http://filotec.com.br

http://filosofiaetecnologia.blog.br
ECONOMIA TECNOLOGIA FILOSOFIA SAUDE POLÍTICA GENERALIDADES CIÊNCIA AUTOHEMOTERAPIA NOSSOS VÍDEOS FACEBOOK NOSSAS PÁGINAS

SOMOS TODOS CHAPECOENSES

sábado, 23 de agosto de 2014

COMO SER SAUDÁVEL - COMO TER SAÚDE - COMO CURAR-SE - COMO CURAR A AIDs - COMO CURAR O CANCER E TUDO O MAIS.

O que é necessário para ter saúde? Em primeiro lugar as cinco coisas fundamentais.




As cinco coisa fundamentais.
  • SOL - Devemos tomar pelo menos vinte minutos de sol diariamente (quando possível) com pelo menso 40% do corpo descoberto. Porquê? O sol tem inúmeras radiações benéficas e sintetiza a vitamina D3 que é responsável por ativar as nossas defesas orgânicas. Antes da penicilina os hospitais tinham um solário onde os pacientes tomavam banho de sol, porque o sol cura e mnatém a saúde. Mais de 90% das pessoas tem deficiência de vitamina D3 que também pode ser obtida por meio de complementos multivitamínicos. A vitamina D3 é uma poderosa vacina anticâncer e contra uma infinidade de doenças pois ativa nossa defesa orgânica.

  • AGUA Precisamos tomar dois litros de água no mínimo ao dia, e a água deve ser sadia. Agua sadia é aquela que tem PH acima de 7,5 e quanto mais melhor. Uma água com PH de 7,5 é práticamente uma água NEUTRA pois é o mesmo PH do sangue. Além disso existem outras qualidades da água que devem estar presentes. Ela deve ter sais minerais, não ser desmineralizada, deve ser fluida e ter outras qualidades importantes. Veja essa matéria aqui.

  • AR É muito importante respirar ar puro com elevado teor de oxigenio. Ar poluido irá nos induzir a ter doenças, já que o que mantém a saúde do corpo é o oxigênio. Pessoas que tem dificuldade para respirar à noite principalmente porque roncam ou tem obstruções no nariz ou na garganta, devem imediatamente procurar tratamento especializado.


Mais de 100 distúrbios do sono e do despertar já foram identificados. Eles podem ser agrupados em quatro categorias principais:

  • Dificuldade de adormecer ou permanecer dormindo (insônia)
  • Problemas para permanecer acordado (sonolência excessiva durante o dia)
  • Problemas para conseguir manter uma rotina regular de sono (problema de ritmo de sono)
  • Comportamentos incomuns durante o sono (comportamentos que perturbam o sono)


Dificuldade para adormecer ou permanecer dormindo

A insônia inclui qualquer combinação de dificuldade para adormecer, para permanecer dormindo, falta de sono intermitente e despertar nas primeiras horas da manhã. Os episódios podem aparecer e desaparecer (transitório), durar até duas ou três semanas (curto prazo) ou ter longa duração (crônico).

Fatores comuns associados à insônia:
Doença física

  • Depressão
  • Ansiedade ou estresse
  • Ambiente insatisfatório para o sono (p. ex.: com barulho ou luz excessiva)
  • Cafeína
  • Álcool ou outras drogas
  • Uso de determinados medicamentos
  • Fumo em excesso
  • Desconforto físico
  • Cochilos durante o dia
  • Deitar-se cedo
  • Passar muito tempo acordado na cama

Os distúrbios incluem:
  • Insônia psicofisiológica: uma condição em que o estresse causado pela insônia dificulta ainda mais o adormecer
  • Síndrome do atraso da fase do sono: seu relógio interno está constantemente fora de sincronia com as fases de dia e noite "aceitas"
  • por exemplo, os pacientes se sentem melhor se puderem dormir das 4 h ao meio-dia
  • Distúrbio do sono com dependência de hipnóticos: insônia que ocorre quando você para de tomar ou desenvolve tolerância a determinados tipos de medicamentos para dormir
  • Distúrbio do sono com dependência de estimulantes: insônia que ocorre quando você para de tomar ou desenvolve dependência a determinados tipos de estimulantes


Dificuldade para permanecer acordado

Os distúrbios de sonolência excessiva são chamados de hipersônia. São eles:


  • Hipersônia idiopática (sonolência excessiva que ocorre sem uma causa identificável)
  • Narcolepsia
  • Apneia do sono central e obstrutiva

O que é Apneia do sono?



