http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

STALINGRADO - O inferno na Terra.

BAIXE O FILME "FRENTE RUSSA" clicando aqui.
BAIXE E ASSISTA O FILME "FRENTE RUSSA" DA NOSSA PÁGINA DE DOWLOADS CLICANDO AQUI


Para acessar nossa página de downloads clique aqui.


Em 1941 Hitler estava no máximo do seu poder e influência. O mundo inteiro se dobrava ante o poderio NAZI. Tinha conquistado rapidamente a França, e quase toda a Europa. 

Somente a Inglaterra resistia heroicamente. Os Estados Unidos não queriam entrar na Guerra, embora auxiliassem a Inglaterra enviando suprimentos e armamentos, e a URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) tinha firmado um pacto de não agressão com Hitler, por meio de Stalin. Outros países que não tinham sido invadidos como Portugal, Espanha, Brasil, mantinham uma conveniente amistosidade com a Alemanha, que era a potência dominante e emergente. 

O exército imbatível, desfilava garboso e homenageado, frente a nova condição de "RAÇA SUPERIOR" apregoada pelo açodamento do orgulho que o "CONDUTOR" (FUHRER) da nação alemã lhes insuflava na alma.

Em meio a tudo isso os garotos germânicos que tinham sofrido uma década de doutrinação alemã na exaltação da figura do ditador NAZI e da "RAÇA SUPERIOR" se alistavam para também beber da glória que cercava os valentes combatentes. Esse engano, essa mentira a que facilmente deram ouvidos, iria lhes sair muito caro. 

O ditador no calor e insuflamento de seu EGO não iria mais parar até que todo o mundo estivesse debaixo de suas botas, e tinha planos mais audaciosos. 

Um deles e o mais iminente, e tão iminente que deixou para mais tarde os planos de dominar a Inglaterra, era a operação BARBAROSSA  que compreendia mais uma traição a mais um de seus pactos, já que a história mais uma vez iria comprovar que  HITLER era um fantástico mentiroso. Traindo o pacto de não agressão contra a URSS, arregimentou um exército fantástico. 

O maior exército até então já reunido na história com 5,5 milhões de homens e um imenso arsenal. Contava esse exército com tropas enviadas por outros países agora dominados.

Iniciou assim uma invasão inexorável sobre a pátria mãe Russa. Com táticas usadas e consagradas como a GUERRA RELÂMPAGO, foi esmagando as defesas de todas as cidades encontradas pela frente.

A tática dos Russos foi a de deixar para os invasores a TERRA ARRASADA. As pessoas fugiam quando era possível e para trás deixavam tudo incendiando campos, lavouras e abrigos, para não deixar recursos para os invasores. 

O inicio da invasão foi um retundante sucesso. O exército soviético parecia fraco, desorganizado, uma presa fácil. Hiter diria. "A estrutura toda está podre. Basta chutar a porta que tudo vem abaixo."

Os soldados Alemães, adentrando a União Soviética iam barbarizando, e matando os civis. Tornavam-se assim carrascos que o povo soviético precisava por uma necessidade de defesa da pátria e da família combater muito justamente.

Mais a frente, Deus tinha determinado que o sofrimento da humanidade precisava iniciar a acabar, pois já tinha ido longe demais. Não sem um elevado preço em vidas de homens principalmente. Diz-se que morreram tantos homens na União Soviética que ficou difícil para as mulheres que sobraram encontrar maridos ou companheiros. A Russia pagou de entre todos os países, o maior preço de todos em vidas humanas.

Esse início do declínio da moral do exército Alemão foi STALINGRADO. Devido ao ego enlouquecido de um ditador que estava completamente afastado de Deus, e que teimou levar seu principal exército ao extermínio pela obsessão de tomar uma cidade. 

Stalingrado que era uma cidade industrial, que controlava o fluxo de transito por meio do rio Volga era a chave para o estrangulamento que Hitler pretendia impor à Nação Russa. Stalin preocupou-se e decidiu defender Stalingrado, e o fez a um elevado custo em vidas e recursos.

Os soldados que defenderam Stalingrado o fizeram com denodo e amor. Foram verdadeiros heróis anônimos. Estavam determinados a vencer aquele exército, e com a ajuda providencial de um dos mais rigorosos invernos que se tem notícia, conseguiram vergar a espinha dorsal daquele exército orgulhoso e imbatível.

Dos 300 mil soldados alemães do exército de Hitler que invadiram Stalingrado, sobraram apenas cerca de 90 mil que foram aprisionados e desses 90 mil apenas cerca de Seis mil retornaram à Alemanha aproximadamente 10 anos depois que terminou a  guerra.

Essa foi a história da mais cruel batalha, do século XX, e a batalha que mudou o destino da Segunda Guerra Mundial. A partir de Stalingrado a supremacia NAZI começou a descer a ladeira até o extermínio e a derrocada final. Ali ficou claro que eles não eram invencíveis.

Para aqueles garotos que se alistaram pensando na glória de pertencer ao exército da RAÇA SUPERIOR, estava-lhes reservado o que mais se aproxima do inferno. Um inferno na Terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.

SOMOS TODOS CHAPECOENSES