é possível chegar ao resultado almejado;



                                    4- Mantenha sua urina sempre clara. Quando falta água, a urina fica escura. Sem água, todo metabolismo é afetado negativamente;


                                    5- Não deixe o carboidrato faltar. Ele é fator determinante do tempo que o músculo treinado consegue se manter em atividade;


                                    6- Coma de 3 em 3 horas. Se você fica muito tempo sem comer, o músculo é utilizado para ser transformado em carboidrato;


                                    7- Via de regra, o carboidrato é o nutriente fundamental para ser utilizado após o treino, e não a proteína;


                                    8- Não utilize suplemento de proteínas sem avaliar sua real necessidade;


                                    9- Durma, mas não de barriga cheia! O hormônio de crescimento é produzido à noite e é importante para otimizar o efeito da atividade física nos músculos.


                                    10- Emoção, ritmo de vida, estresse e fadiga são fatores fundamentais para avaliar junto ao treino, pois eles todos estão associados com hormônios que podem alterar positivamente, ou negativamente, o ganho de massa muscular.


                                    SOMOS TODOS CHAPECOENSES