A apneia obstrutiva do sono é uma doença na qual ocorrem pausas na respiração durante o sono porque as vias aéreas estreitam, ficam bloqueadas ou frouxas.
A pausa na respiração é chamada de episódio de apneia. Quase todas as pessoas têm episódios de apneia quando dormem.
Este artigo discorre sobre a apneia obstrutiva do sono em adultos.



Sinônimos
Síndrome da apneia obstrutiva do sono, SAOS, distúrbio respiratório do sono.

Causas
Todos os músculos do corpo ficam mais relaxados durante o sono. Isso inclui os músculos que ajudam a manter as vias respiratórias abertas e permitem o fluxo do ar para os pulmões.
Geralmente, a faringe permanece aberta o bastante para permitir a passagem do ar. Entretanto, em algumas pessoas, essa região da garganta é mais estreita. Quando os músculos da faringe relaxam durante o sono, a respiração pode ser interrompida por um período (geralmente mais de 10 segundos). Isso é chamado de apneia.
O ronco em pessoas com apneia obstrutiva do sono é causado pelo ar que tenta passar pela via aérea estreitada ou bloqueada. No entanto, nem todas as pessoas que roncam têm apneia do sono. Outros fatores podem aumentar o risco:
Determinados formatos de palato ou via aérea podem fazer com que a via aérea seja mais estreita ou se feche mais facilmente
Amígdalas e adenoides grandes em crianças que possam bloquear a via aérea
Pescoço ou clavícula largos (43 cm ou mais nos homens e 40 cm ou mais nas mulheres)
Língua grande que pode enrolar e bloquear a via aérea

Dormir de bruços também aumenta os episódios de apneia do sono.

Exames
O médico realizará um exame físico e um histórico médico completos, que envolverá examinar cuidadosamente sua boca, pescoço e garganta. Talvez você precise responder um questionário sobre a sua sonolência diurna, qualidade do sono e hábitos noturnos.
Um estudo do sono (polissonografia) é usado para confirmar a apneia obstrutiva do sono.
Outros exames que podem ser realizados incluem:
Gasometria arterial
Eletrocardiograma (ECG)
Ecocardiograma
Estudos de função da tireoide

sintomasSintomas de Apneia do sono
Normalmente, uma pessoa com apneia obstrutiva do sono não sabe que tem episódios de apneia durante a noite. Geralmente, seus familiares presenciam os períodos de apneia.
Um paciente com apneia obstrutiva do sono normalmente começa a roncar profundamente logo após adormecer. Muitas vezes, o ronco fica mais alto. Em seguida, é interrompido por um longo período de silêncio durante o qual não há respiração. Essa oclusão é seguida por um urro alto e um suspiro à medida que a pessoa tenta respirar. Esse padrão se repete.
Muitas pessoas acordam cansadas de manhã e se sentem com sono ou lentas ao longo do dia. Isso é chamado de sonolência excessiva durante o dia (EDS).
Pessoas com apneia do sono podem:
Ficar nervosas, impacientes ou irritadas
Ter esquecimentos
Adormecer enquanto trabalham, leem ou assistem TV
Sentir sonolência ao volante ou até adormecer
Ter dores de cabeça difíceis de tratar

Problemas que podem ocorrer com essa doença:
Depressão que se agrava
Comportamento hiperativo, principalmente em crianças
Inchaço nas pernas (se o caso for grave)

Buscando ajuda médica
Ligue para seu médico se:
Você apresentar sonolência excessiva diurnaVocê ou sua família notarem sintomas de apneia obstrutiva do sonoVocê tiver a doença e os sintomas não melhorarem com o tratamento ou novos sintomas aparecerem

Procure ajuda médica imediata ou ligue para o número de emergência local (como 192) se você apresentar algum dos seguintes sinais de emergência médica:
  • Perda de consciência
  • Sonolência extrema
  • Alucinações
  • Mudanças de personalidade
  • Confusão persistente

Tratamento e cuidadosTratamento de Apneia do sono
O objetivo é manter as vias respiratórias abertas para que a respiração não seja interrompida durante o sono.
As seguintes mudanças no estilo de vida podem aliviar os sintomas da apneia do sono em algumas pessoas:
  • Evitar a ingestão de álcool e sedativos antes de dormir
  • Evitar dormir de barriga para cima
  • Perder peso

Atualmente, o CPAP (máscara para pressão positiva contínua na via aérea) é considerado o tratamento padrão para a apneia obstrutiva do sono na maioria das pessoas. O CPAP é aplicado por uma máquina com uma máscara facial apertada.
Muitos pacientes não toleram o tratamento com CPAP. Um bom apoio e acompanhamento de um centro de estudos do sono pode, normalmente, ajudar a superar qualquer problema com a utilização do CPAP. Para obter mais informações sobre esse tratamento, consulte: CPAP.
Talvez alguns pacientes precisem usar aparelhos odontológicos na boca durante a noite para manter a mandíbula posicionada mais para frente.
As cirurgias costumam ser a melhor opção em alguns casos. Isso pode envolver:
  • Uvulopalatofaringoplastia (UPFP): para remover o excesso de tecido na parte posterior da garganta (não há comprovação de que isso funciona bem)
  • Cirurgias mais invasivas: para corrigir estruturas anormais da face nos raros casos em que o paciente apresenta apneia do sono grave ou em que o tratamento não tiver ajudado
  • Traqueostomia: para criar uma abertura na traqueia e contornar as vias respiratórias bloqueadas caso existam problemas físicos (raramente realizada)
  • Cirurgias no nariz ou na cavidade óssea

A cirurgia para remoção de amígdalas e adenoides pode curar a doença em crianças, mas ela parece não ser eficaz na maioria dos adultos.

Convivendo (prognóstico)Expectativas
Com tratamento, os sintomas da apneia do sono devem ser completamente corrigidos.Complicações possíveis
Em razão da sonolência diurna, as pessoas com apneia do sono apresentam um risco maior de:
  • Acidentes de automóvel por dirigir com sono
  • Acidentes de trabalho por adormecer no serviço

A apneia obstrutiva do sono não tratada pode conduzir a (ou piorar) uma doença cardiovascular, como:
  • Arritmias cardíacas
  • Insuficiência cardíaca
  • Pressão alta
  • Disfunção sexual
  • Derrame


Prevenção
As crianças com amídalas e adenoides muito grandes podem desenvolver a apneia do sono ou outros problemas relacionados. Elas devem ser examinadas por um médico para determinar se outros exames são necessários.

Fontes e referênciasBradley TD, Floras JS. Obstructive sleep apnoea and its cardiovascular consequences. Lancet. 2009;373:82-93.Epstein LJ, Kristo D, Strollo PJ Jr., et al. Adult Obstructive Sleep Apnea Task Force of the American Academy of Sleep Medicine. Clinical guideline for the evaluation, management, and long-term care of obstructive sleep apnea in adults. J Clin SleepMed. 2009;5:263-276.Patil SP, Schneider H, Schwartz AR, Smith PL. Adult obstructive sleep apnea: pathophysiology and diagnosis. Chest. 2007;132(1):325-337.
Problemas para conseguir manter uma rotina regular de sono

Os problemas também podem ocorrer quando você não mantém uma rotina de sono e despertar consistentes. Isso ocorre durante viagens entre diferentes fusos horários e com pessoas que trabalham por turnos em escalas alternadas, principalmente quem trabalha à noite.

  • Distúrbios de interrupção do sono:
  • Distúrbios da transição sonovigília
  • Síndrome do Jet lag
  • Pessoa que dorme pouco naturalmente (a pessoa dorme menos horas do que o normal, mas não apresenta sinais de doença)
  • Insônia paradoxal (na verdade, a pessoa dorme um número de horas diferente do que ela imagina)
  • Distúrbio do trabalho em turnos


Comportamentos que perturbam o sono

Os comportamentos anormais durante o sono são chamados de parassônia e são muito comuns em crianças. São eles:


  • Terrores noturnos
  • Sonambulismo
Distúrbio comportamental do sono REM (um tipo de psicose na qual a pessoa "representa" seus sonhos de uma forma tão violenta que ela pode machucar a pessoa que dorme ao seu lado)

Exames
Os testes variam e dependem do distúrbio do sono específico. Pode-se realizar um estudo do sono (polissonografia).


Sintomas de Distúrbio do sono

Os sintomas variam e dependem do distúrbio do sono específico.

Buscando ajuda médica
  • Marque uma consulta com seu médico se a falta de sono, o sono em excesso ou os comportamentos incomuns durante o sono estiverem interferindo no seu dia a dia.
  • Suspeita-se que as pessoas que roncam muito alto, acordam frequentemente para urinar durante a noite, e as que não se sentem descansadas ao acordar de manhã sofrem de apneia do sono.

Tratamento de Distúrbio do sono

Os tratamentos variam e dependem do distúrbio do sono específico.

  • Insônia
  • Hipersônia
  • Terrores noturnos
  • Sonambulismo

Prevenção
Os fatores a seguir podem ajudar a prevenir muitos distúrbios do sono.
  • Hábitos de sono regulares (como deitar e acordar nos mesmos horários todos os dias)
  • Ambiente de sono tranquilo
  • Exercícios regulares
  • Manter-se saudável e em boas condições físicas gerais
TERRA A terra pode e deve ser utilizada em diversos tratamentos.
Das muitas propriedades da argila três são particularmente especiais: destrói micróbios patogênicos, absorve toxinas e impurezas e cede minerais ao corpo para que os tecidos danificados possam se regenerar e se recuperar. 
ARGILA MEDICINAL
A argila deve ser limpa, exposta ao sol e peneirada, ficando um pó fino, pronto para se misturar a água. 
Para aplicar a argila proceda da seguinte maneira: pegue um pano grosso tipo linho ou flanela (por exemplo) de tamanho que envolva toda a região, para que o cataplasma fique fixo e não corra o perigo de se desprender e se soltar da região (as pontas do pano precisam ser ligadas com alfinete ou fita crepe); em cima do pano você pode colocar jornal e por cima do jornal um papel que não seja muito permeável nem muito impermeável, para que a argila não seque rápido e nem junte muita água em cima; em cima do papel você coloca a pasta de argila, um pouco maior que a região tratada, com a espessura de 1 cm à 1,5 cm. 
Aplique a argila direto na pele, estando a pele bem limpa. 
O cataplasma na maioria dos casos é frio mas também pode ser quente (aí acompanha uma bolsa de água quente ou cinta térmica). 
O barro frio fica em geral 2 horas podendo ficar várias horas, durante o sono, principalmente cataplasmas grandes. Os naturalistas em geral recomendam que todos os pacientes apliquem argila fria no abdômen (intestinos) durante à noite, para normalizar o funcionamento desses órgãos. 
O barro quente fica 1 hora.
Alguns problemas graves exigem argila fria 24 horas por dia (o cataplasma vai sendo sempre renovado) como por exemplo no caso de gangrena do pé onde os tecidos começam a morrer; tenho conhecimento de casos como estes ( gangrena no pé) onde o médico ia amputar, mas com um mês de argila fria 24 horas por dia, os tecidos se renovaram e o pé foi salvo. 
Lembramos ao leitor que os tratamentos naturais em geral apresentam reações que muitas vezes são incomodas, porém positivos pois fazem parte da crise curativa (conjunto de sintomas quando o corpo está eliminando toxinas e impurezas); portanto se você tiver coceira e aparecerem espinhas (por exemplo) não se impressione pois é normal. 
E não se esqueça que a argila usada deve ser desprezada. 
Indicações 
* Argila fria: 


- Problemas reumáticos na fase aguda (ex. artrite), quando a região está quente e inchada.
- Problemas intestinais (gazes, prisão de ventre, etc.)
- Hematomas e inchaços
- Nódulos e tumores benignos
- Tumores malignos - câncer
- Problemas na cabeça (crânio e face) ex. Tumores, inchaço, espinhas, etc.
- Hipertrofia de órgãos (aumento do tamanho) ex. tireóide, próstata, etc.
- Espinhas, furúnculos, coceiras
- Feridas, cortes, ferimentos, picadas de animais (vespa, abelha, etc.)
- Varizes e hemorróidas 
* Argila quente: 
- Problemas reumáticos, principalmente na fase crônica, ex. artrite, artrose, dores e tensões na coluna, etc.
- Afecções do fígado, em geral
- Afecções do estômago, em geral
- Afecções dos rins, em geral
- Afecções dos pulmões, em geral
- Afecções em geral, dos órgãos pélvicos 
Fonte: Terapeuta e Professor Walter Florêncio CRT 21.288; Novaera.org/saude/argila.html
A argila é provavelmente o mais milagroso dos produtos usados para tratamentos desde tempos imemoriais.
É um dos três medicamentos mais antigos e poderosos da humanidade, juntamente com a água e as plantas.
Desde Hipócrates a Galeno e Avicena, que notáveis terapeutas a têm utilizado com resultados surpreendentes.
Também Gandhi recorria à argila e até a Bíblia fala das suas propriedades curativas e "milagrosas".
Está para ser descoberta a doença que não possa melhorar através de um tratamento com argila. 
Para explicar de uma forma simples a complexidade de razões porque a argila é uma substância quase universal para o tratamento de doenças, perceba-se que os seus ions negativos têm a capacidade de atrair e absorver toxinas provenientes dos ions positivos, reduzindo os níveis de toxicidade e produzindo efeitos antissépticos, antibióticos e cicatrizantes. 
A argila contém sílica, alumínio, ferro, titânio, cálcio, sódio, potassa e por vezes até magnésio. As proporções destes compostos variam conforme a sua origem, mas todas têm elevada percentagem de sílica e alumínio, o que explica as suas propriedades cicatrizantes e anti inflamatórias. 
Existem vários tipos de argila: de um modo geral a verde é considerada a mais eficaz e de propriedades mais vastas, embora a argila branca seja melhor para colites e úlceras gástricas ou duodenais. 
Existe a crença popular de que a argila é radioactiva. A verdade é precisamente a contrária: está provado que a argila é anti-radioactiva e ajuda a encurtar o tempo de contaminação por radioactividade de qualquer matéria. 
Pode usar-se argila por via interna ou externa, ou seja: bebê-la ou aplicá-la como emplastro. 
A argila bebível é muito fina e dissolve-se num copo com água termal (não usar água da torneira); mexer com uma espátula ou colher de madeira e beber. Usar o correspondente a uma colher de café por copo de água. 
Também se usa água de argila: dissolver da mesma forma e deixar assentar durante algumas horas. Beber depois o conteúdo do copo até chegar ao pó depositado no fundo, que se deita fora (nunca voltar a usá-lo). Se um pouco desse pó for engolido não faz qualquer mal. Isto pode ser feito duas vezes por dia, de manhã e à noite. 
A argila bebível toma-se em jejum ou com um intervalo de pelo menos duas horas de qualquer refeição. 
A argila deve preparar-se sempre num recipiente de vidro ou barro, nunca usando metal ou plástico. 
Para aplicar argila sobre a pele, deve diluir-se em água termal até fazer uma lama espessa, que depois se aplica directamente sobre uma parte do corpo previamente lavada sem champos ou sabonetes cosméticos (usar um sabonete de glicerina ou algas, por exemplo). A espessura da camada a aplicar pode variar conforme a intensidade e profundidade da acção que se pretende. 
Para efeitos estéticos, é importante proceder do seguinte modo: a argila é escura quando está molhada e vai ficando clara quando seca - deve ser retirada imediatamente antes de ficar completamente seca. 
Para fins terapêuticos, as aplicações podem durar entre poucos minutos a várias horas. 
O melhor processo de remoção é com água ou chuveiro - nunca esfregar. 
Se quiser aplicar-se sobre uma ferida aberta ou uma zona muito inflamada, deve usar-se uma gaze ou um pano fino de linho entre a pele e a camada de argila. 
Pode aplicar-se argila em todo o corpo, mas não se deve colocar lama espessa sobre os mamilos, lábios, boca e genitais (interior da vagina na mulher, glande e testículos no homem), bem como sobre os olhos ou no interior dos ouvidos. Todos estas zonas podem ser tratadas, mas através de lavagem com água de argila. 
Pode também ser usada em conjunto com outras terapias, em conjugação com plantas, óleos ou alimentos. 
Em estética, os tratamentos da pele com argila são de extraordinária eficácia, sendo um excelente exemplo o efeito benéfico que têm na reafirmação de seios e como complemento nos tratamentos de redução de estrias. 
Depois de um tratamento de argila deve lavar-se a pele com água corrente sem quaisquer produtos cosméticos, podendo hidratar-se a seguir com um óleo suave e neutro. 
Na reafirmação de seios é muito eficaz molhar a pele com sumo de limão e deixar secar sem esfregar. 
A argila produz resultados muito rápidos em estética e muito lentos, mas muito duradouros, na área da saúde. 
É comum, nos primeiros tratamentos, verificarem-se resultados inquietantes, como o agravamento de uma ferida ou o aumento de irritação da pele: isso é normal, pois é o processo de desintoxicação e eliminação de venenos através da pele - não deve suspender-se o tratamento, pois a cura virá a seguir. 
Se a argila aquecer muito durante o tratamento ou secar, deve substituir-se por nova aplicação. 
Nunca deve voltar a usar-se argila já utilizada. 
Os tratamentos de argila devem ser acompanhados com uma dieta vegetariana e água em abundância. 
Quando se fazem aplicações de lama espessa em qualquer parte do corpo, convém estar-se inteiramente nu, num ambiente com uma temperatura confortável e ar despoluido. 
Também é benéfico o banho de imersão em água a que se juntou argila. 
Desde a cura de feridas e ulcerações até à redução de acidez gástrica e tumores, é inesgotável o espectro de resultados que podem obter-se a partir da argila, tanto no campo da saúde como no da estética. A argila tem-se provado eficiente no tratamento de úlceras, artroses, diarreia, dermatoses, tiroidismo, reumatismo e até cancro. Também é eficaz nas parasitoses, hepatites, acumulação de gases, fissuras e fístulas anais, gengivites e estomatites (principalmente as causadas por tabaco, álcool, pastilhas elásticas e guloseimas artificiais), asma, sinusite, otite, alergias diversas, tuberculose, pleurisia, pneumonia, zona, herpes, furúnculos, acne, pruridos e eczemas, taquicardia, arteriosclerose, angina de peito, reumatismo, gota, infecções urinárias ou renais, hemorróidas, varizes, celulite e redução de rugas... a lista é infindável.  
A argila pode ser usada para fins específicos ou para estimular e retemperar o sistema de um modo geral. 
É um produto que deve ter-se em atenção, pois pode significar a diferença entre a saúde e a doença, mesmo onde tudo o resto tenha falhado... 
Os benefícios da Geoterapia
A natureza deixa para nós elementos que nos proporcionam mais saúde e bem estar. A argila, por exemplo, é um importante aliado no tratamento de várias doenças.
O mineral já era usado entre os povos egípcios para combater inflamações e úlceras, também curou muita gente durante a Idade Média e na Segunda Guerra Mundial. 
Hoje em dia, este elemento é bastante usado na Geoterapia, como uma forma de absorver as toxinas do organismo. Ele tem o efeito bactericida, antiinflamatório e cicatrizante. Para cada região do corpo é usada uma argila diferente - verde, marrou ou acinzentada, geralmente misturada com óleos essenciais de vários tipos. 
Segundo Rosana Batestusso, naturóloga do Instituto Brasileiro de Naturologia, a argila filtra as impurezas e potencializa o efeito da substância utilizada com ela. "Para o fígado, por exemplo, utilizo a argila verde. A mesma vale para eliminar a acne, usada com óleo de melaleuca. Na pele, aplico uma mistura de argila amarela e óleo essencial de grapefruit. A amarela também serve para a estética na região do abdome - absorve gorduras e renova as células. E a branca com óleo de laranja e gerânio tem a função de clarear manchas", explica. 
A Geoterapia também é bastante eficaz no tratamento da psoríase, diabetes e doenças intestinais. Também auxilia nos efeitos da menstruação, como cólicas ou TPM. Por meio da argila, ela troca a energia dos minerais na região doente e melhora a circulação sanguínea. 
"No tratamento, a argila não é aplicada diretamente sobre a pele, como se imagina. Ela é misturada com outras substâncias e usada na forma de compressa. Assim que ela seca, novamente é colocada outra gase umedecida", diz. 
Aplicada na pele, essa mistura de água e terra, riquíssima em minerais, está ajudando a tratar várias doenças. 
Para embalsamar faraós egípcios e acabar com a cólera que assombrou os russos em 1945 a receita foi a mesma: argila. Até hoje ela é a solução de moradores da roça nordestina para curar queimaduras. Com tantos poderes catalogados na história e apregoados boca a boca, sua aplicação na pele ganhou nome de tratamento — geoterapia — e está sendo indicada por médicos contra inflamações, infecções e até tumores. O sucesso está na composição de minerais, como quartzo e mica, acompanhados de magnésio, ferro, feldspato, potássio, sódio e cálcio — bastante semelhante à do corpo humano. Mas há argilas e argilas. Segundo o Laboratório Municipal de Polícia de Paris, a verde e a branca são as melhores para fim terapêutico. “Elas têm uma concentração ideal de minerais”, confirma o fitoterapeuta Andirásio Donato, de São Paulo. 
O grande mérito da argila é fortalecer as defesas do corpo 
Derramados sobre a pele da região que se pretende curar, os minerais da argila são absorvidos e passam a atuar em várias frentes, regenerando as células, agindo como antiinflamatórios e estimulando a drenagem linfática. “Com tudo isso o corpo sai fortalecido e tem mais chances de vencer a doença”, garante a médica Maria Lúcia dos Santos, do Centro de Medicina Natural, em Vinhedo, interior de São Paulo, que se vale do método para ajudar a tratar, por exemplo, problemas respiratórios, dores musculares, reumatismo, prisão de ventre, cólica menstrual e até câncer. 
Vitória Bergamin, de 2 anos, é prova disso. Depois de tentar uma série de antibióticos contra as infecções de garganta e intestinais da menina, a mãe, a veterinária Hermínia Sanchez Bergamin, partiu para sessões diárias de geoterapia. Deu certo. “A argila esfriava bastante no corpo de Vitória”, conta Hermínia. O pediatra e acupunturista Marcius Mattos Ribeiro Luz, de São Paulo, tem explicação para o fato: “Por meio de seus minerais, ela reequilibra a temperatura local que está alta por causa da inflamação, impedindo que o problema se agrave”. Os médicos naturalistas acreditam que isso tem a ver também com a energia do sol e da terra que o barro carrega. 
Por Priscila de Paula Gorzoni 

Na clínica e em casa 
É bom frisar que a argila é um reforço do tratamento e não ele em si, principalmente no caso de doenças graves. “As aplicações começam na clínica, mas são mantidas em casa”, avisa Eliana Guimarães Pin, fundadora do Centro de Medicina Natural. 
Faça você mesmo um medicamento para descongestionar as vias aéreas 
Ingredientes:
• Chá de camomila
• Argila verde medicinal em pó
• Recipiente de barro
• Colher de pau
• Ataduras 
Modo de preparo:
Despeje 1 xícara de chá de camomila frio no recipiente e acrescente 4 punhados do pó. Misture com a colher de pau até formar uma pasta. Mergulhe, então, uma atadura no preparado e coloque-a sobre o peito. Depois enfaixe a região com ataduras limpas e deixe agir por duas horas. A aplicação do cataplasma deve ser feita duas horas antes ou depois das refeições. 
Fonte: Receita indicada pela médica Maria Lucia dos Santos 
A Cura pela Argila 
É importante percebermos que vivemos em uma sociedade doente e patológica e que, portanto, nos repassa diariamente informações erradas que nos induz a pensarmos e agirmos de uma forma errada, doentia e patológica. Porisso, é também importante nos curarmos todos os dias das emanações deletérias captadas diariamente. 
Visto de uma forma geral, tratamento com argila consiste em colocar nosso corpo em contato com o elemento terra, da natureza. Normalmente, quando ouvimos a expressão "cura pela argila" está-se referindo a colocar-se lama ou barro (o elemento terra misturado com o elemento água) em contato com a nossa pele (externa ou internamente). Isso tem um efeito terapêutico em nosso organismo [1]. Maria do Carmo Jerônimo, a campeã brasileira de longevidade (129 anos), sempre manteve a sola de seus pés em contato com o solo (nunca usou calçados), captando a energia da mãe Terra durante todas as horas do dia em que estava acordada. Minha avó materna viveu com boa saúde até os 99 anos de idade, sempre mexendo com a terra de seu jardim e da sua horta. 
Além da aplicação externa, na forma de cataplasma, compressa, umectação, máscara ou cobertura, fricção, talco, absorvente higiênico, banhos, lavagens, irrigações e gargarejos, a argila também pode ser ingerida bucalmente. Este último é o processo intuitivo preferido pelas crianças pequenas, como toda mamãe já sabe. Eu, em particular, salvei minha vida - aos 7 anos de idade - com este processo, comendo areia da praia. No meu caso, o que aconteceu foi o seguinte: passei a não digerir os alimentos; tudo que comia eu defecava da mesma forma que foi ingerido; comecei a definhar continuamente; meu pai leu um livro do pesquisador alemão Louis Kuhne que sugeria ingerir uma colher de café de areia de praia após cada refeição; fiz isso e após 3 dias estava curado do problema e estou aqui, hoje, para contar esta história. 
O uso interno da argila pode ser feito, basicamente, de duas formas: 
1. Coloca-se uma colher de café de argila em um copo d'água. Mexe-se e toma-se tudo lentamente, em pequenos goles. Esse procedimento é indicado para problemas agudos. 
2. Coloca-se a argila diretamente dentro da boca e deixa-se dissolvê-la lentamente. Existem pessoas que preferem tomar a argila dessa forma, sendo que a dose é de uma colher de café. Este método fortalece as gengivas, fortifica os dentes e facilita a digestão (meu caso). Há outras pessoas que não se adaptam com o paladar e preferem tomar cápsulas ou drágeas uma vez por dia. 
Pode-se beber a argila por toda a vida, assim como pisar na terra (e na praia, uma delícia!), com fez a Maria do Carmo Jerônimo... Pode-se comprar argila pura em qualquer casa de produtos naturais. 
Referência:  
[1] Beatriz Mello Vergara dos Santos, A Cura pela Argila, Editora Terra Viva, Quarta Edição, 2006. Site: www.argilaterraviva.com.br 
[2] Luiz Kuhne, Manual da Ciência da Expressão do Rosto, A Editora, Lisboa, 1908.

.LAMA VULCÂNICA (Argila Preta) [300 Gr.(M)] - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
  • Por: R$ 12,90
    ou 3x Sem juros de R$4,26
    Lama Vulcânica tem ação revitalizadora, analgésica, cicatrizante, desodorizante e catalisadora. As máscaras são muito usadas para eliminar toxinas, limpar e tonificar a pele.






  • ARGILA AMARELA [200 Gr.(M)] - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 9,90
    ou 3x Sem juros de R$3,27
    A Argila Amarela é rica em Dióxido de Silício, um elemento catalisador para formação da base de colágeno da pele, por isso é indicada para rejuvenescimento e tratamentos cosméticos.






  • ARGILA BRANCA [200 Gr.(M)] - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 9,90
    ou 3x Sem juros de R$3,27
    Argila branca é uma argila primária composta de silicato de alumínio hidratado resultante da alteração de rochas lavadas pela chuva. Possui um pH muito próximo da pele






  • ARGILA CREME [200 Gr.(M)] - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 9,90
    ou 3x Sem juros de R$3,27
    A Argila Creme fornece todos os minerais necessários para devolver o viço e o brilho natural da pele.





  • ARGILA ROSA [200 Gr.(M)] - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 9,90
    ou 3x Sem juros de R$3,27
    A Argila Rosa é rica em ferro. Ao mesmo tempo em que absorve as toxinas e o excesso de oleosidade, fornece os minerais necessários para devolver o viço e o brilho natural de sua pele e cabelos, tornando-os sedosos e macios.







  • ARGILA VERDE [250 Gr.(M)] - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 9,90
    ou 3x Sem juros de R$3,27
    A Argila Verde é a que possui maior diversidade em elementos, também chamada de montmorilonitasua




















  • Escalda Pés de Argila Branca - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 7,90
    ou 3x Sem juros de R$2,61
    Relaxante dos membros inferiores, descarrega as energias negativas e ajuda a estabilizar o humor.





  • Escalda Pés de Argila Cinza - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 7,90
    ou 3x Sem juros de R$2,61
    Relaxante dos membros inferiores, descarrega as energias negativas, acalma a mente e as emoções.




  • Escalda Pés de Argila Marrom - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 7,90
    ou 3x Sem juros de R$2,61
    Relaxante dos membros inferiores, usado no combate do esgotamento físico e mental. Trabalha a esperança, purifica e acalma as energias negativas.





  • Escalda Pés de Argila Verde - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 7,90
    ou 3x Sem juros de R$2,61
    Relaxante dos membros inferiores usado no combate as rachaduras dos pés e no tratamento dos odores.




  • Escalda Pés de Argila Vermelha - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 7,90
    ou 3x Sem juros de R$2,61
    Relaxante dos membros inferiores trabalha a sensibilidade, a intuição e a criatividade.
    Destaque










  • LIVRO - ARGILA MEDICINAL - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 24,90
    ou 3x Sem juros de R$8,22
    Orientações sobre aplicações com argila medicinal.



















  • Shampoo de Argila Cinza e Óleo de Copaíba - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 16,90
    ou 3x Sem juros de R$5,58
    Limpa profundamente o couro cabeludo devido a esfoliação suave da argila cinza e a propriedade adstringente do óleo de copaíba.












  • DOLOMITA [250 Gr.(P)] - Chá e Cia - Ervas Medicinais para Chá
    Por: R$ 14,90
    ou 3x Sem juros de R$4,92
    A Dolomita age de forma penetrante nos poros, neutralizando rapidamente a acidez na área aplicada......

















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos podem comentar e seus comentários receberão uma resposta e uma atenção personalizada. Seu comentário é muito bem vindo. Esse espaço é para participar. Te aguardamos e queremos seu comentário, mesmo desfavorável. Eles não receberão censura. Poderão apenas receber respostas, ou tréplicas.